quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008







Entro no ônibus. Fico junto de um rapaz que canta músicas religiosas. Qual religião? Não sei. Fico junto para ouvir, sentir, captar alguma mensagem para o meu dia. Ele levanta-se e me dá o lugar. Sorrio, agradeço. Ele em pé continua a cantarolar. Tento deixar penetrar na alma as palavras, o sentimento bom. Ele, enquanto canta, deve pensar algo, algo forte, que o faz falar, gesticular. Depois, continua a cantar. E assim segue. Agradeço a Deus, e pensei em algumas pessoas que estão precisando que Deus as ajude. Enquanto o ônibus não anda por causa do engarrafamento, escrevo. Olhei para ele. Talvez, meus olhos observadores e pensativos fizeram ele sorrir. Sorri também. Continuo a escrever. Ao descer, olho bem nos olhos dele. Agradeço com palavras, mas também com os olhos, e um sorriso. “Fique com Deus”. Ele também sorri. “Vá com ele”. São pessoas assim com gestos aparentemente tão simples, porém tão grandiosos, que transformam os nossos sentimentos, faz o dia ser mais leve. E nos faz pensar nos nossos gestos.



15 comentários:

sergio disse...

Concordo plenamente contigo. São nas pequenas coisas, pequenos gestos que estão as grandes lições. Sou tb, por natureza, um observador nato e nada que está ao meu redor passa em branco. O que é bom, levo comigo e o que não é, faço de conta que não enxerguei ou não ouvi. Parabéns pela serenidade que sua alma se encontra. Só assim podemos perceber e registrar esses momentos únicos e inesquecíveis de simplicidade. Bj Paulinha e ótima quarta!

bruxinha disse...

Adorei a forma que descreveu este fato. Chama muito atenção de quem lê. Bj mágico para você Paula...

Ricardo Rayol disse...

O mundo é um lugar muito interessante. Pena que nem sempre encontramos respostas.

Obrigado pela visita.

Vinicius disse...

dá série coisas pequenas da nossa vida...

Pedro disse...

Pena que essas pessoas são cada vez mais raras nessas selvas de pedra em que vivemos.

Chuvinha disse...

Passamos por tantas pessoas em nossa vida, nas ruas, nos lugares e às vezes não prestamos atenção. Todos têm uma história, todos têm algo a nos dizer mesmo que em silêncio.

sergio disse...

Paulinha, visita este blog da bióloga Mônica http://www.monicavox.blogspot.com/ se vc gostar ajuda ela no concurso do Halma Guerreira!....abraço, bj e olha, não esqueci o que escrevestes, estou agradecido por todos os momentos maravihosos que têm nos propiciado...bjãooooo

lover disse...

sim layla e é você mesmo sem eu conhece ro seu sorriso que me faz acreditar que eu posso sair dessa e melhorar. que eu vou superar.
beijos qerida

Sombra do Sol disse...

Olá minha amiga bom dia, seu relato soa como uma linda canção, infelizmente nem sempre temos “tempo” para poder prestar atenção em pequenos gestos ou palavras. As canções trazem coragem, e alegria ao espírito humano. Quando as pessoas estão contentes, geralmente sentem vontade cantar e dançar como uma expressão da sua alegria. Quando as pessoas se sentem tristes, muitas vezes podem sentir-se melhor só por cantarem. Nós queremos que a nossas vidas seja cheia de alegria, para que as canções e a danças encorajem o nosso espírito. Mais uma vez parabéns por sábias palavras. Abraços fraternos do amigo.

Marcus Vinicius disse...

oi vim aq pra te parabenizar
pelo belo texto!
continue assim!
um abraço

Lay disse...

Nossa paula, são sim essas pequenas coisas que podem mudar uma vida, digo por experiencia própria por ter sofrido uma experiencia dolorosissíma. São coisas que vão nos fazer ficar sentindo bem, por uma semana, uma ês, uma vida até. É como dizem: Os melhores perfumes estão nos menores frascos. beijo!

Layla Lauar disse...

Querida como vocÊ tem uma alma e um coração bem melhores do que os meus..rss. Tive que tomar um taxi, pois meu carro foi batido, e o motorista tocava hinos envangélicos em tom altíssimo. fiquei tão irritada, que desci antes da hora, nem reparei nas letras das músicas. Gostaria de ser assim como você. Parabéns...

Um grande beijo e que você encontre o cantor novamente, espero que pelo menos seja afinado.rss

Germano V. Xavier disse...

Olá, querida!

Passei por aqui...
Gostei do blog!!!

Abraços pernambucanbaianos...

Germano.
www.clubedecarteado.blogspot.com

Cássia disse...

Simplesmente adorei o que escreveu. Fotografia muito bela. Gosto da mistura de imagens e textos. Justamente nas pequenas coisas que encontramos a beleza. Beijos. Boa semana.

Alisson da Hora disse...

Isso foi no Rio Doce/CDU, nosso tormento diário? Ao menos ele só cantava... um dia eu estava lendo o Livro dos Espíritos, uma senhora ao meu lado me perguntou por que alguém tão jovem quanto eu estava envolvido em "satanismos"... De qualquer forma é sempre bom topar com fatos assim, pequenos, belos, simples...

beijos grandes e olhando a lua cheia...

a.h.