quinta-feira, 22 de janeiro de 2009


Penso que temos botões invisíveis. Botões que não sabemos que existem. E às vezes eles são tocados e acendem. O botão verde. Do amor, paixão, encanto, sorrisos, carinho, bem-estar, viver plenamente a vida, disposição, harmonia, esperança....O botão vermelho. Da raiva, ciúme, dor, saudade, receio desapontamento, infelicidade, tristeza, medo, insegurança....Muitas vezes vem um dedo invisível e buuuum! Acende o botão. Pode ser em forma de uma palavra, um aroma, um gesto, um sorriso, uma música, uma foto, algo que lemos e eles acendem. Acontece. É mágico. Depois deles acessos cada um decide o que fazer com eles. Alguns conseguem desligar o botão. Há quem quebre o botão. Ignore tudo. Outros aproveitam a luz acesa, qualquer uma delas e tira as melhores lições. Aprende, reaprende. Muda. Vive. Tem coisas até que acendem os dois botões ao mesmo tempo. Fica-se divido. Pensei inicialmente em dois botões. Mas pensando bem, talvez existam inúmeros botões.Tem quem fique como discoteca, com todos os botões acesos, piscando. É muita emoção de uma vez só para lidar, para compreender. E haja botões.

foto Paula Barros

45 comentários:

Mai disse...

...botões luminosos, multicores...
Pontos, chacras, temos Paulinha muitos pontos, vários pontos.
E temos mais pois temos tudo dentro de nós.
E talvez ainda não os saibamos encontrar
Então esta é a grande questão para mim. Onde estão esses pontos? Fora?
No outro?
Ou dentro e mais adentro do bem dentro de nós?
Bem, pode parecer algo demasiado abstrato, metafísico, seja lá que nome bonito, complicado ou não...
Ou o nada que se queira crer
Sei que há.
E não adiantaria procurar em outro lugar que não em mim, o maor que eu me queira dar para que eu possa dar a algum outro.
Não haverá beleza alguma que seja capaz de dar-me beleza se não estiver conectada com o belo que há dentro e mesmo fora de mim.
Estes são botões.
Onde estão localizados, amiga?
Não tenho respostas
tenho perguntas as minhas. Alguns pontos já toquei, enxerguei...
Isto faz com que eu me saiba e não me sei o bastante
mas sei apenas que tudo está em mim
e que mesmo assim, depois que encontrei tudo o que havia em mim, quebrei o espelho para não ser narcísica e estéril e fui em busca de um outro UM que, igualmente se soubesse INTEIRO sendo OUTRO diferente de mim.
Estes são alguns dos pontos.

Amiga linda, vou repetir a Luciene para dizer: 'vai que podes'
Podes encontrar cada botão, cada ponto, cada luz.

Porque tu, paula és luz!


beijos muitos

Continua pensando que eu vou aprendendo contigo.

Grata, amiga, sempre...

DESESTRESSA MANO disse...

belo blog.

parabens, belo blog

abraços e sucesso

Diogo Caceres disse...

Boa noite Paula!!
Ha momentos da vida que nos fazem mesmo conflitar com diversos sentimentos, ao mesmo tempo muitas vezes...
Acredito que assim seja p/ que saibamos sentir, vivenciar e assim escolher o que é melhor p/ nós, o que realmente nos faz bem!!
Como disse Plutarco, não basta exister é preciso viver!!!
Enorme abraço e parabens pelas postagens... sempre ótimas!!!!

Jardineiro de Plantão disse...

De botões nada percebo. Na vida militar os cozia com fio de cobre para não se despegarem mais... e por aí fica a minha experiência botaneira.

Agora sobre botões que acendem luzinhas... Aí basta um pequeno toque, para o todo 'eu', me iluminar...

Nada melhor que o carregar na betoneira dos sentidos... para me sentir electrificado pela voltagem da vida.

Abraços

Glayce Santos disse...

Que lindo isso, Paulinha! \o/
Sim, temos muitos botões, eu tenho váááários!

Saudades de você e deste mágico mundo! Vc é o Tossan deixam meus dias mais doces...

Beijããão

Léo Mandoki, Jr. disse...

so vc mesmo pra pensar em botão numa circunstancia dessas!!!
o botão verde é do amor..fiquei sabendo agora...eu não tenho botões tenho disjuntores....vc pensa demais..vai acabar ficando de cabelo branco....curiosamente desapareceu o seu comentario de q iriamos viajar juntos...pq sera hein?
beijos
LMk

Maria Dias disse...

Minha querida...

Tenho estes botões sim e as vezes os percebo descontrolados, assim feito pisca pisca de árvore de Natal... Para este ano, pretendo ter o botao vermelho bem mais sobre controle.Pq eu sempre me arrependo quando eu aperto este botao vermelho e logo depois aperto o verde e vira uma salada litealmente. Por conta deste arrependimento, estou repensando minhas atitudes e consequentemente meus botões viu? Principalmente o botão automático(este então é um perigo!rs...).

