sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Fonte de inspiração Petropólis - 2009


Às vezes és fonte
Por vezes és sede
Quando sede
És água
 És luz
 És úmidade
 És fome insaciável
Quando água
Sacia Molha
És desejo de mais fome
És fonte
Que inspira
Ilumina
Sacia .....o insaciável te querer

28 comentários:

Amarísio Araújo disse...

Paula,

Aqui há uma fonte inspiradora!

Divina é a fonte que lhe traz inspirações,minha cara!E o que seria das fontes,não houvesse insaciáveis quereres.

Uma linda noite de sexta e um final de semana de paz e serenidade.

Beijos

Aninha disse...

Adorei! Petropolis é linda também, né?? Inspiradora... Gostei do seu blog!! Beijos e bom final de semana!

HSLO disse...

Hum...deve ser linda essa cidade.

Abraços


Hugo

Blue disse...

Fantástica foto! Um pombo... bebendo, tomando banho ou simplesmente voando por entre as águas.
Fonte inspiradora, insaciável querer...

Beijos

MENSAGENS AO VENTO disse...

___________________________________


Um belo poema!


Beijos de luz e o meu carinho...


___________________________________

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Paula, lindíssimos versos! Inspiração iluminada, viu? E adorei ver que o pombinho se exibiu todo pra você nas lentes, contrastando o brilho das águas da fonte... Mágic'olhar de fotógrafa! parabéns! bjs

Elcio Tuiribepi disse...

OI Paula...bom dia, não é que você pegou o pombo aí na hora do vôo...rsrs. As outras fotos também ficaram bonitas, você soube captar os momentos com sua lente...cadê o Tossan, ele é bom nisso também.
Petrópolis é um lugar bonito, tem história, natureza e um comércio bastante visitado pelas pessoas de outras cidades da região, que aproveitam os preços baixos para depois revender...aí arrancam o couro da gente aqui...rs
Bom fim de semana Paula...um abraço na alma...belo poema...

O Profeta disse...

Ah mas esta calmaria aprisionada
Sobe ao celeste um frio arrepio
Entre o mar e as negras pedras
Vive um coração de onde escorre um rio
Onde moram sereias douradas
Onde os peixes falam de amor
Onde as pedras são felizes
Onde as águas lavam o rancor


Boa fim de semana


Doce beijo

Anita disse...

Que beleza seu poema, suave, delicado, gostei demais. Também gostei de saber que somos conterrâneas. Parabéns pelo seu blog, muito perfeitinho.

Bjs e bom final de semana.

Uma aprendiz disse...

Oi, Paula

estive aqui varias vezes mas não consegui publicar os comentarios.
Pelo que sei de mim, nem vou culpar o computador kkkkkkkkkkk

Achei o novo layout hiper sereno, acho que você deve estar matando a sede de si mesma kkkkkkkkkkkkk

Já já toda cor sairá de ti.


Adorei seu post, principalmente esse trecho:

"Quando sede
És água
És luz
És úmidade
És fome insaciável"

beijos e bom fim de semana

Carlos Gonçalves disse...

Paula, o teu poema recorda-me o que escrevi numa prosa, 'gostava de amar-te':
...Amar-te, com desespero, com amor, com paixão, beijar e acariciar todos os recantos do teu corpo, sentir a sensualidade do teu suor e do teu cheiro, unir o teu corpo ao meu e neste êxtase de entrega e posse deixar desaguar o rio que nos afoga e nos arrasta para o mar da nossa ilusão…

Gostei do que escreves, gostei de ti!

Um beijo.

Carlos Gonçalves

Everson Russo disse...

Que coisa mais linda, dá aquela sensação de amor pleno, aquele amor que a gente vive buscando e não acha em lugar nenhum, aquele amor que quando atinge um objetivo ainda tem mais amor pra dar, como bem disse, amor insaciável...muito lindo esse pedaço do seu coração...

Quanto ao Livro e a Tatuagem..rs.rs..foi aparecendo assim na pele de repente...já a foto minha em post, acredita que ja pensei nisso? tem até uns textos que cabem, mas acho que seria muita pretensão..rs..rs..criador e criatura juntos...rs..rs...fico pensando que poderia ser muito "eu me achando"...rs..rs...e não me acho nada....beijos e um lindo sabado pra ti..

Dois Rios disse...

Paula,

O amor é sempre fonte e sede. Plenitude e desvario. Completude e vazio. O amor se basta, se farta e se gasta. O amor bebe em todas as fontes.

Gostei do poema.

Beijo,
Inês

FOTOS-SUSY disse...

OLA PAULA,LINDO POEMA,E BELISSIMA FOTO...
FELIZ FIM DE SEMANA!!!

BEIJOS NO CORACAO...


SUSY

Francisco disse...

Sempre que existe uma fonte, a sede aparece tentando esgotá-la.
Seus textos, por exemplo, saciam a minha sede de leitura, e são inesgotáveis! rsrs
Um beijãozão!

Chris disse...

Água onde a luz espelha insaciáveis palavras...
Parabéns
Chris

Betho Sides disse...

Fiquei encantado com o texto Paulinha...Beijos

mfc disse...

Tudo que disser respeito e estiver ligado à água... toca-me muito.

Mai disse...

Isto, Paula, sermos uma e outra.
Sede e água da fonte.
Fome e alimento.
Belo texto, querida.
Belo!

Ava disse...

Paula, sede insaciável... desses que não adianta beber ´gua...rs



essa sede do ser amado é assim!


Mata...rs


Beijos

rouxinol de Bernardim disse...

Saciar o insaciável é por vezes meta inatingível...

Jacque disse...

Inauguração do meu novo Blog: PRA VOCÊ COM CARINHO. Visite e pegue o selinho.

Beijo.

Jacque

Luiz Caio disse...

Oi Paula! Como vai?

Lhe enviei um e-mail há dias, mas não deve ter chegado!
Acho que estou com algum problema com o meu e-mail, já que enviei também à outras pessoas, e també não obtive respostas!
Hoje lhe enviei um outro, apenas para teste! Se chegar, daí você me retorna, se não chegar você, por favor, me avise lá no blog!Está bem?

SAUDADES DE TI...

TENHA UM LINDO DIA!

BEIJOS

Pedro disse...

Deu saudade de Petrópolis agora... rs

Everson Russo disse...

Ola menina, sabe que sempre fico feliz e esperando seu comentario..rs..rs..pra saber se eu acertei e errei, és meu termometro, legal quando te sinto vibrando com minhas loucuras das madrugadas, daqui fico pensando, nooooossa, nem eu sabia que eu pensava assim...obrigado querida, uma linda semana e meus beijos no coração...

J. Araújo disse...

Seu blog é uma fonte de lindos poemas. Poemas e poesias cheios de sensibilidade.

Parabéns!!!

Bjss

Blue disse...

Vim beber desta água!

Beijos

Daniel Savio disse...

Boa união da foto e texto...

Com certeza a foto é de tua autoria (bem como o texto)...

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.