sexta-feira, 11 de janeiro de 2008







Deitada, colchões pelo chão, todos no terraço da casa.Pensando, como é o normal, intercalando com rezas para agradecer pela viagem, pelo dia, por tudo.
Toca o celular. É o síndico do prédio. Uma conversa, um tanto furada, para saber se estava tudo bem. Não tenho intimidade suficiente com ele para conversar pelo celular, principalmente num domingo à noite. Comecei a ficar desconfiada.
Sabe o que é, está saindo um mau cheiro muito grande do seu apartamento. Terrível. Hoje em dia escutamos tantos casos de mau cheiro em apartamentos, pessoas mortas.
Na minha mente, não sei na de vocês passa muita coisa em pouco tempo. Por um momento, rápido claro, pensei – estou viva, é estou, minha filha também, que lembre não deixei ninguém preso no apartamento, nenhum amante, ainda pensei em gato, cachorro, podia até ser um papagaio. Não, não tenho, nem nunca tive animais de estimação. Enquanto isso ouvia ele falar do mau cheiro e da preocupação dele e dos vizinhos.
Respondi - pode ter certeza eu não morri, nem ninguém que eu saiba.
Ele repetia, está horrível.
Lembrei que na quinta-feira a tomada do liquidificador não funcionou. Muito prática, segurei o aparelho, apoiado na barriga, e liguei na tomada da sala. Minha filha tomou o leite e partimos.
Com esta lembrança desvendei o mistério, a tomada do freezer e da geladeira são no mesmo disjuntor. Quatro dias desligados. Toda minha comida congelada, toda, estava podre. Deve ter escorrido a água pela cozinha. E os tapetinhos? E a situação do maldito chão branco? Agora, entendia a causa do mau cheiro horrível.
Expliquei para ele a questão do disjuntor.
Ele falava do mau cheiro, e repetia, horrível, terrível, incomodando os vizinhos.
Sim, você tem alguma sugestão? Estou em Aracaju.
Ele perguntou se a varanda ficou aberta. Na possibilidade de acionar o corpo de bombeiros. E eu, comigo, quanto exagero.
Você pode pedir a algum rapaz da limpeza, o magrinho, frisei bem, para passar pela janela da área de serviço, limpar tudo, e não precisa nem sair pela janela, deixei a chave da porta da cozinha pendurada.
É, não posso pedir para Cláudio *, ele ia ficar entalado. Ele é bem gordinho. Sim, claro, por isso disse o magrinho.
Ele então lembrou, de me lembrar - Falar nisso, aviso que você esqueceu a janela da área de serviço aberta.
Que bom, assim não precisa arrombar.Então, estamos combinados, está autorizado a entrar pela janela e a limpar tudo. O que estiver podre jogue fora. Os tapetinhos, os potes plástico, tudo.

Enquanto falava com ele, e com a calma aparente, de quem não quer perder o passeio, e não podia fazer mais do que pensar e dar as coordenadas. Lembrava de uma história do blog de Daniel Brito uma viagem que ele fez e o bacon estragou.
Falava com o síndico e ria, sem que ele percebesse, ria por dentro e com um leve sorriso no rosto.
Pensava, que bom, que bom, quem vai limpar não sou eu, nem sentir o mau cheiro horríiiiiveeeeel. Eu tenho muita sorte. E sorria.
Terminada a ligação, o síndico falara um pouco alto, todos ao meu redor, deitados no chão, já sabiam do ocorrido.
Disseram como você consegue ficar calma? Fui contar a todos a história do bacon, e o meu alívio de não enfrentar a situação.
Confesso que demorei um pouquinho a dormir pensando no que o síndico teria que enfrentar no outro dia. Tranqüila por ter ele para resolver os problemas para mim. Ainda disse à minha filha, ta vendo como é bom esquecer a janela aberta, você toda vez reclama comigo.

5 comentários:

DB disse...

Quando tava pensando no comentario, li essa frase no teu texto:

"que bom, que bom, quem vai limpar não sou eu, nem sentir o mau cheiro horríiiiiveeeeel. Eu tenho muita sorte".

Eu esqueci um bacon na danada da geladeirinha por mais de um mês, já meti carvão lá e nada de ela ficar boa...Isso foi em agosto!

Bom, pra mim ficou a lição, nunca mais vou esquecer nada na geladeira. No teu caso, nao erro humano, o que complica mais na hora de evitar "acidentes".

Pensando bem, eu to longe de casa há quatro semanas, será que a minha geladeira (a outra que sobrou viva) pode encasquetar e querer imitar a tua?

Virrrge

paula barros disse...

Olá Daniel
Que visita tão rápida e legal. Fiquei rindo com o teu comentário. Espero que sua geladeira não seja imitona. Gostei do virrge.

Edson Marques disse...

Mas o síndico, o zelador, o porteiro, o faxineiro, o ajudante - todos tiveram que ligar pra você só para resolver um caso desses?!


A mais de mil quilômetros de distância?!

Em férias?!

Deiva ter mandado empacotar todos eles juntos com a comida podre e jogar no lixo... rs!


Brincadeira!

Só vim te ver, após ler teu comentário nesta madrugada azul brilhante.


Lembre-se de dar vaor secundário às coisas secundárias...


Abraços, flores, estrelas!

Layla Lauar disse...

Queria ter ao menos uma história dessas, geladeira descongelada e comida estragada para poder postar, nunca astive tão vazia de ideias...

Querida seu transtorno me rendeu boas gargalhadas, desculpe.

beijos

Chuvinha disse...

O pior foi você AINDA encontrar mau cheiro pela casa...rs. Mas ao mesmo tempo descobriu que o síndico é atuante em relação ao condôminos pois a reclamação foi ouvida e conferida. Nesses casos sempre tem o lado bom...hehehe. Pode deixar que todo mundo vai ter paciência com você! Bom sábado, menina!