segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Hoje chorei. Os mais diversos choros. Pela contrariedade com o marceneiro. Pela morte de um menininho que estava doente em Brasília e que vinha acompanhando a história e a luta dos pais. Por uma crônica que li e diz lá: “Que pobreza de espírito”. E choro por minha pobreza de espírito em ficar chateada com tão pouco. Em não ter dado o que sobrou do meu almoço ontem a moça que pediu, porque eu queria almoçar hoje para não ter que ir para cozinha fazer almoço. Choro os choros passados e não chorados. O choro de não valorizar mais quem deveria. O choro por ter valorizado quem não devia. Mas também sorri. Sorri com a história de uma macaca, que se apaixona e tem ciúme. Igual a mim. Sorri porque sentimentos bons me acompanham. Pessoas de alma boa, que me passam tranqüilidade, que me querem bem. E preciso aprender a viver momentos bons. Parece que a gente, ou pelo menos eu, desaprende a viver momentos bons, acreditar no outro, ter confiança, a se entregar, a acreditar que existe bondade nos seres humanos. E termina agindo igual a muitos. E deixa de ser bom. E não se permite amar e ser amado. É como eu disse a uma pessoa especial. Fechamos o coração e transformamos num ouriço, ou porco espinho. E, a melhor do dia, o marceneiro veio devolver o dinheiro. Ele não fez o combinado. Não chamei de desonesto. Mas disse que fiquei triste por ter confiado nele como profissional e ele ter me decepcionado. Sou tão chorona que já disse isso com os olhos cheios de lágrimas. Estava muito chateada, contrariada. Ainda existe gente honesta.

26 comentários:

Alisson da Hora disse...

Algumas pessoas me acusam de duro,franco, grosso. Talvez porque eu nunca tenha permitido fazerem com que eu engolisse sapos (só engulo os sapinhos do meu brejo particular)e sempre tenha rechaçado com veemência qualquer possibilidade de me vilipendiarem...Não significa que eu não reflita nos meus defeitos, me achando melhor do que os outros ou isento de observar o mundo e sentir piedade.Faço isso em silêncio. As lágrimas (já escassas) guardo-as para o meu quarto. Quase sempre somos acusados por sermos nós mesmos: se somos esquivos, somos chamados de desatentos, se somos sinceros, de grossos, se somos pessimistas declarados, de realistas (ehehehe). Se somos chorões, de desequilibrados. A autenticidade parece uma coisa a ser temida, algo a ser riscado do mapa por um falso sorriso padronizado em todos os rostos do mundo. Deveras, chore, seja chorona, sorria com a sua macaca. Saiba que eu vou sempre lhe compreender...

beijão!

Daniel disse...

Tá difícil de achar, mais volta e meia, se encontra alguém com honestidade e honra. Tem texto da Renata Rocha no O Arroto. Bjus.

http://so-pensando.blogspot.com

http://poetasreunidos.blogspot.com

edson marques disse...

Paula,

Chorei com você pela moça que ficou sem almoço.


Mas também ri, pela macaca que se apaixonou... e tem ciúme... rs!

Abraços, flores, estrelas..

Layla Lauar disse...

Amiga..não sou de muito chorar, mas tb choraria pela morte da criança..o marceneiro, não ia nem me estresar... quanto à moça entendi a sua razão, mas ..eu nunca, em tempo algum, por nenhum motivo, neguei ou nego comida a quem tem fome.

e também estou que nem a macaca..apaixonada e com ciumes..rss

beijos mil procê..

Só Eu disse...

E Gente sensivel como tu.
Adorei o texto e deixa-me confessar que choro sempre que emociono.
Beijinhos

sanfilipo disse...

vindo conhecer teu post, e ele é mesmo tudo de bom, Estou começando nesse mundo de blogues, vou aprendendo.
Sanfilipo

Maria Dias disse...

Oi Paula...

Passando aqui para agradecer a tua força lá no Avesso viu?Obrigaduuuu!

