quinta-feira, 17 de julho de 2008

Toda vez que passava naquele semáforo, cruzamento de duas grandes avenidas, olhava para o céu procurando a lua. Lá, numa sexta-feira, olhou o céu e viu a lua cheia, uma bola luminosa solta no ar. Pensou nele. Simples, automático. A cada passo, escrevia mentalmente o e-mail que enviaria para ele. Ao abrir o computador encontrou um e-mail dele, quase na mesma hora que ela olhava a lua. Não, ele não olhou a lua, ele nem gosta muito da lua, prefere o sol. Dizia: “Hoje, sexta feira, cheguei........... Vim pro PC. e pensei......”. Ele fazia perguntas, repetia a pergunta”. Ela tentou por dias responder tais perguntas. Mas as respostas não cabiam nas perguntas. Não satisfazia a tão precisa curiosidade. Talvez nem ela saiba responder, desistiu de responder, de entender. Talvez, um dia, ele responda, descubra o que quer saber, e ela então saberá a resposta, decifre o enigma. Meses se passaram. Ela mais uma vez segue o seu caminho, o semáforo, os passos, o pensamento. Hoje, quinta-feira. E lá está a lua. Novamente, cheia, brilhando, linda, sorrindo para ela. Olha eu aqui, como estou bonita, e não esquece dele. Não, ela não esquecia, mesmo quando a lua não estava lá naquele cantinho, ele estava dentro dela. Mas quando a lua aparecia, cutucava ele dentro dela. Seguiu a passos largos, ao encontro dele. Há dias eles marcavam de se encontrar, mas foi um desencontro atrás do outro, coisas da vida, para aumentar a ansiedade, colocar dúvidas, testar a paciência, esses desencontros que aparecem quando se quer um encontro. Ela acelerava o passo, e a lua a acompanhava, iluminando o caminho. Ele a iluminara. A lua lembra ele, ele lembra a lua, mas lembra o sol que ele gosta, e um lugar lindo que ela ama, ele despertou uma força adormecida, um sonho que se realizou, e assim seguia ela, no redemoinho dos sentimentos e pensamentos. Chegou em casa, correu ao seu encontro. Hoje, quinta-feira, lua cheia, se encontraram. Há exatamente 2 meses da lua que lembrou ele.

15 comentários:

Layla Lauar disse...

Que prosa poética mais linda...encantou a minha alma e o meu coração...encontro romântico sob o clarão do luar de lua cheia...pura poesia..amei, de verdade!

beijos querida...que seja belo o seu dia!

Pedro Ivo disse...

Olá minha Paulinha! Eu sempre gostei mais da lua, acho ela mais romantica. O sol é muito bruto, muito quente, muito ruim e eu não gosto não.

Beijos.

Wilson Rezende disse...

O Pedro tem razão ahahahaha, mas o sol também tem seus encantos, ótima sexta para ti Paulinha.

Daniel disse...

Você faz poema até quando escreve um conto. Lindo texto, parabéns! Bom final de semana.

PS: Ainda esperando sua resposta com relação ao O Arroto. Bjus

http://so-pensando.blogspot.com

Betho Sides disse...

Ótima prosa...amores de lua, lua de amores e econtros. Beijos Paulinha

O Sibarita disse...

Dona menina! Eu gosto do céu, da lua, das estrelas, do sol, do mar, da brisa, do pôr-do-sol e, e, e... kkkkkk

Belo texto! kkkkk

Dona moça vá la no Sibarita ler a segunda parte... kkkkkkk

-E você não gosta da lua?
-Ah lua é frescura de mulher...
-Ô, é?
-Rapaz eu gosto é do sol, ficar queimadinho, a mulherada gosta, mesmo me vendo na web! kkkk
-Pô, você não é um cara sensível!
Ah não, por que?
-As mulheres são zens, por isso gostam da lua. Acho legal isso!
-Que nada, é frescura mesmo, que lua o que?
-E o sol?
-Ah, o sol é demais, fico todo brozeadinho, elas gostam é disso, mulher que gosta de lua e aluda!
-Cara, você é brabo heim?
-Mas, ela gosta de mim assim!
-Ah bom... Vou dizer mais o que? kkk

bjs
O Sibarita

Everson disse...

Perfeita sintonia, ela pensando nele e ele pensando nela, e perfeita descrição do amor, quantas e quantas vezes não passamos num local e vemos algo que nos faz lembrar alguem? se esse algo então é a lua, nossa,quantas vezes a lua calmamente não iluminou olhares, paixoes, amores, abraços e carinhos, e ao mesmo tempo, por quantas vezes a lua não presenciou desencontros? quantas palavras a serem ditas engasgam? quantas respostas de amor ficam presas no coração? realmente o amor é todo esse conflito, drama, toda essa inexplicavel emoção...beijos querida, seu post me fez viajar...linda tarde e um excelente final de semana...

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Não consigo ler tudo. Apesar de não ter engordado (um) 1 grama além dos meus 38 quilos, postei sobre um filme meio desconhecido, porém belíssimo.
Apareça:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo,
Renata

MH disse...

Prefiro o sol. Mas a lua sempre tem bos dicas para dar.

Lucinha disse...

Parabéns..pelo lindo post..
convido vc a me vistar em sonhos e carinhos.
"Somos todos viajantes pelas agruras do mundo, e o melhor que podemos achar em nossas viagens é um amigo(a)". Bom final de semana.

Edson Marques disse...

Que delícia de encontro!

Sol, lua, ele, ela, todos iluminados pelo Amor...



Abraços, flores, estrelas..

Bandys disse...

Paula,

Adorei !
lua e sol...
Agora a gente na festa do Sibarita eu dei muita risada, kkkkk
Muito legal
Beijos

Nanda Assis. disse...

oi bom fim de semana.
bjosss...
está um lindo luar hj.

F. Reoli disse...

Caraca... que belo texto...
Eu só tenho uma única certeza nessa vida: se existe uma mulher no mundo que queira estar em sintonia comigo, é só esperar a noite e olhar pro céu. Sou apaixonado pela lua e quando ela não está lá, eu invento.
Grande beijo em você e essa sua prosa é poesia. Hoje tem lua-cheia, ebaaaa...rs
beijos

wilson rezende disse...

Ótimo domingo Paulinha, beijos.