sábado, 19 de janeiro de 2008





Dividida entre
O abraço de braços que se enroscam
E o abraço do que lê

Dividida entre
O sorriso dos lábios que quer beijar
E o sorriso das palavras

Dividida entre
O cheiro perfumado do pescoço
E o cheiro das histórias de vida bem escritas

Dividida entre
As mãos que tocam e acariciam
E as mãos que escrevem com emoção

Dividida entre
Os pés que dançam
E os pés que buscam histórias

Divida entre
O embalo dos corpos
E o embalo das frases bem elaboradas

Dividida entre
A música que toca
E a musicalidade do texto

Dividida entre
O encanto do local
E o encanto da forma de se expressar

Dividida entre
a razão e a emoção
a realidade e a fantasia
o possível e o impossível

Se está dividida não está inteira
Nos lugares, na dança, na cama
Na vida!

Quem vive de saudades
Vive de retalhos de gente





10 comentários:

Edson Marques disse...

Paula,

que maravilha: eu aqui me multiplico!

Deliciosamente...

E, quanto a Suzana e Patrícia, você estava certa. Escrevi hoje talvez o final da história.

Não é ficcção.


Abraços, flores, e estrelas madrugantes...

Ventura disse...

Os Amigos abusam, e já estou Saturado...!

Com Amizade
Beijos

Grace Olsson disse...

Esse poema é um misto de desejo e medo, de pensar e realizar. Mas entre um e o outro, de preferência que venha o REALIZAR, A AUSÊNCIA DE MEDO. BOM DIA, QUERIDA.

Erika disse...

Dividida entre ir e ficar.

Lindo, querida.

Beijo

"Oncotô? (Erika)"

Incógnit@ disse...

Quem nao fica dividida entre tantas opcoes? Somos formados de retalhos do tempo.

Alisson da Hora disse...

Captar os lugares do Recife, também tenho um quê disso, embora somente com as palavras. Sempre olhei esses grifos da 13 de Maio com uma espécie de devoção. Linda foto.

MH disse...

Meu, sua resposta la na minha enquete foi simplesmente a campeã. Meu, voce seria um homemmmmm muito mais bem resolvido que eu. que inveja. Vou te linkar e volte sempre. Seu comentario foi nota 1000.

Paula Calixto disse...

Divida entre há-mar e Amar.

(:

Beijos, lindeza.

Codinome Beija-Flor disse...

Paula,
penso que Deus nos fez assim: " Divididos - pela metade", para que encontrassemos a nossa outra metade, só assim poderemos ser inteiros.
Bjos

Célia disse...

Ola Paula, como vai ?
Tem horas em que me dicido em tantas partes em que depois me perco em varios locais.
Hoje é um dia daqueles de onde eu me esqueci.
O bom é ser sempre inteira.
beijos
Célia