Beijão!

Maria Dias disse...

...Eu de novo após ler vc...Sabe Paula não sei o q acontece comigo nestes últimos meses ando sem conseguir chorar...Dependendo do assunto fico com o coração apertado mas nem uma lágrima cai.Não sei se é temporário ou algo dentro de mim endureceu...Acho q só o tempo vai dizer.Chorar é bom pq lava nossa alma e nos deixa leves e prontas para outra.

P.s.Será q meu coração se fechou?Não ainda nao estou na fase do porco espinho viu?rs...Mas já vi muitas pessoas assim e não é nada bom...A cada sinal de q o coração está pulsando novamente este coração espeta o q está dispertando-o pra vida novamente e por aí vai...Percebe como existem pessoas cada vez mais solitárias hoje?Sabe como isso se chama?MEDO.E quem tem medo não sai do lugar.

Beijinho querida

José Augusto Sampaio disse...

pra todos é bom ter a medida. a medida de dá e a medida de não dá. é assim que faço...

Tereza Freire disse...

O choro, assim como o sorriso nos transforma em seres humanos de verdade. É a expressão dos sentimentos, a prova de que ainda é possível acreditar nas pessoas. Aos poucos estarei voltando, amiga. Saudades.

sergio ricardo disse...

Paulinha... as grandes lições de vida estão nos detalhes que acontecem no nosso dia a dia e não valorizamos. Por tudo que vc disse só acrescenta o que tenho em pensamento: ainda acredito no ser humano! abraço e bj querida amiga.

Gerlane disse...

Com certeza que sim, Paula! É minoria, vamos ser realistas! Mas, meus anos vividos e transcorridos, entre uma grande diversidade de pessoas, têm me comprovado isto. E ainda te digo mais: costumo dizer aos mais íntimos, que me considero uma privilegiada, pois encontrei em meus caminhos mais gente honesta a me ajudar, do que o contrário.

Beijos, querida!

Peter Pan disse...

Terna Amiga:
Nunca chorou com o coração como um ouriço. Faz bem chorar sobre qualquer coisa que nos suscite o choro, assim como, suscite a alegria e a satisfação.
Digo-o a toda a gente: Também choro, mas tem que haver razões ou não haver. Choro. Pronto.
Dá alento à Alma. Dá alento ao seu já doce coração que não é um ouriço. É um maravilhoso e lindíssimo coração de princesinha.
Chore e não se incomode. Eu apanho as suas lágrimas e fico feliz transformando-as em pétalas de flores lindas, acredite?
Bj amigos de respeito.
Com consideração imensa.

p.pan

O Profeta disse...

Uma réstia de luz no crepúsculo
Uma súplica presa na brisa
Um caminho sem fim
Pela terra da tua lembrança


Convido-te a ver o diadema da Noiva do Mar

Boa semana


Mágico beijo

Everson Russo disse...

Sabe de uma coisa, quando Papai do Ceu criou o mundo com toda sua plenitude e beleza, criou oceanos, céu, estrelas, e tudo isso que vemos e não vemos, nos criou pra apreciar a obra, e é nessa hora que entramos, somos humanos, nos colocou defeitos, doideiras, erros, pobreza de espirito, olhares, sorrisos, mas talvez numa gotinha final de tinta em sua mais perfeita obra, o Criador colocou a sensibilidade, a percepção, o afeto, o amor, a emoção, e pode ter certeza, a gente que de vez em quando junta o lapis e o papel, os dedos e os teclados acabamos vendo mais colorida as coisas, senti tudo como voce narrou e te acrescento mais, já chorei com dialogos de filmes, ja me emocionei com a mesma cena mais de uma vez, enfim, somos isso, pura emoção, e como diriam os Titãs,"o acaso vai me proteger enquanto eu andar distraido", e é bem melhor sofrer emoções, do que gelar e nada sentir....beijos pra ti minha querida e sensivel poetisa...tenha uma maravilhosa tarde...obs....então gostou das fotos do zoo? e olha que eu sou um pessimo fotografo...rs...

