domingo, 24 de fevereiro de 2008





Suas palavras
Me deixaram tonta
Embriagada de mim mesma
Sem pernas para me segurar
O pensamento solto
Sua palavras
Me tiraram do prumo
Promoveram um encontro
Meu com o “eu”
Suas palavras....
Ah! Suas palavras
Quanta magia
Quanta emoção






17 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Por que será que a embriaguez toma conta de suas palavras quando fala de lá?

wilson rezende disse...

Adoro Bento Gonçalves e principalmente Porto Alegre.

paula barros disse...

Ricardo,
boa observação, porém as fotos são apenas ilustrativas.
No caso dessa foto, quando falei de embriaguez lembrei da pipa.
beijos

sergio disse...

Paulinha, quanta serenidade e sentimentos carregam suas palavras maravilhosas. Que Deus continue te abençoando e iluminando. Bjs e ótimo domingo amiga

Everson disse...

Bom, deixa eu aproveitar a promoção, enquanto os comentarios são gratuitos vou deixar o meu...rs..rss...Obrigado minha querida pela visita e pela mensagem carinhosa deixada, faço minhas as suas palavras, o Prof.Sergio é um querido amigo que ganhei nesse blogmundo, mais que um amigo é um irmão, atualmente tem sido meu conselheiro tambem, e ele tambem tem aproximado a mim varios amigos, assim como voce agora, que será um prazer estar sempre por aqui no seu espaço e recebe-la no meu, tambem vou adicionar seu link, tenha um otimo domingo e uma semana de muito amor e paz pra voce e toda sua familia.

Chuvinha disse...

É um grande encontro topar com o nosso EU. Descobrimos que muito pouco sabemos de nós mesmos.

Menina do Rio disse...

As palavras tão impregnadas de emoção deixam marcas...
Um beijinho pra ti e votos de uma ótima semana

Layla Lauar disse...

É uma delícia beber e se embrigar com as apalvras vertidas pela boca de quem se gosta. Eu preciso mais das palavras do que dos atos rsrsrs

Muito bom seu poema, gostei por demais.

beijos amiga.

Duran disse...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.

Edson Marques disse...

Palavras que nos tiram do prumo, certamente nos endireitam por dentro.

São paulavras...

Abraços, flores, estrelas!

Sombra do Sol disse...

Olá amiga boa tarde, parabéns pelo texto. Sempre tomo muito cuidado com tudo que falo ou escrevo, pois realmente as palavras ditas esquecemos, mas aquelas que escutamos ou lemos, pode passar anos, pode surgir distâncias, mas a marca fica no coração. Tenha um final de domingo e uma semana com muita paz, saúde e luz. Abraços fraternos do amigo.

Alisson da Hora disse...

Livro, livro, quero livro agora!Só pra eu poder dizer, conheço a autora...eehheheheh, lindos versos...

beijos

a.h.

Paula Calixto disse...

E quando o Outro fala em nós...

Bom, assim bom.

Beijos, lindeza.

Pedro disse...

E que belas palavras!

Codinome Beija-Flor disse...

Paula, nem sempre precisamos de CEM palavras para dizer o que sentimos, às vezes nosso silêncio diz muito mais.
Bjos

Milady disse...

Encontro meu com o eu, em momento de embriaguez... isso é poderoso!

beijos

Nana Lopes disse...

Como diria o "poeta" sertanejo filho de Francisco "È O AMOOOOR",rss.
Mwnininha.deixei um desafio pra voce ,esta na postagem do outono desconhecido.Espero que goste,se nao gostar nao precisa fazer.Bjkas