quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Apagar você de mim....

Há dias venho querendo apagar você de mim. Não existem borrachas nas livrarias, nem tintas nos armazéns. Procurei minha tecla delete. Vim com defeito, não tem. Remédios para fazer esquecer, as farmácias não vendem, só existe para lembrar. Um vírus para destruir o HD onde você está instalado, ainda não inventaram. Li a palavra obliterar no dicionário. E pensei – é tudo que preciso. Mas ela é estranha, difícil, esquisita. Igual ao que sinto por você.
 

34 comentários:

Izi e Everson Russo disse...

Engraçado,lendo o arremate do seu post,rs,vou comentar do fim pro inicio,primeiro, a palavra obliterar debutou em meus ouvidos, rs,,rs,,rs,,,depois, eu tambem me sinto assim, estou feliz, as vezes me policio ao escrever, tantas e tantas coisas tristes, depressivas, pra baixo, paro, e digo, stop, chega, isso não, tenho que escrever coisas bonitas tabem, assim como voce disse. Pulando pro post, o querer apagar alguem, algum amor é complicado, é como cicatriz, tatuagem, fica pra sempre, não tem borracha, tecla delete, esses arquivos do coração entram na memoria cache do nosso hd que só formatando, mas no nosso caso, se formatar, tem jeito não, o negocio ta grudado no interior do processador, tá na memoria, mesmo que não seja a ram...rs...rs...nossa, que confusão meu comentario...interessante que vim aqui pra perguntar uma coisinha, e acabei sendo o primeiro a comentar, ao menos eu acho, pode ser que enquanto eu escrevo, alguem entre na minha frente...rs...rs...mas, voce viu tudo aquilo na poesia "Nua"? Eu sinceramente não tinha muitas pretensões com ela, achei ela encaixadinha e tudo, mas voce foi alem da linha do mar, fiquei viajando no seu comentario e ele superou o proprio texto..rs..rs...quanto as imagens, eu procuro a sensualidade, o bonito, o instigante, nunca o explicito, é muito possivel na minha otica ver poesia na nudez total, e achei bastante pertinente com o texto, mas vale a minha pergunta, exagerei? Beijos pra ti e uma linda noite de sonhos e poesias, achei superlegal o conflito de horarios..rs...rs...e desculpe o exagero no comentario, virou novela....beijos

Léo Mandoki, Jr. disse...

...leio mtos blogs e mto livros...converso com mtas pessoas...e nca entendi essa característica da alma humana:

1ª desejamos, ansiamos, sofremos, por querer encontrar alguém que seja próximo de nós em multiplas afinidades...aí...qnd isso acontece...passamos, de um dia para o outro, a desejarmos que essa pessoa desapareça, DELETE....
Não entendo nem nca vou entender...não vou pq não quero msm entender...
ehehehheeheh
se cuida viu!!

Vivian disse...

...ahhhhhh
mas é justamente quando mais
queremos lembrar,
é que tentamos esquecer.

tem jeito não...
não dá pra esquecer
o que foi gravado no
coração.

nem tente...

muahhhhhh, lindeza!

FRAN "O Samurai" disse...

Olá Paula!

Vim aqui retribuir sua visita em meu humilde espaço e agradecer pelas palavras. Seja sempre bem vinda a meu Blog quando quiser.

Sobre sua postagem, é difícil esquecer pessoas que fizeram história e deixaram sua marca em nossos corações. Deletar, excluir, apagar, esquecer... É difícil. Mas tem um jeito!

Combater fogo com fogo!

Só se esquece de alguém, com um "novo" alguém. E se possível um alguém que possa entender nossas necessidades. Um alguém que nos deixe livres e que nos faça bem interiormente.

É só procurar.

Mas espero que estejas bem sentimentalmente. E esse post seja apenas um desabafo rotineiro.

Gostei do seu espaço e vou deixar um link em meu blog para poder visitá-la com mais freqüência.

Beijos Paula.

Olavo disse...

Ainda bem que esta feliz...
Vou procurar caprichar no desejo de final de semana ok rsrsr
beijão

Rodolfo de Sá Cavalcanti disse...

Caminhadas tortuosas
Muitas vezes, são as que nos levam
Ao aprendizado.

Alguém já disse que amar é sofrer
Mas amar tambem é viver
Intensamente, os segundos de cada minuto

Caminhadas tortuosas,
Quem nao as fez
Ainda tem muito a aprender...

