quinta-feira, 24 de abril de 2008

Eu, o mundo real e o mundo virtual
Conciliar a vida real e o mundo virtual não tem sido fácil. Tem a questão das horas dedicadas. Mas o mais difícil tem sido conciliar o interesse às vezes exagerado. Os muitos sentimentos que tem surgido. A saudade. O prazer. As descobertas. As emoções. E tantos outros. Ultimamente sinto mais saudade de estar aqui a estar com determinadas pessoas reais. Comecei a estranhar quando dançar perdeu o prazer. E a vontade de voltar para casa e ficar conversando com uma pessoa virtual tornou-se mais importante. Estou deixando acontecer até porque não estou só nessa caminhada. Tenho me observado. Tenho pedido para amigas e filha serem um referencial até onde estou me afastando delas. Cada vez que me dedico ao mundo virtual, redobro as saídas com a família e amigos, viagens, teatro, cinema. Talvez tenha ficado mais seletiva no mundo real. Mas nessas horas ainda penso nas pessoas do mundo virtual, as músicas, a lua, o sol, a missa, o culto, o mar, a natureza sempre tem algo nesses lugares que me reporta a alguém do mundo virtual, ou ao que li em algum blog. Por outro lado, o que leio nos blogs e as fotos que vejo me instigam a querer conhecer pessoas, lugares e me fazem escrever. Então, ir a Maceió tinha um objetivo bem claro e definido. Conhecer Grace Olsson. Amiga do mundo virtual. Já tinha falado com ela algumas vezes por e-mail. Não foi como planejei. Não tive muito tempo. Conversamos por telefone e tivemos um rápido encontro no apartamento dela. Mas consegui o que queria. Ouvi-la pessoalmente, olhar nos olhos e abraçá-la. Pude ver um painel lindo que ela fez com as fotos do refugiados da África. Compreender o momento dela. Escutá-la falando do carinho que sente por alguns amigos em comum do mundo virtual foi muito gostoso, pois sinto o mesmo carinho. Mesmo eu e ela não conhecendo pessoalmente a pessoa. O carinho então aumentou. Assim vou conciliando o mundo virtual e o mundo real. Rumo a Florianópolis e Curitiba. E na expectativa de conhecer algumas pessoas por lá.

16 comentários:

Pedro disse...

Às vezes é difícil conciliar ambos. Já tive dessas fases.

Everson disse...

O mundo virtual é fascinante, intrigante, e hoje em dia essencial em nossas vidas...beijos de otima noite de estrelas

Layla Lauar disse...

Amiga, que legal você ter se encontrado com a Grace Olsson. Tenho pensado muito nela, andei uns dias meio afastada da Net e quando fui ao Rrenascer das Cinzas encontrei o blog fechado e fiquei muito preocupada, não li se ela se despediu, se deixou algum recado, você pode me dizer algo?

Muito legal este teu post... eu já nem faço mais diferença entre os amigos que encontrei no virtal e os de sempre, que conheço pessoalmente.

e querida, alguns comentários me surpreendem pela sua intensidade e emoção. o seu, que deixou no meu poema "Restos," certamente, é um deles. obrigada de ♥

Beijos todos e + um

vilminha disse...

Paula querida
estou aqui na expectativa da sua chegada, já estive assim uma vez aos 17 anos quando tinha um amigo que eu trocava correspondência por cartas desde os 15 anos e era uma expectativa muito boa, como esta agora, algo que faz bem, ter amigos que foram conquistados ao longo de troca de mensagens e carinhos escritos. Bom o meu amigo da adolescência deixou de escrever quando ele se casou e a esposa não entendeu a amizade, algo difícil, mas que no mundo virtual é mais fácil de driblar porque o que se escreve esta aí pra todos ver e ciúmes não cabe neste mundo virtual, se este sentimento existir é porque as coisas vão mal, já estão pelo final ou talvez já acabou. Bom eu sinto muita falta de todos aqueles que conquistei e que me conquistaram, no real ou no virtual, o dia esta ficando pequeno. BJs, aguardo ansiosa a sua chegada e uma ótima sexta feira

Dr. Fácil disse...

A gente tem essa fabulosa capacidade de se adaptar. Essa reflexão é importante pra todos. Mas tem, é claro, coisas do mundo real que nao dá pra 'perder'; a prioridade é uma coisa real. A virtual a gente concilia, tenta equilibrar. Porque a 'vida de verdade' é a mesma no fim das contas. Beijos Paula!

Edson Marques disse...

Paula,

Muito bom teu texto de hoje. Reflexivo. Profundamente reflexivo.

