quinta-feira, 22 de maio de 2008







Ele chegou elegante, vestido num paletó preto, chapéu, botina bem engraxada, óculos na ponta do nariz, uma bengala nas mãos. Sentou-se em frente à porta da sala, nem entrava, nem saía. Ficou observando. Analisando. Perguntando. Ela, inquieta, andava pelos cômodos da memória. Ele batia a bengala na soleira da entrada, toc, toc, toc...Perguntava, toc, toc, toc...Ela respondia e ele toc, toc, toc....Ele perguntava...toc,toc, toc....Ela respondia e ele toc, toc, toc... Era uma tortura de perguntas sem respostas que as preenchesse. E ele, toc, toc, toc...Ela desesperada, pegou a bengala e ficou batendo na própria cabeça, toc, toc, toc.....Mas as perguntas não calavam. Toc, toc, toc....... Uma dia cansou. A bengala amanheceu quebrada. Ele nunca mais perguntará. Colocou os sapatos vermelhos de salto quinze. Saiu lentamente, sem olhar para trás. Agora, apenas o som do salto do sapato. Toc, toc, toc.........



16 comentários:

Paulo R Diesel disse...

As batidas semelhantes não são iguais. O "toc, toc, toc" não trouxe as respostas.

O Sibarita disse...

Xiiiiiiiiiiiiiii... kkkk Ô foi assim, foi? kkkkk Não me diga isso, não acredito... kkkkkkk

Toc, toc, toc e nada de respostas?

Bom ai só apelando para os Orixás baianos, é isso, fia! kkkkkkkk

Esse texto é revelador... Ai Deus! kkkk

Dona moça, você não comentou o post do Sibarita por receio? Mas, por que? Oxente! kkk Olha comente viu? kkk Sem problemas! kkk

bjs
O Sibarita

Pedro disse...

As perguntas gritam na mente até serem respondidas, não adianta.

Edson Marques disse...

Contudo, sapatos vermelhos, salto 15, são sempre muito questionantes!


Abraços... e flores e estrelas para o teu jardim!

MONICAVOX disse...

querida Paula,ninguém merece uma tortura psicológica destas.Voce devia ter dado com o salto quinze na cabeça dele!Suba no seu salto e ande com firmeza, que a vida está te esperando!
bjus mil, tenha uma otima sexta feira,walk on forever,monicavox

Chuvinha disse...

Há muitas perguntas e poucas respostas. Um dia aprenderemos a ler as respostas do silêncio.

jobofevi disse...

O resto é silêncio... Bom dia querida amiga.

lane disse...

muitas respostas é melhor nem sabermos.O resto é seguir em frente,sempre!abço

Poeta Mauro Rocha disse...

Toc,toc,toc é a pergunta que não quer calar, mas quem vai falar?
Ás vezes é meljor nem atender....

Um abraço


MAURO ROCHA

Bandys disse...

Paula,

Perguntas que ficam sem respostas.
Mas gostei da resposta da Monica...cheguei a imaginar aqui, rsrsss
Beijos

Everson disse...

Interessante,as perguntas sem respostas que ficam pela vida, as coincidencias das batidas, ao acaso ou ao encontro algo ficou mal resolvido...beijos minha adorada amiga, e um final de semana cheio de amor a ti.

J. ROBERTO BALESTRA disse...

Res postas. Coisas postas, e nada mais. Muitas vezes o vento carrega as respostas que gostaríamos de ouvir... beijos

Roberto Mauro disse...

....quem sabe essa "ti" é voce.

lane disse...

obrigada Paula,de coração,pois é,estou triste sim,demais,pois qdo resolvi mudar minha vida,nela estava e estao incluidas minhas filhas,uma está comigo a outra nao,e terei q lutar pra nao perder a outra tb,mas isso passa,estou centrada,apesar de hj,nao estar nada bem,muita dor na alma e no corpo.Mas acredito em dias melhores,sempre,sou forte.bj na alma.

wilson rezende disse...

Paulinha, tenha uma boa noite, e um grande beijo.

Professor Sergio disse...

O que uma criatividade não faz! Parabéns pel post...demais e os toc, toc da vida é que fazem o compasso da felicidade. bj