domingo, 30 de janeiro de 2011




 
Vou caminhando e encontrando trilhos, vagões, hortênsias e sons. Sons dos meus pensamentos, do blues ao rock metálico, vou caminhando entre eles, abrindo espaço para voos livres ou para mergulhos profundos. Um ritual que se repete faz dias, meses. Dias e meses que somados lá se vão em anos. E eu trilhando.
Me entrego a beleza da hortênsia. Me recolho no barulho do trem. Suspiro, respiro, e deixo passar o tremor dos trilhos.


Foto: Bento Gonçalves-RS - 02.01.11
Texto: 23.01.11

14 comentários:

Everson Russo disse...

Dizia uma musica do Cazuza,,,"eu vejo o futuro repetir o passado, eu vejo um museu de grandes novidades", acho que ele acertou mesmo, a vida é isso ai, a gente trilha um caminho, ouve sons de amor,,,sons de passaros, passa por lugares,,,e tem sempre aquela sensação de estar vendo tudo outra vez em outra estação....beijos de otima semana pra ti querida....

C. disse...

Com simplicidade vc descreve um processo que eu vivencio como profundo e complexo. Eis a jornada feita por cada um de nós, vista por cada um de uma maneira especial e as vezes rara...

Bjim

Daniel Savio disse...

Bonito, mas não sabia que no Brasil havia este tipo de paisagem florida...

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Jacinta Dantas disse...

Oi Paula,
legal essa constatação que a gente vai fazendo no caminho: é preciso caminhar, continuar a fazer o caminho, embora saibamos que os tremores existem.
O que fica,
ah, o que fica é a beleza da hortênsia e a certeza de que estamos respirando. Isso é lindo.
Beijo

Lídia Borges disse...

"O caminho faz-se andando" Por entre o anil das hortênsia é melhor o caminhar, o viajar...

Um beijo

Ana Lu disse...

Que foto maravilhosa! Uma paisagem dessas realmente clareia a nossa mente e conseguimos escutar mesmo o som dos pensamentos. Andar nesse lugar, no meio dessas flores, realmente deve ser como andar por entre seus pensamentos.
Me imaginei deitada ali, com um livro na mão, só ouvindo o trem passando..
Seu blog sempre me deixa imaginando sensações.. hahaha
Beijos querida!

Uelton Gomes disse...

Olá Paula!

Linda paisagem!

Cada dia que levanto penso no caminho que tenho que trilhar, e espero que um dia meu caminho fique florido igual a da sua foto.

Abraços

EDER RIBEIRO disse...

Cada texto seu me capta de uma forma que depois de lê-lo tento me imaginar nele. Estou adorando. Bjos

O Árabe disse...

Bonito, Paula! A foto faz justiça ao texto. :) Boa semana!

Benno disse...

oi, Paula. Muito obrigado pela leitura e pelos comentários.
Quem não pousou a vista sobre um colina coberta de hortências ainda está bem longe da iluminação que só a beleza da natureza nos pode propiciar. Beijo. Benno

walter disse...

E quando fores às ilhas dos Açores... verás um paraíso revestido de hortênsias, lagos verdes e azuis, furnas e vulcões!

Deus transpirou que se fartou, para fazer uma das mais belas obras-primas da natureza... depois foi descansar e não fez mais nada!

Depois me dirás! rsrsrs

Beijo

Walter

Daniel Hiver disse...

Pensar na vida. Procurar o lugar mais adequado para os pontos dos "iii". Fechar os olhos e sentir a vida. Entrar no trem na estação de Bento, ouvir o barulho da maria fumaça, e a estação de Garibaldi e a de Carlos Barbosa... O sacolejar do trem, o barulho dos trilhos, a cantoria e a dança italiana animada. Os queijos, as parreiras, os vinhos... Gente simples, feliz e leve o bastante. Coisa boa demais para fazer. Lugar bom demais para se estar.
Um abraço!

Multiolhares disse...

Aí está uma boa forma de caminhar envolto em beleza
beijinhos

Marcello disse...

Me senti no trem indo pra não sei onde, mas com um sorriso no rosto.