quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Imagem internet (Isabel Gomes da Silva)

Para viver a realidade
Danço
Para fugir da realidade
Danço
Se danço
Danço
Se estou saudosa
Danço
Se tenho raiva
Danço
Se estou realizada
Danço
Se estou cansada da vida
Danço
Se estou carente
Danço
Se quero contato
Danço
Se sonho
Danço
Se estou alegre
Danço
Se quero ficar alegre
Danço
Se estou triste
Danço
Danço para fazer a vida dançar
Com a dança aprendi que a vida sempre toca variados ritmos
E podemos aprender a dançá-los
Mas aprendi mesmo
Que dançando dou outro ritmo a minha vida

26 comentários:

Alisson da Hora disse...

e você me falou hoje que ia sair pra dançar...espero que tenha dançado efetivamente (e não no sentido pejorativo da palavra) e não somente no poema...

beijo grande

Vivian disse...

...que delícia de post! uma sugestiva arena de dança para que possamos levar a vida na sola dos pés...bjs menina de lindas palavras!

edson marques disse...

Paula,


Temos, mesmo!, que dançar a Vida!

Abraços, danças, estrelas..

Layla Lauar disse...

adoro dançar...e por 16 anos dancei nas pontas dos pés...

quando danço, espanto todos os meus demônios... minhas neuras, meus medos...

que sempre seja prazerosa a sua dança querida!

anderson eduardo disse...

Eu nao sei dançar nada.... mais mesmo assim tento.kkkkkkkkk,abração e tudo de bom

Camila disse...

AMiga... tô achando cada vez mais que preciso aprender a dançar!
Hushaushuasha
Beijos

Zek disse...

A vida nos da varios ritmos... e aí dançamos, as vezes sozinhos, outras tentando encaixar com o par, outras sem ensaio nenhum tem o encaixe perfeito... mas é só uma dança e nada mais, outros começam ruim e vamos melhorando nossos passos até ficarem perfeitos.. outras danças é legal ficar separados para cada um se sentir a vontade de fazer o movimento que quiser... mas se puder nunca pare de dançar!!!


Beijos!!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Oi...

Lindas palavras!!!

Gerlane disse...

Ah!!! Gostei de tua "rota de saída" pra todos os momentos, Paula!
Admiro-te! És uma mulher com iniciativas!

Beijos e bom fim de semana!

Sol da meia noite disse...

Surpreendente a profundidade destas palavras...
Tão bem sabes encontrar a saída deste labirinto que é a vida...!

Vou deixar convite via e-mail.
Vai ser um gosto a tua presença no meu Sol.

Beijinho *

Everson Russo disse...

E assim vamos harmonizando nossa vida, com a dança, tanto aquela que balança o nosso corpo quanto aquela que balança nosso coração, e é essa que nos leva a bailar na lua, em galaxias distantes, a pairar pelo ar, sobrevoar as ondas do mar, olha ele ai, rs...engraçado, voce me fez ver algumas coisas que realmente eu nao via, nem me tocava que falava tanto de mar, sem te lo por perto, talvez falando de mar eu falava da distancia inconsciente, tá vendo? por isso sinto sua falta quando não vem, perco minha tradutora..rs..rs..e incentivadora, e hoje voce foi longe mesmo,engraçado,Castelos de Areia veio assim num passe de magica, saiu letra e musica tudo junto, eu sou um critico severo do que escrevo, mas acho que ela ficou redondinha no cantar,e gostei de voce ter me pego em contradição com relação a perfeição, tá vendo? tem jeito não,quanto mais a gente escreve,mais a gente tenta chegar perto, e mais a gente se distancia, concorodo contigo,o poeta não mente, ele sonha, no maximo ele omite a realidade pra esconder a dor, ou ao contrario, desnuda a dor invertendo a realidade, sei lá,o mais gostoso do escrever é o interpretar de quem le, "tudo é perfeito e não tem barreiras" se refere ao sonho, as ondas, a viagem, a magica da poesia, resumindo, a historia é perfeita,os personagens que não são..rs...rs...é a vida.Quando voce diz que o Livro transpira minhas poesias eu tenho que te agradecer por isso,voce foi uma das incentivadoras pra eu postar mais as minhas que de outros, como ja te disse em email, hoje com as atualizaçoes devo estar chegando aos 350 titulos,tem coisas que nao valem a pena,mas em alguns casos,acredita nisso? os leitores salvam algumas...rs...agradeço de coração o carinho e o incentivo, e agora,quando voce tiver um tempinho, me prestigia no Recanto das Letras, tó lá tambem exibindo minhas loucuras,é facil me achar,basta procurar Everson Russo...beijos pra ti, um lindo final de semana de amor poesia e paz...

