terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Série: Pensamentos em gotas
Parceria de Eder com a minha emoção. Sem intenção de parceria. Ele transforma a emoção que vai em gotas, em um texto, cheios de pensamentos que me traduzem, que ele capta




Muitos me perguntam onde estou, às vezes estou tão longe de mim que se me perdesse não saberia me encontrar e se me encontrasse não sei se eu mesmo me reconheceria. Estou aqui (será mesmo que estou?) sentada, navegando em mares infinitos dos pensamentos, meus, dos outros. Os olhos transbordando um oceano,as ondas batendo em mim sem retirar o seu sal. Estou feito uma garrafa esquecida no bebedouro, ou então, uma garrafa perdida na praia a espera que eu escrevesse alguma mensagem, não sei qual, e a maré... Quem sabe quem a achasse me encontraria.  Muitos me perguntam onde estou, gostaria que me perguntassem quem me achou. Ao mar, a garrafa. Estou aqui sentada, navegando tantos mares, a espera de uma resposta..





.

10 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

Querida Paula, a sintonia entre nós é tão fina que às vezes eu não sei qual alma está escrevendo, a minha ou a sua. Bjos de gratidão.

Dauri Batisti disse...

Bonita essa sintonia... vamos lá,
adiante.... vou acompanhado.

Paula Barros disse...

Eder, neste texto, eu ficava relendo e pensando, ele roubou a minha alma. kkkk Sua alma ler e escreve.

Obrigada, beijo

myra disse...

sao duas almas, voce e Eder...acho....e como diz o Dauri,
adiante...
beijossssssssssss

EDER RIBEIRO disse...

Vc faz aflorar o meu lado feminino, diga-se, somente na escrita... Rssss. Bjos.

Paula Barros disse...

Eder, fico impressionada com sua facilidade de escrever, de se entregar nesta troca de pensamentos, de escrever no feminino. Acho que você nestas parcerias, comigo, com outros, é muito corajoso, se lança.

E vamos lá...como diz Dauri.

mfc disse...

Não importa onde estamos... importa é saber que existimos e que os nossos olhos sorriem!

Tatiana Moreira disse...

Pois é... As vezes as respostas não chegam e ficamos a mercê das ondas que agitam tantas águas...

Um abraço carinhoso

O Sibarita disse...

Rapaazzzzzz... kkkk

Então, essa garrafa que chegou a beira mar de Jauá é você? aiaiai... kkkkk

Eu desconfiava, mas, não tinha certeza.

Essa garrafa está guardada numa por entre petálas de rosas e tem o aroma da primavera... kkkkkk

Ela é uma garrafa bonita, encorpada, azulada com formato de uma lua radiante, atiçante... aiaiaia... kkkkkkkkkk

Muito bom texto!

O Sibarita

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Interessantes palavras mas que dão aso a variadíssimas interpretações.

Bj