Deletar, apagar, deletar, apagar...
Claro, sempre..., as vezes... Nem sempre...

Nanda Assis disse...

Qntas vezes me vi nesta situação, realmente é um texto lindo e que servirá pra muitos.
hj aprendi que os ditos populares, qndo seguidos a risca, são de grande validade, e em casos como o do texto, usaria:"só se esquece um grande amor, com outro grande amor"

bjosss...

Maria Dias disse...

Se fossemos como máquinas, talvez deletar fosse o melhor a fazer. Apertaríamos só uma tecla e puft! Nossos sentimentos se iriam embora para sempre...Mas infelizmente não é assim.Não basta deletar.Só existe um remédio capaz de nos tirar de dentro o sentimento que se chama "tempo" só o tempo fará apagar,diluir,sumir com este sentimento, mas mesmo assim como uma tatuagem sumir completamente nao acredito, restará uma sobra,uma marca que daremos o nome de lembranças...

Beijinho

Maria Dias

Juliana disse...

Li ontem o trechinho e fiquei pensando no que comentar... quando não me vem nada de bom na cabeça prefiro ficar calada! rs
Então eu lembrei quantas vezes eu já desejei acordar no dia seguinte sem lembrar que certa pessoas existia, esse sentimento tambem já existiu em mim! Mas que bom que passou né???

;*

Luiz Caio disse...

Oi Paula! Com vai?
Você se mostrou uma amiga fiel... Não me deixou só, e nem sentir-me só nem por um instante! Você me fez sentir alguma importância nos versos que escrevo. Sua alma é pura, e você uma pessoa boa, e sensivel... Sinto o amor percorrendo toda sua poesia. Um amor torturante do qual você tenta fugir... Sei bem como é! Amar é a melhor coisa que há nesta vida! Mas o por amor muitas vezes machuca. Feliz de você, e de mim, que temos a poesia a nos amparar! No entanto, ainda continuamos sentindo o amor, e sonhando que nos correspondam...
NÃO TENTE APAGAR O SEU AMOR! TENTE CONCRETIZA-LO! SOFRER POR AMOR FAZ PARTE DA NOSSA ALMA DE POETA. NÃO ADIANTA FUGIR, PORQUE... DEPOIS DE UM AMOR VEM OUTRO AMOR!

TENHA UM LINDO FINAL DE SEMANA!
BEIJOS.

NOCTURNO disse...

Só o tempo apaga a mágoa...

Beijo Nocturno

Izi e Everson Russo disse...

Ola, olha eu aqui de novo, agora pra deixar muito carinho e o desejo que seu final de semana seja repleto de amor,poesia e paz...beijos na alma....

tossan disse...

Vc é a maior guia do seu coração! Deixa a razão trabalhar um pouquinho e depois vc verá que foi um rio que passou na tua vida. Bj

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Paulinha minha querida
Quando você descobrir a fórmula secreta para obliterar, por favor, compartilha comigo?
beijinho e bom fim de semana

Manuela disse...

Por experiência própria eu digo:nada melhor que o tempo. Ficar nessa de tentar esquecer só piora tudo. A coisa ganha proporções gigantescas.

Bjocas e exvelente fds.

Fica bem.

Bandys disse...

Paula,
O tempo tudo se resolve...
beijos

benechaves disse...

Pois é, apagar alguém da nossa vida não é fácil. Existem sempre as palavras saudade e sentimento.

Um beijo impagável...

PreDatado disse...

Deixe o tempo fazer esse trabalho.

yehuda disse...

venho aos meus braços
desfaço os laços
fuja da desgraça
e ache graça
dos abraços
falsos

reviva a bonança
volta ao balanço
do amor casto
volte às fantasias
do amor safado
volta a realidade
do bom e nefasto

Raíza Rocha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Raíza Rocha disse...

Durante o dia, ela conseguia não se render àquele pensamento.
Driblava-o com a ousadia do tempo corrido.
Evitava-o manipulando a si mesma numa tentativa de dominá-lo.
E mesmo com o mal estar de saber que ele estava ali, guardado num canto de si,
ela se sentia vitoriosa.
Distraía-se com o acaso e todo o resto que também era vida.
Mas quando o cansaço rotineiro se despedia
e o silêncio da madrugada a despertava
o tal pensamento vinha sorrateiro em imagens,
e se impunha central.
Antes que ela pudesse se opor,
ele a encarava e a despia em fragilidade.
E ouvia-se um choro na madrugada.

mundo azul disse...

