quinta-feira, 8 de abril de 2010

Barcos que vi no Espírito Santo


Não posso
Ancorar meus beijos em teus lábios
Nem atracar
Meu corpo ao teu
Navego em pensamentos

31 comentários:

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Noa pensamentos podemos tudo e mais um pouco...
E em ti imaginação não falta!

Linda a terceira foto, do barco só, adorei!

Beijo

Marcelo Mayer disse...

a praia do canto anda tão suja

Paulo Palavra disse...

eu vi vários cargueiros hj aqui. depois posto lá no blog!

Marcelo Mayer disse...

tem coisas belas sim pra dizer: acho vitória uma das cidades mais gostosas para morar. ainda vão descobrir a hospitalidade desta bela cidade e organizada e do belo estado.

Mai disse...

Ficou bonito este teu navegar, Paula. Uma das mais belas postagens dos últimos dias.
bjo, amiga

Francisco II disse...

E sabe de uma coisa, minha amiga?
Navegar em pensamentos, te livra de tempestades e naufrágios...

Beijos!

Maria disse...

Em pensamento podes navegar e... tudo o resto...
Belas fotos!

Beijo, Paula.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Amiga.

Quando lemos um poema,
e as palavras soam em nós
como se fossem nossas,
este poema ganhou a eternidade.

Este poema é assim.
Simples...
Terno...
Perfeito...

Que o amor tome sempre conta de ti

Jacinta Dantas disse...

È Paula,
o seu passeio por aqui está rendendo para nós, seus leitores, imagens e palavras indescritíveis. Isso é que é um olhar atento.
Grande abraço

Ava disse...

Paula, a tua poesia é como um doce perfume que vai impregnando a nossa alma...

Querida, ausente sim, esquecer, jamais!

Uma vida um tanto agitada, mas tentando encontrar brechas para estar com amigos, e ainda mais, quando se trata de voce, uma amiga mais que querida.

Deixo meu carinho e minha saudade...

Gilson disse...

"Não posso
Ancorar meus beijos em teus lábios
Nem atracar
Meu corpo ao teu
Navego em pensamentos"

Bem curto mas de uma profundidade que me tocou demais.

Quando você vai aparecer lá no Momentos Compartilhados reconstruido e voltar a ser minha seguidora.

Tenho saudades de nossos papos compartilhados.

Abs

Memória de Elefante disse...

Paula!

Nada no mar, salvo o ser mar, se vê.
Mas de nada se vê o quanto a alma sonha!
E no sonhar viaja o pensamento
movido à paixão como ventania que enfurna as velas dos navios, fazendo-o navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar, mas se não fossem elas, não haveriam viagens, nem aventuras, nem novas descobertas.

Um beijo

Memória de Elefante disse...

A última foto está fascinante!


Um beijo

Opuntia disse...

Conciso e profundo!!

bjos

Robson Schneider disse...

Paula, fico muito feliz d vc ter captado tão bem o clima e as belezas daqui ...
Bjo

myra disse...

nao somente sempre me fascinaram os barcos, todos, mas as tuas palavras que acompanham estas fotos, adorei!!!!beijos minha querida Paula e obrigada pelas tuas palavras no meu lugar, ontem. Sabe tem coisas no blog de meu irmao!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Outro dia você me falou no Espírito Santo. Especialmente Vitória está ficando linda, crescendo muito. Adorei o poema. Beijos

Everson Russo disse...

Temos sempre que navegar em pensamentos,,,,nem sempre nessa vida o coração é um porto seguro a se atracar....o meu é o Ultimo Barco do Planeta, aquele que por fim, passou, levou o amor e não ancorou em minha praia....beijos carinhosos de otimo final de semana.

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

os barcos e os longe desejos, ideia de solidão

C@urosa disse...

Olá minha querida Paula Barros, navegar é preciso, mesmo que em pensamentos. Muito bom! objetivo e sensível.

paz e harmonia em seus dias,

forte abraço

C@urosa

Luiz Caio disse...

Oi Paula,boa tarde!

Não há nada mais livre que o nosso pensamento, e nem mais solidário...
O pensamento nos realiza e nos conforta!

TENHA UM LINDO FINAL DE SEMANA!

Beijos

walter disse...

Olá Paula,

Em pensamento todos os portos são nossos!

mas... este teu pensamento, (sublime), me deixou algo triste, talvez porque no presente momento eu ouça vezes demais "não posso"

Sabes que adoro barcos, não sabes?
Amei os teus barcos!

Desejo um bom fim de semana


Beijo
Walter

Le Vautour disse...

Ui... arrupiei todo. Juro que li "barcos que vivi...", na primeira leitura. Depois me dei conta; todavia, o finzinho me garante certa margem hermenêutica para a primeira leitura, viu?
Abraço de duas asas!

Multiolhares disse...

por vezes só mesmo os pensamentos podem navegar.

adorei a segunda foto
beijinhos

Ana Agarriberri disse...

"Não posso
Ancorar meus beijos em teus lábios..."
Que lindo! Extremamente tocante, emocionante. Ah!Que bom que gostou do Molhe-se. Sempre bem-vinda lá.Bom final de semana pra vc! Beeejo. :)

Anônimo disse...

Teu não posso já é poder,
nas águas tudo deságua!

Anônimo disse...

Quando colocas um NÃO na frente do POSSO neurolinguisticamente falando e na psicologia,você afastas todas as possibilidades de que algo ocorra.
Agora se disseres POSSO tudo se transforma.

Anônimo sua acertiva está incorreta!

Abraços, Anõnimo 1

Jardineiro de Plantão disse...

Mais uma vez e como sempre fotos expressivas e exuberantes, não desprimorando nenhuma mas enaltecendo um pouco mais uma as dos barcos enfileirados na praia esta foto está belíssima, pelo conjunto de cores que conseguiu captar e o enquadramento da mesma.
Terminando o post com um lindíssimo pensamento, que se enquadra totalmente no tema do mesmo.
Parabéns

Abraço com ternura

Fabiano Mayrink disse...

Entao voce foi mesmo em Vitoria!!

bom fico ate sem jeito de perguntar... o que achou? Eu gosto muito daquele lugar mais acho que eles nao investem muiiito em turismo, a regiao serrana nas "montanhas" é bem mais fresca e com arquitetura europeia em algumas cidades, muito bonita tambem, abraços!

Ilaine disse...

Paula!

Com o pensamento a navegar eu acompanho tuas viagens pela patriazinha amada. As imagens estão lindas. Parabéns, amiga.

Beijo

Daniel Savio disse...

Mas tod barco tem o seu porto, não seria o caso...

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.