Beijinhos

Maria

Sedokao Morutaru disse...

Meus botões estão descontrolados, afinal, sempre foram, do nada acende o verde, em questão de segundos o vermelho , se liga sozinho, sem me pedir permisão, sem meu comando, mas do nada se apaga, e fica o verde, mas ai surgem outras cores de botões, cada um com a sua função, e nem sei bem quais seriam. Tenho que reducar meus botões, ensina-los e aprender com eles.

Codinome Beija-Flor disse...

Nosso: "on" / "off".
No momento certa a gente liga ou desliga.
Bjos

Cleo disse...

Com certeza Paula, temos em nós vários botões. Há que ter muita sensibilidade e ternura para encontrarmos eles dentro de nós. Um texto mágico amiga, parabéns.
Beijos carinhosos.
Cleo

Juliana disse...

Infelizmente hoje meu botão vermelho esta ativado!
to num dia daqueles!
=/

tossan disse...

Eu estou pensando aqui com os meus botões e não cheguei a conclusão nenhuma. Bj

Fernanda disse...

botões...sabe que esse exemplo foi o melhor exemplo que já li simbolizando sentimentos...acho que a vida é feita desses tais botoes...

Nanda Assis disse...

legal, bem pensado.
mas tenho um que num deixo que apertem de jeito nenhum rs.

bjosss...

Ana Lu disse...

Muito bem pensado!
Amei aqui, já to linkando!
Bjoss

Pedro disse...

Acho que somos uma caixinha de botões desses.

Daniel disse...

Também acredito que haja vários botões e mecânismos, mas o botão do viver sem medo, esse, deve sempre estar ligado. Bjus.

http://so-pensando.blogspot.com

•.¸¸.ஐBruneLLa Tigress disse...

Seria tão bom conhecermos esses botões...
Amei!

beijos e borboleteios

SuNshyne disse...

Tenho vários botões e como vc escreveu vários funcionam ao mesmo tempo.
Chego a pensar que estou louca!
Tive ate sindrome do pânico de tanto que a cabeça "funciona' agora to tentando tirar os plugs e funcionar com o basico mesmo.
Beijos !

Garota Misteriosa disse...

Verdade, mto interessante o seu texto sobre os botões, gostei mesmo...

Abraços

Obrigada pela visita;)

caurosa disse...

Olá querida Paula Barros, por falar em botões, será que conseguiremos descobrir algum botão que ligue e principalmente desligue as crianças.
Haja energia, às vezes bate um cansaço, só mesmo desligando.

Saúde e paz,

Forte abraço

CAUROSA

Vilminha disse...

ai,ai paula eu sempre achei que deviamos vir com um botão de liga e desliga, (principalmente crianças porque eu só tenho cinco)mas acho que se for comparar sentimentos com botões então to mais para as caixas de sapatos de botões da minha sogra que é costureira e tem botões de tudo que é tipo um pra cada segundo do dia. tem dias que os sentimentos estão igual aos botões daquelas caixas, nem dá pra explicar. Beijos e um ótimo final de semana de muita luz e paz no coração.

Vivian disse...

...tenho por norma trazer
mais ou menos é claro,
todos os meus botões
reguladinhos, para que
quando forem acionados,
estejam em equilíbrio,
e assim percebam-se aptos
a não se perderem em
meio às emoções.

"fisolofei"..rss

muahhhhh

pin gente disse...

uma forma interessante de pensar, paula.
gostei de me ver cheia de botões.
beijo

Verônica disse...

Eu pensei nisso, vários botões, q acendem e apagam várias vezes e alguns ao mesmo tempo...
vários sentimentos eu tenho em apenas um minuto, e essa mão invisível que insiste em aperta-los, as vezes encontro até um zíper, que abre e fecha!!!
beijos e bom final de semana!!!

Camila disse...

Concordo Paulinha!
Botões humanos!
O problema é que nem sempre conseguimos controlá-los, né?!
Um beijooooOOOO
=D

HSLO disse...

Paula__Lindo!Muito lindo mesmo.

Beijão e sucesso.

Luciana Andrade disse...

E não é que andam apertando meus botões...rs

Dona Sra. Urtigão disse...

Ja havia lido, á noite alta e fiquei sem comentar , acho que meu botão de civilidade e bons costumes tem defeito de fabricação.Mas este seu texto, como os outros são daqueles que revolvem as memórias, conceitos, obrigando a faxinas e deliberaçãoes.Bom demais isso.

Tatiana disse...

Oi Paula!
Nossa...eu também imagino que temos vários botões...
Se fosse só Play e Stop...não daria certo!

Adorei seu post.

Um beijo carinhoso

OBS:Tenha um belo final de semana.

Everson Russo disse...

