quarta-feira, 21 de setembro de 2011





Era janeiro. Era verão. Era primavera. Era céu azul.
Tantas estações sobrevoavam meus dias.
Tantos dias  escorriam de mim.
Brincava de ser pássaro.

Eram outros meses. Eram outros invernos e silêncios. Eram folhas caídas.
Eram céus de outras cores.
Tantas estações passaram.
Tantos dias, tantas horas escorrendo por mim.
As asas cantavam outras melodias.

É setembro. É verão. É primavera. É céu azul.
É a estação que gosto. A estação de voar.
Voltei a ser passáro.
Voo. Sintos asas por dentro de mim.

21.09.11

6 comentários:

Paula Barros disse...

É a mesma foto do outro blog, escritos simultaneamente diretamente nos blogs. Apenas surgem palavras voando de dentro de mim.

Tatiana Moreira disse...

Então abra as asas e permita-se ao voo... Ele a levará aonde o seu coração quer ir!
Beijos com meu carinho

Maria disse...

Voa, Paula! Gostava de sentir asas, mas estes dias apenas sinto grilhetas.
Voa por mim! E que o voo seja breve, para que posamos continuar a ler-te.

Beijos.

myra disse...

" tantas horas escorrendo por mim..." voce tem sempre algo que me chama mto a tenòao, alem de que gosto cada vez mis o que e como escreve! e
VOA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
beijos

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Existe uma música que diz:
"Asas servem para voar"...
Então assim seja, nem que seja em pensamentos, vamos dar hoje e sempre aso à imaginação e aos sonhos!
Aqui termina hoje o verão... mas continuam dias muito quentes e de sol!
Bj

LOURO disse...

Então voa amiga... E que as asas cantem outras melodias!!!

Beijinhos de carinho e amizade,
Louenço