quarta-feira, 8 de outubro de 2008

foto Paula Barros
Sábado a noite. Chovia torrencialmente. Ventava como há muito não se via e se escutava. A vidraça tremia. Senti que você me rondava. Sorri. Abri a janela, senti o vento me tocar. O corpo arrepiou. Era a sua presença, pressentida através dos pêlos do corpo se eriçando. Um relâmpago forte clareou seu corpo com fachos multicoloridos. A sua presença fez meu corpo tremer feito o trovão ensurdecedor. Que não foi escutado, mas foi sentido nas entranhas do meu corpo. Era o seu corpo que eu via. Distante, pela janela aberta. Não podia tocar. Só você tinha o perfeito domínio do seu corpo. Do seu toque. Mas cada toque em você, sentia em mim, convulsões arrepiantes calorentas que subiam pelo corpo e terminavam em espasmos de prazer. Um sábado de chuva e calor intenso.....
Meus leitores, amados e pacientes comigo, tenho feito algo com vocês que vou confessar. Meu outro blog, está cada dia mais lindo, e cheio de emoções. Pelo menos eu acho. E ainda tem visitantes ilustres abrilhantando o meu cantinho. As vezes não divulgo, talvez até por egoísmo mesmo, parece que é um canto só meu. Mas quem quiser passear por lá fique a vontade. beijos

31 comentários:

anderson eduardo disse...

Hummm, nada melhor do que aquecer o corpo para enfrentar o frio... e quando tem prazer...nao tem frio que nos desanime... abração e tudo de bom

Garota Misteriosa disse...

Intenso e romantico ao mesmo tempo, é um querer ardente mas sem preça, esperando o momento certo, a hora certa, para que nada saia do controle.

GOSTEI DESSA CHUVA

Alisson da Hora disse...

noite chuvosa...ultimamente só tenho dormido...

edson marques disse...

Uma sabatina de arrepios transbordantes...


Que delícia!


Abraços e flores pra você, nesta madrugadíssima..

Layla Lauar disse...

hum... gostava que viesse um vento desses "acariciantes", lá do sul, soprar na minha janela.

paixão é uma coisa muito, muito boa..adoro estar apaixonada.

e adorei também esse seu sábado poético de calor intenso e paixão mais intensa ainda...

beijos querida... um lindo dia.

benechaves disse...

Oi, amiga: desculpa não vir aqui com mais frequência. É que estou meio afastado da net. Não sei, mas tenho vontade de terminar o blogue, as visitas não aparecem e não sei escrever só para mim. É preciso que alguém me leia e comente também.
Sobre o seu texto, vejo-o com uma sensualidade que nos faz gostar de amar em uma forte chuva com pingos no corpo da mulher amada e nua.

Um beijo chovido...

Nanda Assis disse...

muito quente!!!
e as comparações de tempestade com prazer foram deliciosas. bela foto. amei.

bjosss...

Eärwen Tulcakelumë disse...

Maravilha ter em uma noite assim o calor a percorrer não só o corpo, mas também a alma.
Agradeço tua presença em meu mundo, onde és bem vinda.

Pérolas incandescentes de doces momentos.

Eärwen

Cleo disse...

Paula, lindo texto e a foto maravilhosa.
Beijos e excelente quinta.
Cleo

Sol da meia noite disse...

Texto riquíssimo em pormenor... e em sentir...

Perfeita descrição dum momento intensamente sentido!

Ousar abrir a janela à tempestade...


Beijinho *

Luciana Andrade disse...

Em dia chuvosos nada melhor que alguém que faça nosso corpo incendiar...

Zek disse...

Chuva e calor.....quem entende esse louco amor !!!
Aqui em Sp o frio não está dando tregua, desde segunda feira!! aliás desde sexta da semana passada...

Bjs

vanessa lopes disse...

é dona Paula, será q está amando???
Carlios Drummond é um mestre nessas descobertasss
um bju e muitas felicidades

Camila disse...

Me arrepio quando lembro do meu príncipe (ainda).
É bom, apesar de eu ficar triste depois.
Beijo

Everson e Izi disse...

