segunda-feira, 10 de dezembro de 2007





Atualmente tenho escutado muito: as pessoas precisam se cuidar, você precisa ter mais cuidado com você. Concordo. Estou percebendo que estou precisando de cuidados redobrados. Principlamente no quesito andar de ônibus. Preciso ficar atenta a mim mesma, pegar na minha própria mão, para não esquecer de descer na parada certa. Já está se tornando um hábito, não descer, seguir em frente. Ui! Quase esqueço de descer de novo. Desço correndo. E vem à mente este pensamento: deve ser porque neste momento da minha vida não quero parar, não quero descer, quero continuar, seguir em frente. E vou seguindo!

4 comentários:

Menina do Rio disse...

As vezes temos vontade de seguir em frente, na busca pelo desconhecido. Tantas paradas, tantos caminhos se estendem sempre mais adiante...

Um beijo

saulo marden disse...

O momento não é de parar e sim de continuar. Siga em frente, não desça do ônibus. Ele trafega por caminhos ainda não conhecidos. O campo é vasto para semeares o que por todo este tempo guardavas.
O amigo, Saulo

paula barros disse...

Menina do Rio e Saulo

Não podemos parar nunca, acredito.
Precisamos estar sempre em movimento, nesta busca constante.
Por sermos melhores, por fazermos diferente.
Mais uma vez obrigada
bjs

paula barros disse...

Menina do Rio e Saulo

Não podemos parar nunca, acredito.
Precisamos estar sempre em movimento, nesta busca constante.
Por sermos melhores, por fazermos diferente.
Mais uma vez obrigada
bjs