terça-feira, 22 de junho de 2010



Dizer que o silêncio do outro fala, até acho que fale. Mas não posso dizer que eu entenda, eu nunca entendo.

Para mim fica sempre soando como abandono. Como quem ficou chateado comigo. Como se eu tivesse feito algo que magoei.

É um sino torturante, a badalar meus fantasmas que morreram envenenados pelo silêncio.

26 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

Há várias formas de interpretar o silêncio, e a sua não foge a regra, mas o silêncio também pode ser solidão de alguém que queria ser ouvido se lhe dessem atenção. Bjos.

Nanda Assis disse...

então sou como vc, odeio essa de silencio e quem cala consente, preciso ouvir com voz gestos e olhares. completo.

bjosss...


(`'•.¸(`'•.¸¸.•'´)¸.•'´)
«`'•.¸.¤¤¤¤¤¤¤.¸.•'´»
«`'•.¸.¤(\__/)¤.¸.•'´»
«`'•.¸.¤(=':'=)¤.¸.•'´»
«`'•.¸.¤(")_(")¤.¸.•'´»
«`'•.¸.¤¤¤¤¤¤¤.¸.•'´»
(¸.•'´(¸.•'´`'•.¸)`' •.¸)'

myra disse...

silencio e solidao, que horrivel companhia! eu estou nesta, quasi sempre faz anos, com algumas poucas exepçoes!
beijos minha querida Paula, agora voces todas e todos me fazem muita companhia!

Maria Dias disse...

Eu tb nunca entendi o silêncio mas estou exercitando ele...E sinceramente? Quando as palavras não entram,não dizem nada, não comovem o silêncio fala muito mais... Sem falar q:O silêncioso parece muito mais forte q aquele q sai falando tudo o q pensa e sente.Infelizmente é assim q funcionam as coisas...

Poeta Mauro Rocha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Poeta Mauro Rocha disse...

Sim o silêncio...Que diz tudo e não coompreendemos nada ou que não diz nada e entendemos tudo.Nesta solidão de olhares ou gestos ou apenas para ficar quieto e saber que há um grito por dentro que sempre fica em silêncio.

Prefiro ser devastado pelas palavras a morrer no silêncio.

Bjs!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Olha, quando esse silêncio me parece pouco caso,desinteresse me doi muito. Nada me irrita mais que eu falando e a pessoa virar as costas. Não gosto que uma pessoa tenha algo a mr dizer, ou está com raiva, fique em silêncio, porque gosto de ter direito de defesa,de me explicar e a partir daí, se fiz algo, posso pedir desculpas. Não gosto de coisas mal resolvidas. O tema é bom. Beijos

Blue disse...

Concordo Andarilha, que muitas vezes o silêncio nos quer dizer muitas coisas. Podemos nessa, entender errado, evidentemente.

Beijos

Ana Lu disse...

Eii Paula.
Realmente o silêncio alheio assusta, e até incomoda.. Mas sabemos que é necessário, porque muitas vezes precisamos do nosso silêncio também..
Bjos!

Dill' disse...

Nunca me assustei com o silêncio. Porém, muitas vezes, fiquei desnorteada nele.
Gostei daqui. É um lindo espaço.
Abraços

Elcio Tuiribepi disse...

"de dentro de mim
minha alma escapa pelos poros
em forma de arrepios pra ninguém notar" -Geraldo de Barros
Oi Paula...bonito isso, mas discordo do ninguem notar...rssr...é que reparo isso nas pessoas, meu irmão mais velho por exemplo quando toca violão...arrepia toda hora, a impressão que tenho é que ele não resisti a certos acordes...
Temos a música muito aflorada mesmo na alma...
Quanto ao silêncio, nunca fui muito bom de silêncio não...mas ultimamente tenho aprendido, ando meio de mal com as palavras, mas aos poucos elas tem voltado...mas confesso que não o entendo bem também não...rs
Um abraço na alma...
Beijo

Branca disse...

O silêncio incomoda, pra mim é sempre torturante, em qualquer hipótese.

Bom dia amiga, bjo!

Marcos Campos disse...

O silencio pode falar, fala com o que a gente pensa o que o outro falaria, o chato é que as vezes pensamos uma coisa que não tem nada a ver com que o outro estaria dizendo...que maluquice que eu escrevi! rs
Beijo!

Sonhadora disse...

Minha querida
Quando se instala o silêncio, há tanta solidão no olhar...nos gestos.
Fica nada.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

dejaviu disse...

É no silêncio que encontramos as respostas.

poetaeusou . . . disse...

*
é como dizes,
o sino afasta,
o badalar dos fantasmas,
valorizando do silencio . . .
,
conchinhas,
,
*

Armindo C. Alves disse...

Olá Paula
Por vezes a sinceridade das palavras se esconde no silêncio.

A amizade pode fazer-se com palavras. O amor vive-se com silêncios.

Beijos.

Everson Russo disse...

Nem sempre o silencio é um abandono,,,,muitas vezes ele é um apelo de carinho,,,um olhar pedindo atenção,,,,as vezes ate um eu te amo reprimido pelo tempo,,,,,um super sabado pra ti,,,,hoje menina, te agradeço de coração e emocionado,,,o Livro faz 5 anos, e voce é parte forte e importante disso,,,sempre me ajudou a traduzir um pouco as minhas madrugadas,,,,,beijos e meu muito obrigdao....

Jardineiro de Plantão disse...

O silencio por vezes é reflexão... Mas pode causar ansiedade, lá isso pode.
O silencio faz parte da nossa própria liberdade, quando nos queremos ouvir, analisar as situações, colocando por vezes em evidencia ambas as partes, a que fala e a que escuta.

Abraços

Lídia Borges disse...

Tem toda a razão, Paula. O silêncio fala só o que gostaríamos de ver silenciado.

Um beijo

Vivian disse...

...Paula querida,
eu tenho tanta intimidade
com o silêncio que nem o
percebo quando ele insiste
em ficar.

quanto podemos dizer apenas
com um olhar?

quanto podemos 'ouvir'
de nós mesmos quando em
silêncio?


um beijo, querida!

adoro suas palavras sempre
tão bem pensadas aqui ou
lá em casa.

Zek disse...

Por falar em silêncio, meu blog esta em rapido estado de silêncio, mas é rápido , breve, logo eu volto,logo falo não me calo se há algo que o silêncio do meu blog pode dizer neste momento é " intervalo " e ja esta chegando ao fim


Bjs Paulinha

Garota Misteriosa disse...

Seu texto era o que eu precisa, ou na verdade é um compartilhar de idéias, pq sou assim tmb...

Gosto de conversar, não gosto de brigar, mas de conversar.

Confesso que às vezes nos silenciar, nos calar um pouco, é necessário em certas situações. Eu pelo menos eu tento.

Mas não é legal ficar magoado, por isso que é bom sentar, conversar, compreender o outro e se entender.

Abraços Flor!!!

Talita disse...

Andando pelos blogs, encontrei o teu...
Muito bom, cada texto, imagem..
Lindo teu cantinho..
Beijos

Daniel Savio disse...

Mas as vezes um ato fala mais que várias palavras...

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Daniel Hiver disse...

Nunca tinha parado pra pensar que fantasmas podem morrer vitimados de silêncio.
Fiquei aqui pensando quais os fantasmas que eu matei. Por que, ultimamente, tenho estado em estado de silêncio; e tenho me anestesiado com a calma própria de quem sabe onde quer mais não vai chegar.
Gostei!