Ja senti assim tambem, muitas vezes a aparente tristeza da chuva, os ventos fortes, arvores balançando, aquele cheiro de molhado, nos remetema a algum lugar do passado, ao toque de alguem, uma passagem, um carinho estacionado em uma parte da historia, um amor que marcou, e muitas vezes o toque do vento, os pingos de chuva são como se a pessoa amada estivesse voltando....beijos minha querida, uma linda tarde pra ti...

Betho Sides disse...

Parece que nós combinamos...O meu texto também tem chuvarada! Beijos


Ps. Paulinha eu sei que vc não gosta muito do B do B I, mas estou com uma pesquisa/comentário sua participação e opinião para mim é super importante, se não lembras:
http://nsides.blog.uol.com.br

tossan disse...

Que bom sentir isso em plena tempestade! É de arrepiar, quem será o felizardo, meu Deus! Bj

Homero, O Tosco disse...

Axho chuva uma coisa melancólica, sempre me deixa de baixo astral.

Abraços.

Thiago disse...

Uma das melhores maneiras de se escapar do frio! Calor bom não é? Verdade que a caminhada é mais leve quando se segue sorrindo :)

Beijo meu.

Beatriz disse...

A foto ficou belíssima, amiga, e como estou num momento meio que 'nublado', acho que a apreciei mais ainda. O texto, ah, que belo ficou este teu 'encontro' de corpos e almas no clarão da chuva. Adoro a chuva! Tantas lembranças ela me traz!

Agora vou dar uma olhada no teu outro espaço, pois há tempos não passo por lá.

Fica com um raio de sol na tua tarde e um beijo no coração.

Iana disse...

UMA LINDA NOITE

“A beleza das pessoas está
na capacidade de amar e de
encontrar no próximo a
continuidade de seu ser...
E, também, em reconhecer
que nessa vida você estará
sempre precisando de alguém
e sempre terá alguém
precisando de você!“

Linda adorei o que acabei de ler e olha vou correndo ler-te em teu outro espaço ok... Querida obrigada por deixar seu carinho em meu jardim e logo irei publicar novo capitulo em Vidas-interrompidas ainda essa semana!

Beijos e beijos
Iana com carinho

EternaApaixonada disse...

Paula
apesar de não ter meu link entre seus amigos, percebo que aparece de vez em quando em meus posts.
Obrigada e seja bem vinda quando o desejar.
Tenha ótima sexta!

Juliana Lira disse...

Oi Paula

Menina sou louca por chuva!Lendo este texto me senti a propria rsrsrs
mas é isso que seu textos fazem conosco,nos transporta pra um outro mundo e nos transmitem inumeras sensações.
só posso dizer :obrigada


Beijos Juliana

Glayce Santos disse...

Sim! Momentos de Vida, né?! Está lindíssimo mesmo! Fotos mais mágicas que a anterior, se é que isso é possivel!

E o texto... Vejo agora uma prosadora! E se saiu bem tb! Adorei!

Seus poemas me lembram Drummond.
suas prosas, me lembram Clarice...

Parabéns!

beijinhos

Anônimo disse...

Adorei Gostava que fosse a arte-e-ponto.blogspot.com

Francisco Castro disse...

Olá, gostei muito do seu blog. Ele é muito bom.

Parabéns!

Um abraço

Daniel disse...

Uma noite dessas é que é bom dormir juntinho... Se bem que a ultima coisa que se faz é dormir! ... rsrs. Bjus.

http://so-pensando.blogspot.com

Márcia(clarinha) disse...

Oi querida, belas palavras de paixão intensa...
Visitei seu outro blog, lindo mesmo, orgulhe-se flor, parabéns.
Iosif é amigo e bom escrevinhador, ótima homenagem fez a ele.

lindo dia,
beijos

Cadinho RoCo disse...

Experiência muito interessante.
Cadinho RoCo

Jardineiro de Plantão disse...

Tinha presente que já tinha comentado este e o seguinte post...ou misteriosamente desapareceu o comentário... ou não colou na base de dados. Mas comento, mais uma vez... outra e outra e mais outra, até que por aqui fiquem umas parcas palavras de agradecimento, elogio e incentivo para a autora.

Anda encantada, que nem princesa, sentindo o príncipe dos seus sonhos
... qual infante ou cavaleiro andante em busca da pessoa amada.

Abraços

O Sibarita disse...

Que bom essa chuva, valha-me Deus! kkkk

Hummm será Jesus! Vai me diz! kkkkkk

bjs
O Sibarita