quinta-feira, 22 de maio de 2008

Olhar verde








Quero o olhar verde
Que me lia
Interpretava
Entendia

Quero o olhar verde
Que me instigava
Adentrava
Me possuía

Quero o olhar verde que me via
Que despertou desejos
Emoções, sonhos passados
Acordou a mulher

Quero o olhar verde
Cheio de vida
De mar, de sol, de sal
Pulsando, vibrando

Quero o olhar verde
que conversava
Que estava inteiro e não confuso
Que dizia e não perguntava
O que sabia e não duvidava

Quero o olhar verde
Do prazer
Do toque
Do suspiro
Do gemido

Quero o olhar verde
Onde a menina dos olhos era eu
Nua, inteira
Onde eu podia mergulhar e me achar
Não feche a pupila dos seus olhos
Apenas me olhe, me toque e me sinta

Não misture o olhar verde
Com o castanho
Está tudo ficando cinza

16 comentários:

Roberto Mauro disse...

Um comentário aqui , outro ali , e vamos assim levando a vida.
Nosso aperto de mãos, não precisa de mãos
e necessita tanto de mãos. Nossos
olhares, não se cruzam, não se misturam
os verdes que ves,ou imaginas, o castanho que nunca vi
Hoje, eu sou um olho. Um olho e palavras
Virei apenas um olho. uma imagem
da internet. Voce nem olho, só palavras...........
O alcance desse olhar, já chegou na alma
mas ainda não chegou em voce. Falta corpo,
falta mistura, falta suor...

Grace Olsson disse...

Paulinha, vim te dar um abraço virtual.Por que corporal já dei. Beijoacs edias felizes

Pedro disse...

Quem não quer um olhar verde desses?

Betho Sides disse...

Quero ser o foco deste olhar verde abraços e beijos Paulinha, bom final de semana!

Adri /Dri /Drika disse...

Tambem quero um o olhar verde desses...

jobofevi disse...

Obrigado pelo apoio. a cirurgia foi ótima. Rápida e indolor. Amanhã já estarei blogando e visitando todos os meus queridos blogamigos. Um grande abraço e muito obrigado mesmo pelo carinho que recebí.

MONICAVOX disse...

querida Paula,bela poesia,sensual na medida...olhos verdes e sensuais em cima de vc...haja folego!bjus e tenha um excelente feriado!walk on forever,monicavox

david santos disse...

Excelente!
Mas que não haja misturas...
Parabéns

Everson disse...

Lindo o desfecho de nao misturar o olhar verde com o castanho pra nao ficar cinza, talvez não se deva misturar, mas se um olhar verde cruzar um olhar castanho, tudo pode ficar mais colorido que o cinza...beijos ,otimo feriado e um excelente final de semana.

Bandys disse...

Lindo esse olhar,
por ter acordado, sonhado, despertado.
Que você encontre logo esse olhar verde.
Beijos

Professor Sergio disse...

Olhar verde..interessante... realmente é um olhar diferente e pelo jeito, te faz muito bem. Abraço e bj Paula...

lugirão disse...

Que lindo olhar......

Um abraço.

O Sibarita disse...

Meu Deus! kk Me lenhei os zóis meus são castanhos e ai?

Vai dá o que nesse ziriguidum? kkkkkkkk Diz-me, vai fia! kkkkkkk

Belo poema!

Leu tudo no Sibarita e por que não comentou, gostou? kkkkk

bjs
O Sibarita

Deusa Odoya disse...

oi minha nova amiguinha.
Lindo poema, e um blog muito bonito tamb�m.
felicuidades e umbom fim de semana com muita paz e amor em seu cora�o.
te desejo sua nova amiga Regina Coeli.
Te aguardo no meu cantinho.
fique na paz.

Chuvinha disse...

Conforme a mistura as cores mudam...e nosso modo de ver também.

Landinho disse...

Nada como um olhar palmeirense.