terça-feira, 9 de setembro de 2008

 Emoção, emoção Alguém escreve emocionado. Fala com o coração. Se desculpa, acha que pode ser a carência. Alguém lê, se emociona, imagina, deve ser a carência. Outro escreve, diz o que pensa. O outro chora. As lágrimas escorrem sem pedir licença. Se questiona. Será carência? E assim segue o dia. Várias emoções. Para alguns, sentimentalismo em excesso. Para outros, falsidade, fingimento. Num mundo onde matar está se tornando corriqueiro. Um ato que faz parte do dia-a-dia. Uma banalidade. Emocionar-se, com belas palavras, o pôr-do-sol, a lua cheia, uma criança sorrindo, um beijo apaixonado e outros momentos, pode parecer ridículo, ou até feio. Ou ser carente. Num mundo onde se fala viver o momento, como sinônimo apenas do prazer pelo prazer, do instinto, do descartável. Onde confunde-se viver o presente, com descartar o passado, querer ignorar toda uma vida. Ou viver o presente, sem responsabilidades, sem querer assumir que pode existir um futuro. Nesse mundo, emoção passou a ser supérfluo, ou coisa para os carentes. Emocionar-se assusta. Não é para todos. Emocionar-se é prolongar o momento. É envolver-se. É sentir falta dos momentos bons. É estar vulnerável a sentir saudade. Por isso, é mais fácil dizer que se vive o momento. Na urgência de se querer viver o momento pelo momento, se perde de viver o momento com intensidade do ser, com qualidade, com o sentir. O slogan de viver “o momento”, banalizou-se, assim como se está banalizando as maldades, as crueldades, a morte. Talvez, os que digam viver o momento, nessa concepção simplista, não percebam que estão seqüestrando a emoção, matando o respeito, trucidando a dignidade. A sua e a do outro. Viver o momento, requer muito do ser humano. Requer a integridade do ser, do estar presente, do deixar vir a ser. Com suas fortalezas e fragilidades. Com a sensibilidade. Com emoção.
 

33 comentários:

Paulo R Diesel disse...

Emocionar-se e ter a sensibilidade de descrever esta emoção assim como descrevestes, não é pra qualquer um.

Beijo Paula. Gostei muito

Alisson da Hora disse...

eu não gosto muito desse lance de "viver o momento". Acho superficial. Para mim, uma vida inteira é o momento. Então vivo uma vida cada dia.

pode ser besteira, mas...

beijos e saudades, mocinhas...sumiu...

Thiago disse...

Muito bonito e sensivel.Teu blog vai na alma.
Thiago

sergio ricardo disse...

Vc disse grandes verdades Paulinha. Existem posts de amigos que nos comovem e emocionam, choramos ou rimos ao mesmo tempo, mas que são importantes para avançarmos no caminho que cada um procura e acredito ser o único: a felicidade. O Lanceiro é um poeta dos melhores da blogosfera. Abraço e bj querida amiga! to legal sim tá... bjs

lugirão disse...

Eu me emociono com tudo e choro muito também , isso já chegou até a atrapalhar, pois as pessoas confundem sensibilidade com fraqueza, o que não tem nada a ver, pois sou muito forte.

beijos

Jarbas disse...

muito bom esse texto.
carência é uma das coisas mais terriveis do mundo, e mais profundamente bonitas.

quando eu estou naqueles dias de "ninguém me ama, ninguém me quer" escrevo cada texto, só deus!

adorei o blog.
beijos.

Inside Me disse...

te vi tb morrendo de rir no amores de lilith, resolvi vir aqui dá uma conferida e adorei ^^, gostei da forma que vc dispõe as palavras... bjs meus, yzy

Everson Russo disse...

