segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008




Toda vez que escrever sobre saudade

E você falar comigo com essa profundidade

Derramando sobre mim

Palavras poéticas

E cheiro perfumado das flores

Vai fazer chover abraços no meu jardim

Atapetar o caminho da vida com pétalas coloridas

E cravejar a minha alma com estrelas

Sentirei saudades todo dia

E só escreverei sobre saudade

Para sentir com intensidade a sua presença.



Com essa forma maravilhosa

De acalentar minha saudade

Meu coração viverá as quatros estações

A minha vida será uma eterna primavera

As fantasias serão galopantes

Os olhos só ficarão úmidos das gotículas do orvalho

Os dias serão sempre iluminados

E as madrugadas enluaradas e inspiradas

Sendo assim, sentirei saudades suas

Saudades poéticas

14 comentários:

Edson Marques disse...

Paula,

Ao ver a tua foto, desejei ser um beija-flor. Ao ler teu poema, tornei-me um.


Mais e melhores abraços, flores, estrelas pra você!

Layla Lauar disse...

Ficou lindo querida, digno do Poeta.

Beijos, um belo dia!

Nana Lopes disse...

Que gra�a!!
Me deu saudades!

Nana Lopes disse...

Que gra�a!!
Me deu saudades!

sergio disse...

No mundo florido e perfumado, o beija-flor passeia com prazer deixando seu encanto e compartilhando sua generosidade. Assim deveriam agir as pessoas, de estarem sempre prontas para a paz e a fraternidade. Saudade é bom, principalmente quando sentimos reciprocidade de sentimentos. Bj Paulinha

bruxinha disse...

Queria eu ter habilidade para escrever coisas tão maravilhosas como você. Lindo demais este poema Paula! Beijo mágico para você!

Alisson da Hora disse...

Eita, saudade grande arretada...

beijos de saudades...

a.h.

Paulo Palavra disse...

êêêêê saudade!!

Ricardo Rayol disse...

saudades que se modificam.

wilson rezende disse...

Saudade não é fantasia e sim acontecimentos que passaram nas nossas vidas.Bjs

Célia disse...

Ola Paula, como vai ?
Saudades é o que ficou, mas o sentimentos e momentos sempre levamos com a gente.
As fotos são momentos de alegria, que com o tempo nos faz matar a grande saudade do momento vivido.
Acho que é isso.
beijos

djanirasilva disse...

Cada vez mais você me surpreende. Platão dizia que todos nós sentimos saudade de um mundo onde estivemos antes de chegarmos aqui. Portanto, saudade é uma doença crônica e que não tem cura. Seu poema está lindo, a foto belíssima. Precisa fotografar minhas flores para perpetuá-las no seu blog. Um beijão coruja

Conti disse...

Toda vez que passo por aqui tenho uma surpresa melhor q a outra...
Uma foto belissima e um poema realmente inspirador...
Ter um dom é normal.. mais vim logo dois assim? rsrs

Parabens!!!

Chuvinha disse...

A saudade e sua grande companheira nesta viagem!