quarta-feira, 6 de junho de 2012

Entre os pecados, todos!




Estava lendo sobre o dia de Corpus Christi, e fui clicando e clicando, e lá estava lendo sobre pecados. De supetão assim, não consegui pensar em nenhum pecado cometido por mim. Até então, não me achava uma pecadora, não conseguia listar os meus pecados, achava que nunca tinha pecado. Talvez isso já seja um pecado grave. Na lista de pecados me enquadrei em vários, ou melhor, para não pecar de novo com a mentira, corrijo, em todos. Nem precisei apelar para São Longuinho para achar os meus pecados. Estavam todos descritos naquele site. Só escapei do não matarás. Do ato. Mas pensar também é um pecado. Lá, diz assim: “Podemos ainda distinguir entre pecados por pensamentos, por palavras, por acções e por omissões".

Quem quiser conhecer os meus pecados deixo o site: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pecado.

Este site é ótimo. Quando você pensa que vai escapar de um pecado, ele dá mais uma explicação e você não tem como escapar. Lá pelo 10º pecado, então aparece: "Não cobiçarás a mulher do teu próximo".  Até aqui tudo bem, tranquilo, passei. E vem .......”nem o seu boi, nem o seu jumento”....Ufa!!! Estou passando tranquila. Mas eis que no final ele arremata com  mais uma explicação.
"Explicação: Não é permitido querer nada do seu próximo para você, você tem que ter sua própria vida, seus bens e esposa (Que maravilha, escapei!) ou marido.  Encerro por aqui, sem mais nada a confessar.


O site continua: "Tipos de pecado e gravidade". Para quem suportar ler até o final, porque eu encerrei por aqui.

5 comentários:

Vivian disse...

...que pecado é existir
o rótulo que denomina
pecado!!!

bjo, minha flor!

EDER RIBEIRO disse...

Nem vou tentar, pois se for pelos pecados dos pensamentos, vou arder nas chamas do inferno. O Renato Russo tem um verso de uma das letras de suas músicas que diz assim: "pecar é provocar e depois renunciar". E já q estamos falando de pecado, for, pecar pq sou humano, deixando essa ultima frase: "quem nunca pecou q atira a primeira pedra". Bjos.

EDER RIBEIRO disse...

Voltei para uma correção. O verso correto do Renato é esse: "pecado é provocar desejos e depois renunciar".

mfc disse...

Pecado?!
Deve ser complexo de impotente!
Não... não aceito esta ideia da culpabilização oriunda de uma civilização judaico-cristã que já teve melhores dias!
Não... não sou islamita.
~Sou simplesmente agnóstico, felizmente!

O Sibarita disse...

A dona Fia é pecadora, é? Que bom, se não tiver pecados não é humano ou é? kkkkkkkkkkkkkk

Ainda bem que não estou cobiçando a mulher do próximo ou estou? kkkkk

Fia, sou pecador, viu? Quem não for que atire a primeira pedra! kkkk

Agora, e o pecado existe mesmo? Sei não viu? kkkkkkkkkkkkk

Belo texto moça!

O Sibarita