domingo, 16 de agosto de 2009

Ele se foi.... No meu peito a saudade, na face as lágrimas, na mente as lembranças.
Para ele o arpoador tão amado
"Leva meu coração, o jogue no mar do Arpoador" - Iosif Landau

A lagoa Rodrigues de Freitas
O calçadão
Se foi.... Espero que tenha partido correndo, como corria quando era mais jovem, nos calçadões das praias do Rio de Janeiro. Na velocidade necessária para se livrar das crises existenciais que tanto o angustiava. Espero que consiga ouvir o carinho dos que amava. Os aplausos, o carinho, os elogios recebidos muitas vezes não foi sentido. Espero que tenha pensado que estava pulando do arpoador. Ou vendo o pôr-do-sol. Que tenha sido uma passagem tranqüila. Nos poucos contatos pude perceber o peso da culpa, uma culpa que se atribuía, tornando seus dias mais pesados. Me ajudou num período que muito precisei. Foi especial. Dizia a ele que tivemos um reencontro de vidas passadas. Onde ele era o mesmo, na mesma cidade que amo, com o mesmo carinho que sentia antes, e eu tinha morrido e reencarnado em outra cidade, com muito carinho por ele. E ríamos. Não nos encontramos quando fui ao Rio. Ele já estava doente. Disse que era melhor eu não vê-lo naquele estado.
Enquanto corria e remava contava a proximidade da chegada como vitória. Já no final da trajetória chamada vida, era difícil, doloroso, vê-lo falando do final, contando os dias de forma regressiva. Assistir os seus dias se expirando, cansado, sem ânimo, muitas vezes sem querer conversar. Sempre fumando. Respiração por um fio. Muitas vezes via a morte como um momento de libertação, principalmente das dores da alma. Mas sofria pela lucidez impressionante. Falava da morte dos amigos e sofria. Falava dos amores. Lembrava de tantos momentos. Falava do trabalho, da família e....de tantas outras coisas. Era triste, muito triste, ouvi-lo falar da vida distante e da morte chegando, e ele lúcido, extremamente inteligente e crítico, com os outros, com o mundo, e mais ainda com ele mesmo. Sofria da lucidez tão lúcida. 85 Anos, uma história de vida. Li seus livros que me foram enviados. Muitas vezes não contive as lágrimas, ou lendo os livros, ou conversando pelo MSN. Uma vida que ele escrevia e falava com o peso da culpa, sempre ela, fazendo o belo ficar feio. Dizia que faria diferente algumas coisas da sua vida...e citava várias. Queria muito ter conseguido aliviar as culpas que ele sentia. Mas já tão imbuído no sofrimento não queria falar, não queria ouvir. Discutimos algumas vezes por bobagens, os dois com gênios fortes. Ele sabia que não tinha muito tempo. Mesmo chorando, fico feliz de ter feito parte de alguns dias da vida dele. E ele da minha. E poder lembrar dele vivo em mim.

Repetia para ele o carinho imenso que sentia. Mas ele queria viver ..... Minha primeira perda real de um blogueiro.Importante para mim, presente em mim.

29 comentários:

@philipsouza disse...

Calma amiga...mas nao é pra sempre nao...calma...é so a correria nao...pessoas sao sempre importantes e marcam sempre...

bjosss

©tossan disse...

Pois é Paula, estive lá no esconderijo da minha amiga falando sobre o poeta que se foi e te digo que ele está acima de todos nós viu?
Tuas fotos estão incríveis e nem precisam de photoshop! Beijo

PS: Gostas de cachorros?(animal) então vá no klic.

Bandys disse...

Paula,

Triste, muito triste! mas temos que ter aceitação!

Que bela homenagem. Iosif era especial. Nas últimas vezes que falamos senti algo diferente como se tivesse se despedindo..Mas fico com as lembranças boas, as risadas, as conversas de poesias, as teimosias, as alegrias.

Deixa um legado!
Deixa no coração vazio.

Mas fique bem amiga, Iosif parecia estar em paz!

Beijos

Everson Russo disse...

É sempre dificil nos encontrarmos com esse ultimo momento da vida, tão certo e tão proximo a cada dia, mas quando ele chega realmente a gente fica sem saber o que falar, como sentir, apenas fazer silencio e sufocar a dor...belissimo texto...beijos e uma linda semana, que ele descanse em paz nos braços do Pai.

@philipsouza disse...

Oi Paulinha desculpe mesmo, li e reli e entendi, ele se foi ne??estava no blog que vc colocou aqui. Já se encontrava doente, e mesmo doente ele nao queria fazer os amigos sofrerem, vc com certeza teve a sorte imensa pq participou da vida dele ....
Falar, acalmar o coração é muito dificil pq uma perda não acrescenta e sim prde um pouquinho ate que a dor amenise e lembre-se que agora ficara em seu coração....