E esse questionamento das relações virtuais, também deveríamos fazê-lo das relações "reais". Até que ponto não dedicamos atenção demais a certas delas?!


Já que você "viajou na carruagem" de ontem, de fogo, acabo de tomar a mesma para vir aqui, te ver.

Abraços, flores, estrelas..

MONICAVOX disse...

querida paula, voce falou muito bem.O mundo virtual é muito sedutor e eu acho fundamental na nossa vida.Mas também é importante mantermos nossa conexão com o mundo lá fora,longe da tela e do teclado.è o equilíbrio, o caminho do meio.
Também conheci pessoas importantes, fundamentais hoje em dia, aprendi muito, exercitei meu lado de escrever, pensar, analisar.isso tudo é maravilhoso!

aproveite bem sua viagem,curta todos os amigos que encontrar e volte escrevendo muito melhor que antes(como se fosse possível srsrsr)
muitos beijos prá vc!
walk on forever,monicavox

Ricardo Rayol disse...

uma boa e venturosa viagem querida

Betho Sides disse...

Florianópolis você vai encontrar o Rayol, não o conheço mas pelo que escreve e comenta deve ser uma grande pessoa! Morei em Floripa 14 anos é uma bela Cidade. Em Curitiba é possível de conhecer o Sérgio"Professor" outro grande amigo virtual, dono de um cotidiano a toda prova. Eu moro em São Francisco do Sul, mais perto de Curitiba, mas entre ela e Floripa. Se quizer dar uma paradinha. beijos e bom final de semana. Ah Boa viagem.

sergio disse...

Pois é, em breve retribuirei a amizade do Betho, mora próximo a Curitiba. Se vcs vierem de carro de Floripa para a Curitiba,passarão a poucos kms da cidade do Betho, litoral norte de SC. Bom, falando em Curitiba Paula...existe um (pré) conceito de que o CURITIBANO é o brasileiro mais "fechado" do país....(claro, do exterior que não poderia ser),mas provarei que não é verdade... fechado talvez pelo frio que pega-nos quase durante o ano inteiro...em janeiro teve uma semana que fez 3 graus é mole...kkkk..em pleno verão...mas não se assuste...aqui é bom para descansar...de dia está quente e de noite frio... dia dia sorvete e de noite, um bom vinho! teremos a oportunidade de conhecer a serra do mar num trajeto ferroviário construído há mais de cem anos com vista inesquecível e tantos outros lugares maravilhosos! sejam bem-vindos, sintam como se estivessem em casa! bj e ótimo final de semana!

bruxinha disse...

Nossa, essa viagem até eu gostaria, imagina, até conhecer o professor sergio e a vilminha. Boa sorte e boa viagem a vc paula! bj magico para vc

Bia disse...

Atualizei a leitura, amiga, para sentir, mais uma vez, a força das tuas palavras em muitas postagens; e nos poemas, alinhadas em delicados e sentidos versos.

Comungo a tua idéia do mundo virtual, o bem que nos causa o convívio com determinadas pessoas, as lições de vida que nos trazem as experiências de outros, enfim, todo esse manancial de emoções que são despertadas em nós por pessoas que apenas conhecemos no mundo virtual, mas que se tornam real à medida que os sentimentos vão dominando os relacionamentos.

Que todas as tuas viagens sejam assim, prenhes de encontros verdadeiros.

Ficam sorrisos e pétalas enfeitando teu final de semana, e um beijo no teu coração, no desejo de que te venham muitas alegrias no correr das horas.

olivia carromeu disse...

Paula,

Vc não imagina como esse texto seu pode mexer com coisas tão presentes nas pessoas de hj. Eu sempre procuro me desligar do virtual no fim de semana, vc só pelo fato de ir e conheceros amigos virtuais pessoalmente é um grande passo, alias muito corajoso passo. E o dia que quiser conhecer Mato Grosso do Sul é só dar um toque...heheheheeh
Abraços

loverr disse...

oláá qerida tudo beem???
tenho sentido saudades de você.
tenho sentido saudades de cntar coisas para vc. fiquei epnsando se um dia podremos nos encontrar como nesse post que vc escreveu ae. poderia te cntar tudo tudo...e twe abraçar bem forte para retribuir tudo o que fazes por mim. cd palavra bla.
beijos

wilson rezende disse...

Tenha uma ótima viagem Paula.

Chuvinha disse...

Pude imaginar sua emoção ao lado da Grace! E fico feliz que seus desejos ( de conhecer pessoas) estejam se realizando por você mesma!