quarta-feira, 1 de maio de 2013








Gostaria de lhe dizer, eu vivo a vida. Mas viver a vida é também, e principalmente, lembrar de você. Algo que tem relação intrínseca – viver lembra você. O sol, o céu, o mar, o pôr do sol, a colina, a neblina, os barcos ancorados, o trem, os trilhos do trem nos lugares mais inusitados, igrejas,  céu nublado, o sol raiando, ruas e gente,  tudo me lembra você. Na vida a sua imagem está presente, suas palavras tornam-se imagens, as imagens e o viver tornam-se palavras. Como lhe esquecer? Poderia ser uma pergunta. Poderia ser uma inquietação. Mas não é. Não quero lhe esquecer. E por isso lhe perpetuo nos lugares mais bonitos. Que tem cheiro de flores, cheiro de terra molhada, cheiro de mar. Viver é lhe encontrar nos lugares, é tornar o viver mais bonito. É buscar dentro de mim a vontade de viver, de aproveitar cada momento, de apurar os ouvidos para escutar os pássaros, o vento, o murmúrio do mar. Viver e observar o verde das matas, das árvores, observar as curvas das estradas, os montes, as cordilheiras. Eu vivo a vida, lembrando de você.


7 comentários:

mARa disse...

Paula, que texto gostoso de ler, tem gosto de amor, se faz bem lembrar então deixe a lembrança fazer esse bem em você.

Abço fraterno!

Paulo Francisco disse...

Uma bela declaração! Feliz daquele que tem alguém para lembrar com tanto carinho e paixão.
Um beijo grande

myra disse...

sim lembrar e mto bom, mas as vezes doi...
beijos minha querida Paula

EDER RIBEIRO disse...

Têm pessoas q deixam marcas em nossa vida tão intensa q os nossos sentidos os ver, os ouve, os percebe pelo cheiro. São essas pessoas que dão sentido a vida por senti-las sempre presente. Bjos, Paulinha.

Sotnas disse...

Olá Paula, e que tudo esteja bem!

Um belo texto, expressivo dos teus nobres e belos sentimentos, parabéns!

Bela imagem também, aliás, tudo cá é deveras belo!

E assim me vou deixando meu desejo para que seja sempre tão intenso e feliz este teu viver de amor, um grande abraço e, até mais!

O Sibarita disse...

Rapaaazzzzzzzzz! O ouro da babilônia este texto...

A beleza está na simplicidade das palavras, na alegria do dizer e finalmente o desejo de ter, o que toca o coração, ainda, que na lembrança...

Mas, o que é a lembrança se não o amor!

É isso, seu texto deve fazer a alegria de quem está na sua lembrança e vc na dele, repare...

Lá ele deve agradecer ao ler com certeza!

Muito demais!

O Sibarita

Paulo Francisco disse...

Como você gosta do azul...Pendurei a cor lá no Varal.