domingo, 11 de outubro de 2009

Planta


foto tirada em Campos de Jordão-SP - 09


Não sei da tua espécie
Do teu cheiro
Da tua cor

Ó, planta
Que nasceste nas rochas
Plantando raízes em mim
Brotas os mais belos sentimentos nos meus olhos
Embeleza o meu jardim

Planta
Por que não me falas um pouco de ti?
Um pouco de tua espécie linda e diferente
Especial que és
De você sinto a beleza
A delicadeza
O carinho se enraizando

Com o olhar do coração te admiro
As raízes já vão profundas
Tenho medo de deixar crescer
Uma planta que não sei a espécie
Por mais bela que seja

Tenho receio de arrancar
Prematuramente
Uma planta que pode vir a dar bons frutos
E por imaturidade
Arrancar os botões dos meus olhos
A seiva da minha alma


20 comentários:

Nanda Assis disse...

devemos correr riscos. n desista.

bjosss...

Luiz Caio disse...

Oi Paula! Como vai?

Amar é estar sempre na eminência de sofrer! Já dizia o poeta:

QUEM AMA INVENTA A PRÓPRIA DOR EM QUE VIVE!

Eu já nem me importo mais... Sigo amando mesmo assim!

BEIJOS.

Everson Russo disse...

A cada semente que brota, a cada perfume, a cada insistencia em resistir a tudo, a planta diz quem ela é, a força que tem, o não ter medo de enfrentar a natureza sem ser seu habitat, tipo a gente mesmo, acredita mesmo que somos da Terra? somos nada, cada um pensa de um jeito, tem vontades diferentes, desejos, e vaga por planetas, galaxias e outras vidas distantes...eu, como ja te disse, me vejo na lua escrevendo e olhando minha janela, pois, daqui olhando pra lá eu to cansado já....

e rebatendo seu comentario...rs..rs..rs...aceito o vidrinho ainda, é so mandar...rs..rs..rs...e não é concha do mar, é do amor...rs..rs..rs..rs..beijos querida e otimo feriado pra ti tambem,,,muita praia....

Memória de Elefante disse...

Uma inquietação que atravessa
o espaço entra em ti, e
te rouba as certezas.
Lindo poema!


Beijo e Boa Noite!

Pena disse...

Maravilhosa e Linda Amiga Poetiza de sonho:
Escreve admiravelmente.
Com sensibilidade doce.
Falar de flores e da sua pureza e beleza, encantam-me.
É adorável. Extraordinária. Sensível.
"...Planta
Por que não me falas um pouco de ti?
Um pouco de tua espécie linda e diferente
Especial que és
De você sinto a beleza
A delicadeza
O carinho se enraizando..."

É linda demais...
Com respeito e estima sinceras.
Sempre a admirar o que faz com brilhantismo.
Beijinhos mil.

pena

Bem-Haja, pela sua doce amizade para com todos.
Fabulosa.

Pedro disse...

Haja força pra brotar da rocha.

Franzé Oliveira disse...

O amor é parecido, né?
Uma planta com raízes profundas.
A planta mais linda do mundo.
E se arrancar doie muito.
Mas como toda a natureza,
Se arrancada, brotará vida de novo,
Nesse jardim.

Bjos.

Everson Russo disse...

Vindo trazer o meu bom dia, o otimo feriado, e pedir desculpas, sabe aquele estado alterado que a gente tanto fala? pois é, ontem no comentairio aqui, alias, ontem não, nessa madrugada, eu retruquei o concha do mar por concha do amor, me confundi com outro texto...rs..rs...voce tem razão, é do mar...mas é do mar do amor,,,pronto...rs...rs...beijos e otimo dia pra ti...

Uma aprendiz disse...

Querida,

deixe estar.

Dê tempo ao tempo.
Acompanhe o crescer
o expandir.
Sem medo.
Plantas assim nunca morrem
mesmo quando secam
na terra ficam as raizes
presas na terra
do coração.


beijos

Unseen Rajasthan disse...

Beautiful Shot and lovely words !! Nice post !! Thanks for sharing..Unseen Rajasthan

Daniel Savio disse...

Eu não sei a especie da planta, mas se não me engano, esta planta se "reproduz" destacando a folha, na qual acaba gerando raizes e gerando uma nova flor.

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

Maria disse...

Gosto de cactos. Sobrevivem a tudo, até à falta de água. E renascem, sempre. São a flor da esperança...

Beijinho, Paula

Jardineiro de Plantão disse...

Não arranque a plantinha... que num vaso do meu jardim tenho uma igual.

Carlos

Fabiano Mayrink disse...

que lindo poema, e que belissima planta, mesmo entre as pedras, ela nao desiste da vida, e nos presenteia com sua ezuberancia!

Gilson disse...

Uauuuuuuu, mais uma vez Paula consegue usar da natureza para falar da vida real de um forma profunda e firme.
Muitas vezes as durezas de nossos corações, não sabem se cedem ao amor novo que apreceu ou simplesmente os arrancam para não criar raizes, mas muitas vezes Paula esse amor é tão forte que temos medo de tirar e já perder alguma coisa boa, um bom fruto.

Muito lindo

Sol da meia noite disse...

Muito bonita esta foto, a ilustrar um sentir feito de cuidado e indecisão.

Um abraço

:-)

myra disse...

bonita foto é pouco! sabe eu tenho esta planta e tinha a mesma e da mesma familia, todas crescendo, assim, sem plantar no mue muro, da minha janela, na minha casa no mexico, elas sai incriveis, resistem calor, frio, neve, chuva, tudo!
ao igual que o amor e a amizade...
beijos

Deusa Odoyá disse...

Olá amiga!!!
O amor é como uma plantinha, contém raizes puras e profundas.
Lindo esse seu poema.
Adorei...
Beijinhos doces, amiga.
Regina Coeli.
Uma semana de muitas realizações e paz.

Akhen disse...

As plantas são como a poesia.
Lançam as sementes ao vento, como a poesia lança as palavras.
Ambas existem para nos ensinarem a amar tudo o que nos rodeia.
Se o poema está lindo, a foto que abre o post igualá-o.

Paz e Luz no seu caminho

Fabiano Mayrink disse...

sua postagem esta fazendo parte do flores semanais desta semana, adorei a foto e o poema, passa la depois pra ver!