segunda-feira, 12 de maio de 2008

pôr-do-sol em Beto Carrero - SC




A lua não só tem dois olhos fincados
Tem muitos olhos
Muitos corações
Muitas almas

A lua tem muitos poetas
Muitos amores
Mas ela só aparece
Por causa da luz do sol

Minha querida princesa iluminada
És o sol e a lua de muitos poetas
Fonte inspiradora
A musa, a deusa

Você tem luz própria
Ilumina a lua
Clareia o sol
Inspira os poetas
O poeta

Não deixe de olhar a lua
Por causa de dois olhos fincados
Que olham o poeta

A lua é feita de fases
Os poetas de momentos
De novos amores eternos

A cada nova fase
Novos olhares são fincados
Recentes amores plantados

A alma que o poeta iluminou
Essa ninguém pode apagar
Nem quando a lua minguar
Nem quando o poeta se for

Princesa
Lua dos poetas
Dos amores cantados em versos e prosas

Minha linda
Você não é vista na luz da lua
Nem na luz de um simples vaga-lume
Você é a própria luz
A imensa lua
O sol que brilha e irradia energia
O vaga-lume que acende a luz dos poetas
As estrelas que não morrem
E não se cansam de piscar

A lua precisa da luz do sol
Você, não
Você tem luz própria

Por ter ciúmes de você um dia
Fui lhe conhecer
Me juntei a você nas cavalgadas
Nas noites estreladas
Nos abraços e flores deixados na madrugada

Deixo para você esse lindo pôr-do-sol
Enquanto o sol ainda brilhava e se recolhia
Eu me encantava
A lua em algum lugar brilhava

Hoje preciso da sua luz nos meus dias
Minha lua brilhante
Você me encanta e ilumina
*
*
*

Esse post é dedicado a Layla de coração, com muito carinho e admiração.

17 comentários:

Chuvinha disse...

Temosa um brilho próprio. Maior que o da lua e o das estrelas.

Beija-flor disse...

Tua foto é tão perfeita, que parece uma pintura, na verdade é uma pintura, feita pelas mãos de Deus.
Bjos

Antonio disse...

vi ao teu blog através de um comentário seu no blog da Vanna. vim ler o texto sobre as mães e dei de cara com uma poetisa iluminada.gostei do teu blog. te deixo um beijo.boa semana
antonio
http://www.emailskeurecebo.blogspot.com

Edson Marques disse...

Paula,


O poema para Layla ficou infinitamente bonito!

Quase que eu disse "infinitamente mais bonito"... rs!

Você é um amor desejante e desejado. Lunar. Ensolarado...

Layla Lauar disse...

Minha muito querida Paula, a emoção tomou o lugar das palavras. Nem sei o que lhe dizer, a não ser agradecer por este belíssismo poema. Só você mesmo com toda a sua generosidade. Choro agora quase todas a minhas lágrimas, mas só as doces, de felicidade.

Beijos, beijos e + beijos... mas quem é iluminada é você, sempre foi...

Perdoe, não consigo escrever mais nada.

te adoro!

Layla Lauar disse...

estou copiando o poema, vou guardá-lo para sempre, com muito carinho

+ beijos querida

lane disse...

SUA ALMA FALOU POR VC,BELÍSSIMO,Q A LUA SEMPRE SEMPRE TE ILUMINE,TE PROVOQUE TANTAS INSPIRAÇÕES MARAVILHOSAS COMO ESSA!!!PERFEITO!!
ABÇO PAULA,VC É LUZ!

Pedro disse...

Vou ter que parar de vir aqui. rs. A cada nova foto eu sinto mais e mais vontade de viajar por aí.

sergio disse...

Paula... vc é uma poeta menina, consegue juntar sentimentos, momentos e palavras numa só frase! fico feliz por ter sua amizade! Tem presentinho para você no meu post de hoje! espero que goste!
Tenha um excelente dia! bj

sergio struffa disse...

bom diaaaaaaaaaa
obrigado pela visita constante
ao meu blog, seja sempre benvinda.
Parabéns pelo seu cantinho também

abraços sergio

F. Reoli disse...

Musa e encantadora, aliás, comparar Layla e Lua é perfeito, não só pela luz ou pela beleza mas também porque é um ser que habita os céus do desejo, do bem-querer e do que há de melhor em nosso coração.
Beijo na musa e em quem escreveu tão belas palavras...

Landinho disse...

Que belo poema. Parabéns

Poeta Mauro Rocha disse...

Já que esse é o oficial, então estamos oficializados!!!

Bjs

MAURO ROCHA

Betho Sides disse...

Belo texto paula...voltei amiga beijos

Roberto Mauro disse...

me restou muito pouco pra comentar,
continue assim, faz bem...

Roberto Mauro

jobofevi disse...

Um belo poema querida amiga.Boa noite.

Milady disse...

Paula, que beleza de homenagem. A Layal merece mesmo! E vc captou muito da doçura que ela verte em cada uma de suas palavras...

Um dia eu escreverei feito gente grande assim...

beijos pra vc e para a Layla...