vanessa lopes disse...

ahhh, eu juro q eu li, mas a imagemmmmmmm
aahh imagemmm
adorei.

bju

Homero, O Tosco disse...

O termo "dançar conforme a música" é valido para algumas situaçõs com as quais nos deparamos pela vida.

Na real sou um péssimo dançarino, tatalmente sem rítmo.

Abraços.

João da Silva disse...

Lindo! E me fez dançar ao ritmo maravilhoso dos seus versos e de suas metáforas.
Beijos!

Maria Dias disse...

Estou viajando...mas nao resistir há dar uma olhadinha.Adoro dançar...Amo música!Pena q dance muito pouquinho!rs...

Bela e envolvente poesia!

Beijo!

Maria

Landinho disse...

Ela dançou!

Beatriz disse...

De pleno acordo com esta teoria. Também adoro dançar e faço da dança um meio de (re)estruturação interna.

Fica uma orquídea lilás enfeitando teu final de semana e um beijo de carinho no coração.

Fernando Rodrigues disse...

Que maravilha,parabéns.
bjus
Fernando

EternaApaixonada disse...

Esse ritmo, Paula, é que move o mundo...
E nas lindas palavras do seu poema, me vi dançando nas estrelas!
Mais uma vez saio daqui mais feliz!
Tenha um ótimo fim de semana!
Beijos da Helô

PS: Não sei se consegui deixar anteriormente o selo para você, aqui está:

http://i145.photobucket.com/albums/r219/Mineira51/SETEMBRO_08/premio_blogstar_da_net.jpg

Um dos blogs Estrela da Net!

Lilith disse...

Acho que a própria vida, em si, é uma dança deliciosa, com variados ritmos...

Muito gostoso de ler esse post!

Bj imenso

GUILHERME PIÃO disse...

Concordo, temos que dançar para tentar dar um baile nesta vida...ehehe
Abraços

vilminha disse...

Nossa Paula me fez sentir saudades da época em que eu vivia pra dançar e levava a vida na dança, de segunda a segunda, tempo bom. Nossa! e o meu par de dança este então foi insubstituível. Agora dançar mesmo muito pouco, ainda amo dançar, mas a saúde não permite. Suas palavras são lindas, e como sempre me deixam feliz e saudosa ao mesmo tempo. Beijos e um ótimo final de semana, beijos com carinho e saudades na Lari.

Jardineiro de Plantão disse...

Desaprendi de dançar o tango... que tal um fox... Dançar rejuvenesce a vida,

Abraço

O Sibarita disse...

Fia, me diz o que vou fazer da minha vida agora? kkk

Não sei dançar, o que faço, vai diz-me! kkkkk

A vida é uma eterna dança e dança quem sabe... Eu dito o ritmo! kkkkk

Meu Deus eu tenho quase uma hora no blog dessa criatura e ainda não terminei todos os comentários, também, kkkk ela posta demais, fazer o que? kkkk

bjs
O Sibarita

tossan disse...

Dança

Quero dançar,
Eu danço sempre.
Eu danço sim...
Quer dançar comigo?