Dentro das inumeras divagaçoes que a poesia e a vida nos permite, principalmente s sua poesia, adoro seu jeito de brilhar as coisas, pude imaginar outros botões, como por exemplo um que seria inutil, o botão alaranjado, que seria atenção, assim como no sinal de transito, ele serviria pra atentar ao fato de que o amor tá querendo entrar e pode ser perigoso, então automaticamente teriamos um botão azul de desintegrando temporariamente, dai a gente fica invisivel a tudo, inerte, sem preocupações, depos de reestabelecido, ainda teriamos a opção do botão off, já pensou? tanto pra nós mesmos, quando nada queremos é so acionar e pluft, olha a gente desligado completamente como uma maquina, e se de tudo isso não der nada certo, teriamos um ultimo botão, mas esse seria só em ultimo caso mesmo, seria um botão preto, com senha e tudo que logo que acionado, tudo acabaria em estrelas e cometas vagando, mas esse não teria a menor possibilidade de voltar....acho que viagei demais....muitos beijos no coração e uma linda tarde pra chamar um otimo final de semana pra ti....

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, FAÇO MEU O COMENTÁRIO DO TOSSAN... NÃO CHEGO A LADO NENHUM... MENINA LINDA DEIXO-TE MUITOS BEIJINHOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Juliana disse...

Liguei meu botaozinho verde...
UFA

Sol da meia noite disse...

É verdade. A vida é um conjunto de tantas situações...
Umas vezes conseguimos concilia-las, outras não.

O texto está excelente.


Um abraço, amiga
:-)))

Dauri Batisti disse...

Belo texto, leve, despretensioso, bem humorado, engraçado. Foi bom ler isto agora. Obrigado.

Um beijo.

LOURO disse...

Querida amiga Paula,belo texto!!!
São os botões da vida,por vezes não
sabemos, qual o que estamos usando!!!

Bom fim de semana,

beijinhos decarinho e amizade,

Lourenço

Elcio disse...

Adorei a metáfora.
Há algum tempo creio q minhas luzes estiveramc 6 volts...agora n +.
Enfim, a lei deve sempre ser: Astral p cima.

É isso aí anjo.
Bjs e otimo fds.

http://www.instantes.blogger.com.br/

Iana disse...

Amiga querida

Felicidade é desejar, sonhar.
Todos os dias, infinitamente.
Todos esses sentimentos.
Felicidade é amar...

Não importa se você é real ou virtual, o que me importa é que voê existe e me concede todos os dias o prazer de ter a sua amizade...

Obrigada amiga pela passada lá em minha festa de niver..

beijos mil
rosa amiga
Iana!!!

Simples Assim... disse...

Esse assunto, por si só, já me renderia uma infinidade de devaneios, reflexões. Mas sabe o que me ficou de forte neste post? As fotos. Vc, querida, é de uma sutileza encantadora. Fala de botões e faz com que a gente pense num botão desses tipo liga, desliga, vc aperta ou "desaperta". Daí vem com fotos de botões de roupa. O que trouxe uma certa "magia", como que pra nos lembrar que vc fala sim de ligar e desligar, mas não fala de máquinas, da geladeira, da luz, fala de sentimentos, emoções.

Enfim, como a gente comentou num outro dia, nunca se sabe a intenção do escritor. Talvez vc tenha escolhido essas fotos por puro acaso, talvez não... Não importa... o texto era seu, as fotos também, agora é meu, é de cada um dos seus leitores... rs.

Bjin !!!

Philip Rangel disse...

Saudações, primeiramente venho agradecer a participação ao debate no Entrando Numa Fria, saiba que sua presença é muito importante por lá.

eu acho como esses botoes nos humanos nos parecemos pelas atitudes e ações.....uma caixinha de surpresa..

bjaoo

Vict9r disse...

botoes xD....uma maneira engraçada de ver as coisas.
Há quem tenha falta de botoes e vice versa.
Em relaçao a discoteca de botoes, isso é bom no inicio mas depois dá para ficar doido com tanto botao piscando :P

Gostei muito dessa metafora.

bjs

bom fim de semana

Victor Fernandes

TODO NOSSO disse...

Prefiro resumir os botoes Paulinha,
qto menos botoes ,melhor,penso assim,seria bom se os botoes fossem para enfeitar,alegrar,e termos um para controlar qdo a tristeza,ansiedade estivesse nos cutucando...
adorei os botoes,q as cores deles sejam de alegria,nao de dores!!!
um abço apertado e um ótimo fim de semana!
Lane

Paulo Lopes disse...

Gostei dos pensamentos, dos devaneios, das fotos e dos .... botões. Tão reais que me chegou a parecer que brilhavam, acesos.

Uma aprendiz disse...

Putz, é isso: botões?

Quem mexeu nos meus? Eu mesma?

Será que meu botão vermelho emperrou? Meus filhos dizem que estou numa TPM constante. Em compensação, o verde permanece ligadíssimo.

Caramba! Tem horas que preferia ser daltônica.

Obrigada, Paula, por essa viagem entre botões.


beijos

Amarísio Araújo disse...

Paula,

simplesmente incrível a sua capacidade de escrever coisas tão lindas a partir de algo tão simples,criando metáforas e mostrando que em tudo há sempre muito a ser visto de verdade.
Parabéns.
Beijos.