Muito criativo o seu texto!

Parece que é apenas uma construção literária... Ainda bem!


Desejo muita alegria para o seu coração...

Beijos de luz e o meu carinho!!!

Márcia(clarinha) disse...

Como apagar alguém que habita em nós?
...
Dor.

lindo dia flor
beijos

Sol da meia noite disse...

Nada se apaga, minha amiga.
Somos a cada momento a soma dos momentos... cada um desses momentos nos foi moldando, resultando no que hoje somos.
Podemos ir afastando de nós situações, reavaliando sentires... mas apagar...
Teríamos que voltar atrás no tempo, e isso não podemos fazer.

Abraço, te deixo
:-)))

Jardineiro de Plantão disse...

kkkk, não quis de maneira alguma criar ofensa, aos servidores públicos, apesar de por vezes bem me apetecer apertar o papo a alguns cá do burgo, que para ultrapassar estes burocratas/tecnocratas e outros atas, tenho de subir alguns degraus da hierarquia para ultrapassar estes supostos "Reis" sem corte.

Mas não vim, para um muro de lamentações venho colocar comentário ao seu post.

Lembra quando era menininha e escrevia com lápis e depois apagava com borracha... lembra então também lembra que a borracha retirava a grafite do papel, mas não apagava a impressão deixada quando da passagem do lápis... apagava apagava e não saía mesmo... pois é, certas coisas queremos apagar, retirar e se o nosso raciocínio fosse linguagem binária até dava para deletar... mas não se apagam, não se deletam... mas ficam sempre connosco...

Abraço

Jardineiro de Plantão disse...

Já me esquecia... estava mesmo no seu Blog, depois atendi telefone... fui almoçar... li parte do Jornal, só depois vim até ao computador e vi que tinha deixado a sua página aberta, mas aí já estava sem tempo no momento para comentar.

Carlos

Vanna disse...

Menina, sem saber um dia eu oblitei. rsrs Foi depois q li um texto q dizia q o amor tem q ser gastado, não adianta querer arrancá-lo inteiro do peito e isso deve ser obliterar.
Bjs, obrigada pelas palavras.

Gilbamar disse...

Embora fiquem as cicatrizes, o tempo se encarrega de amenizar e fazer esquecer. Sei que, por vezes, dói lembrar, mas não podemos ficar lamentando o que não podemos mudar. Melhor é viver com alegria os anos que ainda nos restam.

Deixo meu fraterno abraço amigo e desejo um maravilhoso fim de semana.

Ana Lu disse...

Muitas vezes eu tbm queria esquecer.. Seria bom se tivéssemos um botãozinho pra decidir o que ficaria, e o que não ficaria na memória..
Tomara que obtenha sucesso
;D
Bjs

Grace Olsson disse...

Paulinha, nao se descarta oud eleta alguém quando se quer...o tempo ajuda a curar feridas...em seu devido tempo.
Vc nao viu meu caso de saúde?enquanto eu queria cura, nao veio.Relaxei e decidi esperar calmamente...e ela veio..gracas a Deus.beijos e dias felizes, minahy flor.

águia_livre disse...

Lembrar no obscuro é a lâmpada que nos guia

Quase que temos titulos de blogs iguais.

Visitem:

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.com/

Sejam felizes.

Amarísio disse...

Não é fácil apagar de nós alguém que,por algum tempo ocupou nosso ser.Em alguns casos é como um elemento radioativo que vai se desintegrando,mas nunca chega ao fim.Depois de milhares e milhares de anos,no pouco de nós que ainda fosse encontrado,restaria um pouco daquele alguèm.
Talvez seja bom conviver com a marca,Paula.
Abraços.

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Paula!

Esse negócio de esquecer é tarefa difícil, às vezes impossível. O nosso "HD", pai do outro, é diferente. Ele não está nem aí para programações, apenas registra a vida como ela chega, fica e vai.

O estranho é que ela se ressente do que é, foi e talvez nunca seja de novo, mesmo que se tente. É a originalidade do ser humano impondo o aprendizado.

Você e seus rabiscos da alma, hein!

Um beijo com carinho!!!

Chá de Fita disse...

que palavra hein!!!
um palavrão!!!
preciso obliterar umas coisinhas por aqui tb.