Eu penso que nós,pobres mortais,loucos e com sentimentos conflituosos vivemos cada segundo da vida um pouquinho de emoção, vivemos emoção quando damos o sinal ao onibus fora do ponto e a emoção de chegar a tempo,rs,,vivemos a emoção de vencer o desconhecido rival do carro ao lado deixando o parado no sinal, vivemos a emoção de um bom dia dado com carinho, vivemos a emoção de tentar escrever alguma coisa relacionada ou nao com o amor, ou a perda dele, vivemos a emoção de todos os dias ao sair de casa podermos observar a natureza, agradecer a Deus cada segundo disso, eu penso que nosso dia a dia é uma prateleira de emoções, algumas talvez no leve a mais suspiros, outras não, e dentre essas emoções temos o mar...rs...que voce diz se encantar tanto por eu usa lo, realmente sou fascinado com a poesia que ele traduz, não sou um leigo total, já molhei meus tornozelos nele num ato extremo e radical,uma vez que nado tão bem quanto um machado sem cabo..rs..rs...rs...mas dentre tantas coisas que me chamam a atenção nos canais Discovery,Animal Planet e National Geographic, adoro as materias que exploram aqueles oceanos profundos,onde a vida é quase impossivel...rs...acho um misterio profundo, e talvez a minha fixação no mar seja uma tradução da distancia geografica dele ser a mesma do amor ao coração...sei lá...tenha um lindo dia de paz e muito carinho...beijos carinhosos a ti...

Cadinho RoCo disse...

Preciso sentir seu abraço já aqui agora porque dessas palavras você não poupou exposição do seu encanto. E ainda que fiquemos assim assustados não temos como reter dizer da nossa emoção afeto puro que precisa sair transpirar ser o que somos nele com ele. E do seu calor aí sim é que corpo transpira com mais intensidade na tradução de sentimento que então transmite a nós afinidade de identidade a permitir que nem somos tão estranhos assim a esse mundo por vezes tão hostil.
Cadinho RoCo

vanessa lopes disse...

muiito bommm mesmo...
adoreii
origada pelas suas visitas...
to adorando, e tu devias vir no sábado...
3 horinhas só...

Lilith disse...

Sabe, gostei D+ do seu comentário lá no Amores. Fiquei felizona ao ler.kkk

Me identifiquei demais com esse post.

Eu sou uma pessoa, que como diz meu marido, nasceu com hipertireoidismo nas glandulas lacrimais!kkkkk

E eu nem ligo.Choro mesmo. Mas sempre de emoção. Tudo toca meu coração com intensidade. As dores alheias, e as belezas e delicadezas do mundo e do ser humano. A inocencia das crianças.Tudo. O mundo me emociona, pq eu morro de tesão pela vida!

BJ IMENSO

P.S-amei a foto no cabeçalho.Da até alegria olhar pra ela! LINDISSIMA. Parabéns

pin gente disse...

eu sou pela emoção. pela boca à flor da pele ou o coração na boca. choro, rio a chorar, choro a rir, rio...
passa tudo pela pele.
um abraço
luísa

Antonio Ximenes disse...

Pensar com o coração é mais sofrido;
Traz mais dor do que o prazer do riso;
Pensar com o coração é mais
humano;
forma a índole de quem se diz teu amigo.

Eu prefiro viver cercado de seres doidos com o coração aberto.

Estou contigo.

Abração.

Quase Trinta disse...

como diz a canção, se chorei ou se sorri o importante é que emoções eu vivi...

Bandys disse...

Paula,

Maravilhoso!

Beijos

Alisson da Hora disse...

ei, psiu...respondi ao seu comentário lá no blog mesmo...você é fogo...

beijo

Negâ disse...

OI, Flor! Lindo texto, eu me emociono muito.
Muito obrigada por ter me apresentada a Layla, muito feliz ela arrumou meu cantinho.
Vou te linkar, adorei muito te conhecer.

Beijossss :D

elane rebello disse...

temos q nos q nos emocionar, viver os momentos mesmo, mas como vc disse, respeitando o outro, nao banalizarmos o q sria viver o momento!!!
lindo o poema do seu amigo tb!!!me emociono sempre!!
bjao!!