Grace Olsson disse...

Paulinha, mutias vezes, a autenticidade custa-nbos tão cara....
mas ainda cultivo esse lado do que ser hipócrita.
Olha, nao te respondi email por que estou com problemas no GMAIL.Ler eu li. Mas...responder está dificil.Está salvo mas na hora de enviar dar problemas.Creio ser meu pczinho miúdo.
Mas peguei na LOayla, nao, o seu link. Eu jná tinha guardado.
beijose dias felizes
EU VOU TENTAR DAR UM JEITO DE ENTRAR NA NET LÁ DA ESCOLA...KKKKAMANHÃ, TENHO UMA HORA LIVRE LÁ..SEM A INSPETORA.....KKKK
BJS E DIAS FELIZES

Betho Sides disse...

Você deve ser uma menina bonita...? Mas com certeza por entrelinhas(que não são escritas!), percebo uma menina meiga, enamorada! Enciumada sim, mas quêm não é? Agora percebo que vc é uma pessoa abençoada pois , em Brasil do ano 2008, você Chorou, encontrou uma pessoa honesta e recebeu seu dinheiro de voltar...Larguinha hem? Beijos
Ps. De uma voltinha no meu novo espaço quando puder...
http://bethoside.blogspot.com

Karine Leão disse...

Paula,

Sou como vc, choro à toa se algo toca verdadeiramente meu coração... sim, ainda há gente honesta. Pena que o que sobressaia seja a parte negativa.

Mas fique bem, viu! Senti uma ponta de tristeza por aqui. Mande-a embora, ok?

Beijo Karinhoso !

Eärwen Tulcakelumë disse...

Querida Paula

Nossos questionamentos sempre são muitos, as vezes confusos...nos colocam a favor e ora contra...mas assim somos nós seres que caminham para evolução. É possível sim encontrar pessoas que como nós ainda tentam se manter honestos, corretos.
Aprendi, ao longo da minha jornada neste orbe, que atraímos para nós as pessoas que vibram dentro da mesma sintonia que vibramos.
Agradeço o carinho da tua estada em meu mundo, onde és bem vinda.

Pérolas incandescentes de luz, harmonia e paz.

Com carinho

Eärwen

Bandys disse...

Paula,
Já chorei muito...hoje so quando vale a pena ver o arco-iris!

Beijos

Quase Trinta disse...

Choro, sorrisos, a vida é assim...

Carlos disse...

são essas peças que fazem parte da nossa vida,os encontros e desencontros, as tristezas e as loucuras que preenchem a nossa existência .

Gostei desta sua abordagem

:)

Jardineiro de Plantão disse...

Menina chorona... Quem chora assim tem sempre um sorriso lindo.

Abraçoss

Dr. Fácil disse...

Alguns dias são assim mesmo. Estão carregados de sentimentos. Aquela repressa que numa hora a gente monta, noutra não resiste e transborda, né? Beijão!

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Paula querida
Existe sim, gente honesta!
Gente como você que tem coragem de chorar e dizer que chorou, que é humana, que acredita que comete equívocos...
Minha linda, não creia que são erros. Erro é quando a gente faz algo na certeza do que está fazendo. Nós, e tenho certeza quando digo nós, que nos desnudamos para os outros, que ousamos rir e chorar as dores alheias, cometemos equívocos, mas retornamos, analisamos, aprendemos, e seguimos, com novos propósitos.
beijos

O Sibarita disse...

Oxente e por que não chorar eis a questão!

Chorar é bem necessário e inerete aos seres vivos, se não chora não tem sentimentos, não tem bondade, não tem perdão!

E quem não chora, fia?

Ah eu tenho um medo retado desses que dizem não chorar...

Agora mesmo estou chorando pela autenticidade do seu belo texto e ai? kkkkk

bjs
O Sibarita