quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Gramado/RS - foto Paula Barros

O trem estava descarrilhado fazia dias
Nem as palavras, do poeta e mestre, poderia detê-lo
Só ela
Como estava cega pelo sentir, não podia ouvir
Foi até as últimas conseqüências
Apenas o que a deteria seria o não
O não aconteceu
Ainda hoje sofre
Por não saber controlar
O trem das emoções
E ter tentado andar fora dos trilhos




18 comentários:

Dr. Fácil disse...

Oi Paula. Fico fora uns dias e quando chego aqui tem um blog novo praticamente. Fotos e textos muito bacanas mesmo. E até de Gramado?Rsrs... Eu conheço esse trem, só não sabia que tinha uma poesia tão bonita pra ele. Beijão!

sergio disse...

Paula, conheço vc a tão pouco tempo e fico feliz em saber que escreve com a serenidade da alma. Não sei o que ficou mais bonito, a foto ou suas palavras. Mas o conjunto ficou maravilhoso. Tenha uma ótima quinta feira amiga! carinhoso abraço e bj afetuoso.

luma disse...

Paula, que tantão de emoção tem essa menina!! Ela carrega um vagão, por assim dizer!! Beijus

Isaque Viana disse...

Nossa, Paula...
Lindos demais os versos.
Sempre uma surpresa boa aqui.
Adorei.

Beijo grande!

Milady disse...

Paula, que belo texto.

E quem dera conseguíssemos controlar esse trem...

beijos

Chuvinha disse...

É preciso tentar mais uma vez. Ainda que fora dos trilhos, sempre há um caminho!

Alisson da Hora disse...

Quero ver o seu livro publicado!... Não pode ficar com medo de achar que não tem o seu valor (e como você tem!)

beijos de alguém que está voltando aos trilhos..

Layla Lauar disse...

As vezes a viagem fica mais emocionante fora dos trilhos...

Lindos versos e imagem.

beijos todos e + um

wilson rezende disse...

Sempre existe um novo caminho.

Conti disse...

Lindos versos foram escritos!!!
versor de qualidade, oq é dificil hj em dia!

http://pensandoentreamigos.blogspot.com/

Célia disse...

Oi Paulinha, como cai?
Anda fora dos trilhos, quem anda na linha não vê. o tempo passar.
Beijosss

sergio disse...

Oi Paulinha. Lindo seu comentário...muito obrigado...olha o link para votar para mônica é este http://fribeiro1953.sites.uol.com.br/blog/destaqnet.html tem que ir no MURAL 3 e deixar um recado com vc fez para min na semana passada...abraço, bj e ótima tarde/noite

Ricardo Rayol disse...

vivemos no iminente descarrilhar, perder os eixos é mais simples do que imaginam.

Edson Marques disse...

Que desapareçam os trilhos e que te faltem caminhos traçados!

Só para você dançar no arco-íris, inescapavelmente...


Abraços, flores, estrelas!

Teu poema está belamente enigmático.

frodooliveira disse...

Oi, Paulinha! espero que esse trem não seja o seu (rsrsrs!)... Se for, desejo que volte logo, logo aos trilhos...
Beijos e uma ótima noite!

Amanda disse...

Oi! Nossa linda a poesia! Esse lugar da foto é maravilhoso! Em Caldas Novas!! Abraço! Adorei o seu blog, tá lindo!!

Cadinho RoCo disse...

Difícil mesmo é andar nos trilhos. Além de estreitos eles são lisos e perigosos demais, exigem equilíbrio chatice sem fim. Aliás, trilhos foram feitos para aquelas rodas feitas especialmente para girarem sobre eles. Trilhos não foram feitos para que nele andemos.
Cadinho RoCo

MONICAVOX disse...

QUERIDA AMIGA PAULA,PASSEI PARA CONHECER SEU BLOG E VOCE,QUE TÃO GENTILMENTE VOTOU EM MIM E VISITOU MINHA PÁGINA!SABE QUE CONHEÇO ESSA REGIÃO AÍ?JÁ ESTIVE EM VIAGEM DEFÉRIAS Á GRAMADO E AMEI,AS FOTOS ESTÃO LINDAS!SEU BLOG FALA AO CORAÇÃO MESMO,COISAS DO DIA A DIA,PARABÉNS,INDEPENDENTEMENTE DO CONCURSO,VOLTAREI MAIS VEZES E ESTEJA Á VONTADE PARA VOLTAR NA MINHA VIU?ACEITE MEU AWARD E MEU LINK ME,BJUS WALK ON FOREVER,MONICAVOX...AH,ÁS VEZES A PÁGINA DEMORA MESMO,POR CAUSA DAS IMAGENS DAS MENSAGENS...SINTO TANTO QUE TENHA LHE CAUSADO TRANSTORNO VIU?ESSA NET DEIXA A GENTE MALUCO....SORRY....