quinta-feira, 17 de novembro de 2011





O ser humano, muito deles, tem o poder incrível de juntar os cacos. Os cacos da vida, dos erros, das lembranças, dos sonhos esfarelados, das ilusões e transformar em belos mosaicos de vida.  Ficam vidas dentro de vidas. Vidas mesmo partidas, mas coloridas.  Vidas sofridas, em cacos, formando uma nova vida. "Há, os cacos!"  Ah! os cacos que nos formam e montam a vida.  Mesmo um caco e em caco, o ser humano tem o poder de reconstruir-se, de sonhar e colorir a vida.



Um comenário no blog de Karl , em 01.01.10.








13 comentários:

Maria disse...

Mesmo quando pensamos que 'desta vez já não consigo' acabamos por juntar os cacos e renascer, sempre!

Beijo, Paula.

Maria Dias disse...

E q bom q podemos reconstruir,recomeçar, renascer para uma outra vida...E quem sabe aproveitar com certeza fica um ser humano melhor, com mais cor,com mais luz, com mais sabedoria.

Beijo e um ótim ia pra vc!

P.s. Gostei da suavidade das cores q me lembra desenho de criança.

EDER RIBEIRO disse...

Com certeza Paula, a vida é um eterno recomeço. Bjos.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida Paula.

Acho que esta
é a grande diferença
entre ser feliz
e se perder pela vida...

Estamos sempre assim,
apagando e reescrevendo
histórias,
e assim construindo
o livro da nossa vida.

Não sei se cacos,
pedaços
ou fragmentos,
mas sei que a forma
de juntar tudo novamente,
faz toda a diferença.

Que a luz da vida
esteja sempre em teu olhar.

Mariangela disse...

Oi Paula!
Apesar de todo sofrimento; sempre teremos dignidade pra recomeçar.
Ergamos a nossa cabeça e vamos enfrente novamente, jamais Deus permitirá que fraquejamos, Ele nos dará muitas forças!
Um beijo!!
Mariangela

mfc disse...

Vamos sempre a tempo de nos refazermos!

Beijinhos

BRANCAMAR disse...

Assim é Paula, a vida tem muitas fases e temos que lutar para que todas elas sejam saborosas, apreciar o que de belo passa por nós, o que já passou já foi, deixou momentos bons, dos maus a memória se faz curta e o que importa é que os mosaicos sejam compostos de nunces positivas.

Beijinhos

Karl disse...

Quando pequenote atirava pedrinhas ao rio,
Extasiava, entrava em delírio,
Eram pedras pequeninas, coloridas,
Mais redondas, quadradas ou compridas
Que na água saltavam e ressaltavam,
Num movimento a fazer lembrar trampolim,
Terminada a energia… paravam se afundavam,
Já me acompanhava o sonho ao vê-las saltar assim,
Livres, alegres, garridas, com multi-formas de antemão,
Mais leves, mais pesadas, já as sentia então.

Beijo fraterno deste amigo da outra margem

myra disse...

pois acho que tem razao, aminha vida foi, é feita de cacos, mas ja nao da para recompor eles:(
beijos minha querida Paula

. intemporal . disse...

.

.

. assertivo . é na virtude da re.construção que re.faz uma vida . tantas vezes quase inteira .

.

. bel.íssima esta página .

.

. um beijo meu .

.

.

VELOSO disse...

Os cacos dão um lindo mosaico de vida!

Anônimo disse...

Minha amiga essa sua postagem me fez pensar....sempre estou juntando os cacos da vida para um bom recomeço bjs Suzi.

O Sibarita disse...

Cacos? Meu Deus, onde, deixei os meus, taí com vc fia? Tá não, é? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Cacos quem não os têm? kkkkk

Beleza!

O Sibarita