segunda-feira, 13 de abril de 2009


Aí, meu Deus
Encontrei céus e mares
 Amores e ares
Me descobri
Me reencontrei
Voei
Não permita que essa ponta de tristeza
Provocada pela frieza do outro
Se torne um iceberg
Não permita
Que a indiferença
O não entendimento
Volte a congelar meu coração
Paralisar as emoções
Secar as lágrimas
Cessar as palavras
Não permita.

****

Fiquei com receio
Que a falta de compreensão
Secasse minhas lágrimas
A emoção
O gostar
As minhas palavras
A admiração
Me debati
Chorei
Esperniei
Lutei
Para continuar vivendo, viva
Mesmo sem a sua compreensão
E vivo.....

14 comentários:

Everson Russo disse...

Já vivi isso, ou vivo ainda sei lá, só digo que a indiferença do outro hoje pra mim é a raiz da minha força, força essa adquirida pelas portas fechadas, pelos nãos, por doar demais e receber de menos, hoje carrego a mesma proporção, aprendi que devemos gostar menos que o "adversario", já to levando o amor como tal...rs..rs...mas no fim, o erro tá sempre na gente mesmo, é complicado, a unica coisa que posso dizer com certeza, que escrever ajuda demais, e hoje eu espero pelo sol e pela lua,mas não saio mais a procura deles pela rua...xiii, isso provavelmente vai dar um post...rs..rs...beijos carinhosos pra ti e uma semana linda de amor e paz....

rui disse...

brilhante....Paula
Säo momentos...sao verdades...sao no fundo vidas vividas........
Na historia so sao lembrados os lutadores..os que se esforcam..mesmo quando tudo lhe vira as costas..... gostei de ler
dá forca e dá moral ........

resto de dia feliz.........

um beijo......
Rui

Amarísio Araújo disse...

Paula,

Belas e provocantes reflexões.
Entre as angústias,incompreensões e
receios diários,há sempre espaço para os vôos e os sentimentos que nos mantêm vivos.

Uma linda semana pra você.
Beijos carinhosos.

Dona Sra. Urtigão disse...

VIVA!

JC disse...

Quando encontramos ceus e mares só podemos estar bem connosco próprios. Só os podemos encontrar voando. Voando sobre os mares e tentar encontrar o infinito dos ceus. Voando e sonhando, com esta conjugação vivmos um mundo perfeito.
Beijinhos

b disse...

"são momentos"...Sãos momentos.
Não ficaste paralisada, o movimento do teu protesto em palavras, prova que continuas...
Sempre continuamos,não é?

Daniel Savio disse...

E espero que seja apenas um momento de tristeza...

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

Sam disse...

Então, viva!
Viva porque a vida é um descobrir diário.

E viver, é um caminhar cheio de surpresas.
Permita-se!

Beijos em tua alma!

Rodolfo de Sá Cavalcanti disse...

Mudanças é sempre bom e quem fica parado é poste. Gostei tambem do novo visual do blog.

abs

Marcella Castro disse...

Momentos como o nome já diz, não são eternos. Se o momento é de tristeza, não te preocupas que passará!
Saudades daqui, Paula! Andei meio sumidinha mas voltei! rsrs
Beijos!

Zek disse...

Esse é o meu desafio de todo dia, não esfriar ainda que vivendo em um "polo norte"...

Mas com certeza você Paulinha vai continuar porque teu espírito é certamente mais forte, tem mais calor ..... e pode derreter esse iceberg

Bjs

Maria disse...

É mesmo, são momentos, que logo logo passam...

Beijo, Paula

O Sibarita disse...

Valha-me Deus! Oxente dona moça! Fique assim e nem pense assim, já ouviu o outro lado? kkkkkkkk

Quem sabe o outro lado não estivesse ou esteja viajando?

Já pensou nisso? Pense...

Lindo poema, mas, triste, se alegra moça!

O céu é azul, perceba... kkkk

bjs
O Sibarita

Deusa Odoyá disse...

Olá minha querida amiga Paula.
Afaste essa tristeza de seu coração.
deixe o brilho do sol penetrar em sua vida.
Afaste a solidão de seus caminhos.
Como o Siba disse o céu é lindo e azul.
Reflita para dentro de sí a luz do amor, retirando a dor de uma separação.
Não deixe seu coração esfriar.
Uma semana de muita paz, e felicidades.
Beijos, minha nova amiga.
Que Deus a abençõe.
Regina Coeli.