terça-feira, 15 de janeiro de 2008








Por tão pouco
Surgiu um fiapo de felicidade
Tornou-se tão muito
Um alívio
A luz da felicidade entrou pela fresta dos olhos
Luz suficiente para gerar bem-estar
Sentir sair da concha
Sentimentos abafados
Lembranças peroladas




Um comentário:

Chuvinha disse...

A gente procura o MUITO, mas é nas pequenas coisas que encontramos as grandes satisfações.