quarta-feira, 26 de maio de 2010



Não quero ver meus voos lindos interrompidos, voos que me pintam as asas, voos que me iluminam os dias....voos que literalmente me fazem voar e viver lindos sonhos.

Gosto de sentir as piruetas do pensamento a me levarem para longe.


 
 

Se tenho os pensamentos tenho liberdade.
Se tenho sonhos posso voar.

17 comentários:

Lídia Borges disse...

Lindas! As borboletas são flores com asas...

Um beijo

MULHER DE FASES! disse...

voar é viver!!
bjo Paula, Sergio manda bj ! está meio preguiçoso pra escrever, está com disfunçao na tireóide,hipotiroidismo,causa tanta coisa chata...mas ele foi À médica e trocará de remédio,espero q melhore...não é fácil...se cuide e ótima quarta com muita luz e sol pra vc!!!bjao

Everson Russo disse...

Tambem nao quero meus voos,,,sonhos e desejos interrompidos,,,quero viver o infinito,,,e nele poder me jogar sempre....beijos de bom dia pra ti....

to chegando...rs..rs..to chegando....

Meiryellen Guimarães disse...

Adorei o texto!
Me lembrou uma frase que gosto muito, que diz: "Nada é pesado demais para quem tem asas"

Bjooos

walter disse...

... e que palavras lindas!

parabéns aos dois!

abraço
Walter

Memória de Elefante disse...

Paula!

Enquanto tivermos sonhos estaremos vivos!...

Adorei!

Um beijo

Maria disse...

As tuas palavras não sumiram. A prova é que estão aqui, mesmo. Só que há dias....

Beijo, Paula.

myra disse...

que lindas fotos e tbem as palavras!! sejam de quem for:)))
beijos querida Paula

Tatiana disse...

Oi Paula...eu também acredito em meus sonhos. Eles impulsionam a minha vida!

As fotos ficaram lindas! Amo Borboletas.

Beijos com carinho

Daniel Savio disse...

Mas você tem fotos de borboletas, não tem?

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Marcelo disse...

Quanto a mim ando cuidando das minhas flores para que essas borboletas voem em meu jardim.

Daniel Savio disse...

sim, estava perguntando se tinha fotos de borboletas, mas penso que tenha mais fotos...

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Sebastiano Landro disse...

Estas fotos son muy bonitas! felicitaciones y un saludo!

Daniel Hiver disse...

Oi Paula... A quanto tempo, né! Gostei muito disso que tu disse sobre "palavras que sumiram de ti". As vezes me sinto assim. Esvaziado. Sem inspiração. No meu canto. Quieto. Calado. Mas nessas horas não tenho muito o que fazer. De repente a única coisa é esperar um outro dia. Quem sabe "tenha novos pensamentos e sonhos e possa voar".
Uma boa semana!

Maria Dias disse...

Isso! Voe o mais alto que puder, e depois volte para casa!Sou suspeita pq AMO as borboletas com sua fragilidade e pouco tempo de vida mas as percebo como o segundo ato,aquela lagarta q ninguem acreditava, a q foi lá e fez, a vida nova por vir,a intensidade(o agora).

Beijinhos!

P.S. sequencia linda de fotografias viu?rs...

Jardineiro de Plantão disse...

Lindas fotos... captando todo o encanto dos movimentos da liberdade esvoaçante da Papilionoidea.

Se tenho os pensamentos tenho liberdade.
Se tenho sonhos posso voar.

Gostei desta frase... me identifico com ela.

Abraço fraterno

Le Vautour disse...

Ah, Paula, eu nem merecia tamanha homenagem! Mas aqui, com as suas cores, a coisa ganhou muuuuuiiiitooo mais vida!
Linda, maravilhosa!
Abração de duas asas, agradecido, dando pulinhos!