sexta-feira, 28 de maio de 2010

Da série andarilha. A série sempre retorna.
Pela emoção, ou por estar a um ano guardado este escrito - 28.05.09.


1,2, 3.....pula amarelinha
A menina saltita
Pequena não podia chorar
Engolia o choro
Um dia entornou
Rompeu a barragem


10, 20, 30, 40....cresceu
Salta sentada
Engole emoções
Rompe o peito
Entorna palavras


Leio o que escreves, releio....e continuo a me emocionar.
O que faço?
Só me resta escrever a emoção encaracolada que esta presa
feito um piercing em meu umbigo.

21 comentários:

Memória de Elefante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Memória de Elefante disse...

Paula!

Conseguiste mais uma vez me emocionar...tudo tão profundo, tudo tão lindo!

O tempo não existe,
nem dentro nem fora
são nomes que nadam na memória:
são rostos ,são risos, são pranto,
são horas felizes.

Deixo-te meu beijo!

Marcelo Mayer disse...

adorei essa analogia com que somos ou vamos nos tornar

Daniel Savio disse...

Que seja uma dieta de boas emoções, viu?

Hua, kkk, ha, ha, pegando no teu pé, mas se cuida =P

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Ilaine disse...

Que máximo, Paula! A menina saltita e brinca de amrelinha. O tempo passa e agora engole emoões. Uma maneira linda e poética de falar da vida.
Beijo

Dona Sra. Urtigão disse...

Muito bom

Robson Schneider disse...

Paula, sua sensibilidade é visceral!
Um beijo !

Uma aprendiz disse...

Oláaaa!

Eu li seu desabafo ai na lateral do blog. Acho o mesmo e concordo com tudo.

Sendo assim, peço desculpas pela ausência e te agradeço pela visita que me fizeste. Essa visita me fez caminhar um bocadinho e chegar aqui e, talvez, ir mais além.
Não sei.
Por hora vou ruminar o que li no seu post.

Você sempre me faz isso: me auto analisar.

Sou uma encantada por palavras. Todas elas me fazem me ver.
Algumas me levam a me enxergar.

Seu texto fez isso.

Culpa sua!

Entorno palavras
que me rompem o peito
para não engolir
as emoções
que saltam
enquanto
aqui sentada
te leio.

Nem sempre venho
mas não a esqueço.

um grande beijo
de sua amiga
invisivel

walter disse...

Paula,

Acredita...! a emoção passou para o lado de cá!

Um bom final de semana

Beijo

Walter

Everson Russo disse...

É tão sufocante nessa vida quando crescemos e vemos nossos sonhos morrerem no horizonte,,,ou por algum motivo perdemos algo,,,,nessa amarelinha da vida.....

Minha amiga,,,voce como é amiga antiga eu posso até brincar,,,to me sentindo a verdadeira estrela de hollywood hoje,,,,o que to explicando por emails e comentarios o Ultimo Post...rs..ainda bem que voce já leu,,,e mais,,,quando o livor ai chegar,,,voce que é minha tradutora,,,me diga...é ou não é um espelho de "Passagem"? , acabou tendo duplo sentido e efeitos colaterais...rs..rs...e mais,,,é antiga....e sabado e domingo e´dia de velharia no Livro,,,busco textos antigos,,,deu no que deu...mas foi um termometro legal.....beijos querida e lindo final de semana por ai...e to chegando.....rs..rs....

Nanda Assis disse...

vc deve ser tão gostosa quanto o que escreve, seria mágico te conhecer pessoalmente.

bjosss...

Maria Dias disse...

Já me vi lendo coisas da Andarilha como se fossem escritas por mim ou para mim.

Beijinhos

Poeta Mauro Rocha disse...

1,2,3...Leio mais uma vez!

10,20,30,40...E a maestria, a palavra, o encanto.

Tenha um ótimo domingo
Bjs!

Jardineiro de Plantão disse...

Todos temos o direito de viver todas as emoções e continuar sendo amados e respeitados por todos!
Temos emoções que outros não entendem, por pequenas coisas sentimos e demonstramos esse sentimento...por vezes as guardamos só para nós, como só nós sentimos o momento.

Abraço fraterno e um belíssimo domingo.

Solange Maia disse...

uau !

um dia a gente sempre rompe a barragem...

sempre...

que palavras profundas... chegam à alma...

beijinho carinhoso

Everson Russo disse...

Um beijo carinhoso de bom dia pra ti amiga e uma linda semana de paz....

Olhos de mel disse...

Querida Paulinha; em poucoas e profundas palavras disse tudo! Assim é a vida.
Lindo! Boa semana! Beijos

Vieira Calado disse...

Desculpe

mas não acho graça a esses piercings...

Bom,

em sentido figurado...
é outra coisa, claro!

Beijoca

Cadinho RoCo disse...

No tempo das palavras as ocasiões são outras.
Cadinho RoCo

EDER RIBEIRO disse...

Que maneira mais bela de mostrar a passagem do tempo... simplesmente lindo, lindo, lindo. Emocionou-me. Bjos.

Le Vautour disse...

Pô-xa, e você demorou tanto tempo assim para des-guardar?? Maravilhoso! Me faz lembrar a leveza e a arte de Cecília Meireles.
Ah, Paula, como é bom ler e ver e viver e pensar e saborear você!
Abração de duas asas!