Por isso falo devemos valorizar as pessoas como vc, quando vivas, vc esteve mis perto do que pode e ele sabe e ver isso e te abençoa junto a Deus.....

Para você Paulinha leia:
"....OUÇO A VOZ, DO VENTO A CHAMAR PEO MEU NOME, E VER QUE ELE ESTA SENTINDO A SUA PRESENÇA....SUA FALTA,EU QUERO VER O SOL ATRAS DO MONTE, QUERO VER O BRILHO QUE ELE TRAZ, QUERO OUVIR DE NOVO A SUA VOZ...PRDOE MEU CHORO É SINCERO..."

bjaoooo....

FOTOS-SUSY disse...

OLA PAULA, IMPRECIONANTES PALAVRAS, E AS FOTOS ESTAO LINDAS...
FEIZ DIA CHEIO DE PAZ E AMOR...
BEIJO NA ALMA!!!

SUSY

Daniel Savio disse...

Meus pêsames pelo o teu amigo...

Mas o que importa que ele te marcou de forma tão especial e positiva, então faça isto em outra pessoa, com certeza o teu amigo ficara tão feliz do céu aonde ele acompanha os amigos especiais dele (penso que fui meio confuso, por isso desculpa).

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

Fábio Mayer disse...

Lindas fotos de um Rio inexplicavelmente fantástico em beleza. Parece que Deus emlelezou a cidade para compensar seus problemas.

E sinto muito pela perda do seu amigo. Fui ao blog dele e constatei não só o texto bonito, mas principalmente a CORAGEM dele e o amor pela vida.

Meus sentimentos para ti e para a família.

Cadinho RoCo disse...

Receba solidariedade do meu sentimento e pesar pela lembrança do Iosif Landau

F. Reoli disse...

Pois é Paula... nã tive um contato tão estreito com ele, mas a sensação era como se fossemos velhos amigos, com uma paixão incrível pelas coisas regadas a altas doses de nostalgia. Aprendi a admirar Iosif e soube também que essa admiração era mútua. Serviu como um abraço nesse momento tão triste pra quem fica. Mas onde quer que ele esteja, tenho esperança que esteja sendo abraçado por esse enorme carinho. Beijo Grande

Blue disse...

Andarilha, lindas fotos, texto triste. Enfim, te entendo assim.

Beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, LAMENTO A TUA PERDA... SINTO MUITO AIGA... ABRAÇO-TE COM ENORME CARINHO,
FERNANDINHA

Pena disse...

Oh, Linda Paulinha:
Um texto comovente. Lindo, por ser puro, franco e sincero.
De uma dor intensa. Faz-me sensibilizar...li...reli...adorei a sua ternura e carinho com alguém que precisou de si.
Vale o mundo, sabia...ternurinha...(Desculpe!).
Sem mais...NOTÁVEL numa pessoa PERFEITA. LINDA!
Beijinhos..."Carradas...".

pena

Excelente.
Bem-Haja, preciosa amiguinha e o que jorra de si de forma encantadora e doce.
VOCÊ não é deste mundo, pois não...? Enternece.

myra disse...

obrigada pelas lindissimas palavras, tao sentidas, e tanto como ele gostaria e GOSTA
muito obrigada, amiga, espero agora minha, beijos tristes de morrer,
myra

mfc disse...

Apenas um grande abraço para ti...

Sandra disse...

Já estava com saudades de você!
Como é bom estar entre amigos.
Agradeço, e retribuo a sua visita no blog. Fiquei muito feliz com a sua contribuição.
Agora já estou novamente com o PC. Passe lá e traga um selinho para vc. Curiosa agradece as
10.000visitas bem conquistadas.
Com muito carinho
Sandra

Maria disse...

Hoje apenas te deixo um abraço. Porque há alturas em que não há plavras...

Maria Dias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Dias disse...

Parece incrível mas um dia todos nós vamos.A morte faz parte da vida por mais q tentamos nega-la uma nao existe sem a outra e como disse Pessoa morrer é só a curva da estrada...Vamos pensar q 85 anos é um bom tempo de vida,muitas pessoas nao chegam até essa curva.Infelizmente o espírito era forte mas a carne(o corpo)cansado com o tempo.Espero q ele, tenha encontrado seu caminho e atravessado um portal de luz.Ótimas fotos amiga e boas lembranças guardadas para sempre.

