segunda-feira, 26 de julho de 2010





Tenho permitido soltar o meu olhar
Para que ele apreenda outra forma de olhar
Sentindo o que o outro olhou

Tenho permitido me embalar
Nas emoções de olhar fotos
Não vejo fotos, vejo lugares
Não vejo fotos, me sinto
Não vejo fotos, me transporto
Não vejo foto, me vejo

Neste envolvimento com um mundo de fotografias
Descubro um mundo meu adormecido
Acordo partes de mim que dormiam
Sonhos e sonhos
Sonhos realizados
Sonhos pulsando querendo vida

25 comentários:

Insana disse...

Quando agente se permite. temos muito mais...

bjs
Insana

walter disse...

Paula,

tão somente porque deixaste de olhar com olhos que tens no rosto e passaste a olhar com os olhos da alma...

os olhos da alma não só olham mais fundo, como voam que nem gaivotas em mares de liberdade...

muito belo este teu olhar!

beijo de muita amizade

Walter

























Bonito este olhar...

Celina disse...

OI QUERIDA, BRAVO!, MAIS UMA PAGINA DE TANTA BELEZA, ESTAVA COM SAUDADE, FAZ DIAS QUE VC NÃO ESCRVE, VALEU A PENA ESPERAR, SÃO COMPOSTO DE SENTIMENTOS PUROS QUE SÓ OS POETAS SABEM SE EXPRESSAR. CONVIDO A DAR UMA PASSADINHA NO BLOG O QUE ELAS ESTÃO LENDO, ESTOU COM UMA POSTAGEM LA É O MEU SEGUNDO TRABALHO, UM ABRAÇO CARINHOSO CELINA

Vivian disse...

...olhar com olhos de ver,
é isso que faz enxergar
a vida com todas as belezas
que há, e de graça!

um beijo neste teu novo "olhar"

muahhhhhhhhhhhhhh

Daniel Savio disse...

É parte da tua arte, registar o momento de uma emoção...

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

HSLO disse...

Quando sonhamos, vamos além da imaginação...e tocamos a realidade.


abraços

Hugo

Ana Lu disse...

Ahh, vc definiu perfeitamente o que está muito além de somente ver uma foto. É realmente uma viagem de sensações!
Arrasou!
Beijos Paula

BRANCAMAR disse...

Querida Paula,

Este seu texto me fez muito bem, estou numa fase de me querer dedicar a muitas coisas e recuperar muito do que perdi estes últimos 10,15 anos e uma das matérias a que penso dedicar-me mais, é à fotografia.
Agora tudo está em mudança, mas espero muito breve pousar para o fazer. Gosto destes momentos tão lindos que nos deixa por aqui.
Beijinhos
Branca

Dauri Batisti disse...

A arte tem várias faces, somos surpreendidos por algumas delas que não esperávamos fosse sorri-nos.

Sonhadora disse...

Minha querida
Um belo poema, nas fotos vemos o passado com toda a nitidez, nos fazem voltar no tempo.

Beijinhos
Sonhadora

Maria disse...

Dá-lhes vida, e vive!
Também as fotos me fazem sonhar, reviver, ter saudades. No fundo, é viver, mesmo...

Beijo, Paula.

Paulo disse...

É, Paula.
Sonhos e mais sonhos...

myra disse...

"Tenho permitido me embalar
Nas emoções de olhar fotos
Não vejo fotos, vejo lugares
Não vejo fotos, me sinto
Não vejo fotos, me transporto
Não vejo foto, me vejo"

gostaria de ter escrito estas palavras1
lindo poema, minha querida Paula
e tantos beijos!

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Paula..esssa sua interação com as fotos, principalmente as que se dão com um olhar mais apurado sobre a natureza nasce de um olhar vindo da alma, do coração.
Assim as palavras brotam de uma fonte escondinha que a gente tem em algum cantinho dentro da gente, aquel que fica quietinho esprando a hora de nascer, de se fazer entender por intermédio das palavras`
São as nossas viv~encias falando mais alto, nossas experi~encias, nossos afetos e desafetos, nossa visão das coisas da vida...
Um abraço na alma
Boa semana
beijo

Everson Russo disse...

Nessa vida temos que nos permitir tudo,,,tudo que nos faça sonhar,,,amar,,,sentir,,,ser feliz,,,é a busca eterna,,,,beijos de lindo dia pra ti.

Uelton Gomes disse...

Depois de resolvi alguns problemas consegui volta a mundo dos blogs, e não podia deixar de passar aqui nesse cantinho que tanto gosto.


Abraços

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola Paula!!

Os sonhos sempre querem se tormar realidade, os meus estão amadorecendo...

Bjs

Pena disse...

Estimada e Brilhante Amiga de bem:
Um Soberbo e delicioso poema de imensa significação.
Não! Não precisa de ver fotos porque poetiza o seu sentir que é seu com as suas emoções de excelência e uma sensibilidade enorme.
Parabéns. Adorei.
Tem uma sentir de ternura que fascina.
Beijinhos amigos ao seu encanto.
Com o maior respeito e estima.
Sempre a admirá-la

pena

Excelente!
Bem-Haja, perfeita amiga.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

E você mescla muito bem, fotos, poesia,arte, e tudo resulta numa coisa: VIDA. Parabéns.Beijos

Maria Dias disse...

...E enquanto se estar vivo existe a esperança!

Beijinhos!

P.s. ADOREI a foto!Espero q esta imagem te traga ótimas lembranças...

Maria Dias disse...

Gostei do fundo!

Blue disse...

Mas como é permitido,
calor aí,
e frio aqui?
Vejo estas lindas fotos e sinto o gostoso calor....
Fotografias que nos trasnportam a lugares de sonhos!

Beijos

Everson Russo disse...

Beijos de bom dia.

Daniel Hiver disse...

Paula...
Sonhos pulsando querendo vida! Acho que é isso que as vezes meus sonhos sentem...mas muitas vezes acordam...

Adorei o poema. Essa coisa de se permitir soltar o olhar para aprender com outra forma de olhar. Por que certamente os nossos olhos, muitas vezes, só enxergam o que querem ver.

E a forma de olhar dos outros pode ser a melhor!

Bom final de semana!

Armindo C. Alves disse...

FOTOGRAFIA
Eu queria sentir o que os teus olhos vêm.
Emocionar-me com os teus "horizontes",
entender os lugares que te encantam.
Viver a intimidade dos segredos não contados.
Partilhar a ccumplicidade
das imagens.
Dos teus sonhos construir realidades.
Entender o motivo
dos teus olhares.

Bonito o seu texto, que me provocou esta reflexão (?).

Parabéns.
Beijo.