Zek disse...

Se emocionar é como respirar, para quem está vivo .... chorar é lavar a alma, nem sempre se chora de tristeza.
Eu ja me emocionei ouvindo musica, olhando paisagem, preso a minhas lembranças, meu coração é minha perdição... e ja me emocionei por aqui, sempre que tuas palavras me remetem a lembrança!!!


Beijos

Betho Sides disse...

Falar sobre emoções é sempre dificil, pois trata-se de um sentimento único e que poderá acontecer, por qualquer coisa, uma leitura, um blog, um olhar, um carinho de outro ser humano ou de um animal! O olhar de uma criança,o lamento de um pedinte, um parabéns, um beijo, o dizer "te amo". Enfim emocionar-se é livre, mas os motivos são tantos como os momentos, você poderá ter muitos momentos mas nem todos serão bons!

Nanda Assis disse...

todos os bons sentimentos nos deixam tão sensíveis capaz de perdoar,aceitar o errado e outras várias coisas que antes condenávamos, vc falou bem de sensibilidade, sentimentos, emoções...
concordo com vc!
bjossss...

Jardineiro de Plantão disse...

Sabe o que é ter um nó na garganta... vá ouviu esta expressão?...

Pronto eu fiquei assim.

Abraços

Humor Alimon disse...

As emoções, quando sentidas com toda totalidade da essencia fazem um dia valer mais que uma vida.

Simplesmente perfeito seu blog, vc sabe bem como usar as palavras, sabe escolher os poemas certos, vc é uma escorpiana que percebe a mudança do mundo e sabe o valor dos sentimentos que fazem a nossa vida ter o sentido verdadeiro.

Tenho orgulho de ti apesar de não te conhecer.

Beijos

Faell

Karine Leão disse...

Emoções que afloram verdadeiramente dão sentido à vida!

Beijão Karinhoso!

Karine Leão disse...

Emoções que afloram verdadeiramente dão sentido à vida!

Beijão Karinhoso!

edson marques disse...

Paula,

Um texto bem escrito, bem fundamentado. Respeito a tua opinião. Mas, como viver outra coisa que não seja o momento?

Como viver o século?

Como viver "um grande período de tempo"?

Como viver o futuro?


Suponho ser possível exatamente só isso: viver o momento.

O resto nos escapa, inexoravelmente!

Eu vivo apenas o momento, mas com emoção, com profundidade, com intensidade.


Eu não sei, nem posso, viver períodos maiores do que o momento.

Alguém sabe, ou pode?


Abraços, flores, estrelas..

Pedro disse...

É sempre bom ter esses registros bem marcados, eles servem de alimento.

bossa_velha disse...

nem me fale dessa tal sensibilidade...

João da Silva disse...

Lindas as suas palavras, lindo o poema final. Adorei tudo.
Beijos carinhosos!

paupratodaobra disse...

gostei do teu espaço.vou ler os outros.

vilminha disse...

Oi paula, Gostei muito desta emoção e tem gente que realmente não se deixa, não se permite sentir emoção. muito bonito este poema do lanceiro, mas não lembro de tê-lo lido antes, mas muito bom os dois textos. Parabéns aos dois que tens a minha estima. Beijos e uma ótima sexta.

O Sibarita disse...

Ai Deus do céu! kkkk

Tô MOCIONADO! kkkkkkkkk

Mas, é isso, a sensibilidade e os momentos vividos e até os não vividos estão mesmos banalizados, canibalizados. kkk

É chic isso fia dizer das emoções... Da ibope! kkkk

bjs
O Sibarita

O Sibarita disse...

Ai Deus do céu! kkkk

Tô MOCIONADO! kkkkkkkkk

Mas, é isso, a sensibilidade e os momentos vividos e até os não vividos estão mesmos banalizados, canibalizados. kkk

É chic isso fia dizer das emoções... Da ibope! kkkk

bjs
O Sibarita