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

...para muitos a vida é leve, para outros é mais pesada, principalmente qdo não sabemos lidar com as angustias e decepções,sentimentos de culpa por não termos sido melhores, mas a vida é maravilhosa e a cada minuto nos dá uma lição, a vida é eterna, aqui é uma escola para muitos, um nada para alguns, que apenas respiram e não procuram aprender com o mestre maior a humildade, resiliencia ,nem a enxergar as janelas que estão abertas , apenas esperando que queiramos melhorar,recomeçar, mas o importante, é reconhecer os erros, amar a vida e td q a cerca, ele soube fazer isso e tenha certeza,inteligente como era, ja está alçando vôos ainda maiores,vislumbrando muitas lagoas, muitas paisagens e se renovando com o carinho de vcs,amigos tão especiais...
pena q eu nao o conheci, mas envio a ele meu carinho e a vibração de paz !!!
bj na alma Paula, continue assim, sensivel e ore sempre a ele, mande-lhe sempre alegria e sentimentos de alegrias q ele sentirá!!!!
bjs na alma!!!

Ademerson Novais disse...

Bem tirando o final...uma linda historia de vida..uma grande pessoa que tenho certeza que vc encontrou.....é assim mesmo..a vida nos dando e nos tirando....mais sempre nos dando mais do que tirando ....

Ademerson Novais de Andrade

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Se puder, ofereço um abraço, um ombro e um sorriso. Lamento a perda que você sofreu, mas me alegro ao ler o texto que dela nasceu.
Você é fabulosa com a caneta na mão - ou dedos no teclado - e com a câmera fotográfica!

Beijos e borboleteios

Ava disse...

Paula, a dor real de um mundo que achamos ser virtual...

Talvez, muitos de nós não paramos para pensar nesse tipo de perda... pessoas que convivemos por aqui, e que se vão, muitos as vezes nem ficamos sabendo...
Tenho um amigo em Portugal, que já não atualiza sua página a tempos... O último comentário dele foi um lamento de dor e amizade... muito me entristece, por não saber o que houve com ele...

E agora, aqui com voce, meu peito ficou apertado, ao pensar no quanto doi uma perda assim...


Beijos e paz em seu coração!

Cαmilα ♥ disse...

Sinto muito, Paulinha.
Pessoas especiais ficam para sempre, quando somos cativadas e cativamos torna-se eterno.

Lindas fotos e linda homenagem.
Um beijo e fique bem.

Everson Russo disse...

Minha querida amiga, minha poetisa da alma, espero que esteja menos triste, se é que é possivel isso, sei o quanto dói perder alguem especial, sei que sua alma é diferente e seu coração tambem, e isso te faz sentir diferente e com mais intensidade esses momentos de dor...volte logo,,,beijos e um lindo dia pra ti...

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

OXE,KD TU MENINA ARRETADA DAS LETRAS??VOLTA LOGO!!
XERU DE ALAGOANA PRA 1 PERNAMBUCANA!

Everson Russo disse...

Voltei pra emocionado agradecer, voce me fez chorar de emoção, de alegria, não sei se sou tudo isso que voce disse, se sou tão esperado nos blogs, se tenho todas essas respostas, o que tenho e sei é amor e carinho pelos amigos, e divido com todos, penso, depois de atingir os 41, que dessa vida a gente nao leva nada, tambem não quero levar tristezas e inimizades, carrego no peito essas madrugadas que voce sempre le, essa solidão, mas ao mesmo tempo, me alegra ver as pessoas felizes, se alguem fica triste, eu fico triste junto, assim como senti voce, faz um tempinho na minha vida que parei de entrar em atritos com as pessoas, isso me deixou mais leve, mais sereno, hoje prefiro ouvir mais do que falar, me ajuda a escrever, quero ter a amizade de todos, faço o possivel por isso, caso alguem não queira, tambem nao desejo mal, sinto que mudei muito, muitas coisas melhoraram, outras ainda não, mas melhorarão se Deus quiser, sei lá, me sinto bem assim, a vida é uma eterna troca, é uma entrevista diaria, ainda to longe de ser uma pessoa maravilhosa, mas tento ser amigo sempre...obrigado pelo carinho e pelas palavras que me emocionaram...beijos

Layara disse...

Olá menina LInda!

Reverencio essa linda amizade, que flores fizeram brotar em teu ser.
Em algum lugar nos jardins celestes,essa flor irá eternamente ficar, e nas madrugadas e dias seu perfume de leve em toda alma sensivel irá na pele uma frangrancia de amor deixar.

Beijos (escreves de uma maneira que encanta)

myra disse...

minha querida amiga, parece que eu comencei pequeninha a chamar meu irmao de Gigi, era mto complicado dizer Iosif. Acho...nao me lembro mto bem, mas para todos ele é Gigi, e no Rio, para muitos, muitos é, era o Dr. Landau....
beijos