sábado, 22 de dezembro de 2007





Quatro meses depois, a mesma saudade, a mesma alegria, a mesma emoção......apesar dos pesares! Você continua especial! Não adiantaria ser especial e não saber Preciso das suas palavras Fonte de inspiração. Caminho da emoção. Preciso deste sentimento.  Mesmo quando acordo desesperada. Pensando que estou esquecendo. Quando começo a sentir saudade da saudade que sentia. Mesmo quando tenho medo que você perca espaço no meu sentir. Você continua especial. Mesmo que não possa conversa.r Contar as novidades. Saber das suas novidades. Não possa perguntar.Saber como você está. Saber do projeto do seu livro.Você continua especial. Mesmo não podendo dizer que sinto carinho. Que sinto saudade. Que continuo a rezar por você. Você continua especial. Então eu sinto. Isto pertence a mim.Sinto carinho.Sinto saudade.Rezo. Penso, penso muito.Você continua especial! Me fez renascer .Por isso você é especial.Luto para nunca esquecer.



7 comentários:

Edson Marques disse...

Paula,

antes de qualquer outra coisa, vim aqui, te ver e te ler. Te oferecer os meus ombros. E os meus olhos para chorar contigo.


Aproveito para também rezar por esse tão lindo objeto do teu amor.

Que não te morrar as doces lembranças, nunca!


Abraços, flores, estrelas..

paula barros disse...

Meu lindo coração de poeta já tinha parado de chorar e volto a chorar com tuas palavras.
Quero teu ombro.
Se você estivesse mais perto!
Nada que a imaginação não resolva, irei me deitar em teus braços.
obrigada,
beijos ainda com lágrimas.

Layla Lauar disse...

Paula

Emocionada...encantada, sem palavras que possam expressar minha admiração por tudo que escreveu nesta página. Belíssismos posts.

Mas fiquei triste, você está sofrendo por amor e só posso lhe oferecer, também, meu ombro, meu colo, meu carinho.
Beijos

paula barros disse...

Oi Layla
Já tinha parado de chorar e estava me despedindo de Edson lá no blog dele.
com suas palavras e carinho volto a chorar.
Nossa como estou sensível, buabuabuabua...
Vim para casa correndo encontrá-los, e nunca pensei que ia dormir tão aconchegada.
Tenham certeza que gostaria muito de estar abraçada a vocês.
obrigada por tudo! beijos

Paula Calixto disse...

Esquecer é, na verdade, reviver.

Morte deixa mais vivo o que se separa.

E só o transformar dá o rumo às separações em nosso eu!

Beijos, lindeza. Caso não venha por aqui: UM FELIZ NATAL!!! (((:

_Silvio disse...

Cara amiga, eu sei bem o que é precisar esquecer alguem, mas ter medo de esquecer...medo de deichar de sentir saudades...medo de deichar de amar esse alguem, perder a vontade de atender o telefone pois sabe que nunca mais essa pessoa vai ligar...deichar de passar por certos lugares que passavam para não sentir melancolia...ficar extremamente triste quando toca uma musica no radio e essa musica tem tudo a ver com os dois...eu sei bem o que é isso...coragem

paula barros disse...

obrigada silvio por compartilhar comigo este teu sentir, semelhante com o meu. obrigada mesmo. Estou tendo coragem.
Feliz Natal!