terça-feira, 24 de setembro de 2013





Queria fugir
Sair voando por cima do mar
Ou dançando na chuva
Rodopiando no sol com meu guarda-chuva de flores
Queria fazer cócegas na tua alma
Com o meu olhar de vento
Que passa e desalinha os pensamentos

Queria fugir
Ir ao museu mais próximo
Lanchar na barraca da esquina
Pular da ponte
E mergulhar no rio
E nadar em liberdade
Feito os meninos que observo pularem da ponte

Fujo 
Enquanto escuto My Way
Leio o escritor predileto
E abraço a ilusão
Fujo por dentro de mim
Entre voos, mergulhos e pulos.




10 comentários:

brisonmattos disse...

o que é a vida senão uma sequência de sonhos, alguns muito malucos...

Cidália Ferreira disse...

Muito bonito!!
Quantas vezes não me apetece fugir??
Mas não vele a pena.
Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Armindo C. Alves disse...

Sentado no cadeirão, olho em redor, enquanto fujo pela porta do terraço. Ainda de olhos fechados sinto o espaço, a brisa fresca soprando, o miar dos gatinhos que nasceram a semana passada, o ladrar do faisca,o nosso cachorro de olhar meigo, se repetindo no eco do vale e o cheiro calmante do rosmaninho.
Ainda sentado no velho cadeirão, continuo a viajem. É bom ser livre, poder pensar...

Obrigado pela tua imaginação e poder de contágio.

Beijos.

Paula Barros disse...

Que lindo Armindo. E você me fez viajar....
beijo

Blue disse...

Fugir, voar
e com os pensamentos
ao vento deixar.
O que seria da vida,
se não pudéssemos sonhar?

Beijo

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Se o pensamento nos leva a algo ou alguém, ele também pode nos fazer fugir para longe desse algo ou alguém... ando fugindo. Ou melhor, já fugi... para outros rumos. Parabéns.

myra disse...

fugir, escapar, ir voando, ah como seria bom!
...cocegas na alam...lindo!!!
Paula querida voce e genial!
beijossssssssssssssssssss

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá,
Os pensamentos são desejos ou receios, vale sempre e pena lutar pelos desejos e combater os receios.

ag

Eu já amei, ri e chorei
Cometi minhas falhas, tive a minha parte nas derrotas.
E agora conforme as lágrimas escorrem, Eu acho tudo tão divertido

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Que as nossas asas nunca sejam cortadas, para poder viajar pelo infinito dos nossos sentidos.
Lindo sempre.



Um beijinho com carinho
Sonhadora

O Sibarita disse...

Fugir, é? kkkk Fuja sim, mas, para os braços de lá ele! kkkkkkkkkkkkk

Ô dona moça retada meu Deus! kkkkk


O Sibarita