quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Os pés e o mar....

Pés que caminham com emoção. Trazendo emoção. Foram chegando, pisando devagar. Cuidadosos. Deixando a sua marca. Caminham silenciosos, falam pouco, dizem muito através dos atos. Andam pensando.... O mar toca os pés e volta. Com admiração, mas com muito cuidado também. As espumas de carinho abraçam cada caminhar dos pés. Mas os pés queriam um pouco mais, pediram ao mar um beijo. O mar sorrindo beijou os pés e enviou energias boas. Os pés retribuíram com mais carinho, atenção e o próprio pensamento. Os pés caminham por caminhos que eles desconhecem. Nem eles conhecem o mar, nem o mar se conhece, nem conhece os pés que por sua margem caminham. Pela areia flutuam, pisando leve, mas imprimindo em cada canto o seu encanto. Observando o mar e sendo observados. Deixando algumas marcas que as ondas não conseguem apagar. Seguem, caminhadas paralelas, alguns interesses comuns, vidas distantes, cada um com suas belezas, seus mistérios, mas que um dia se sentiram na alma tocados. Mar e pés.....olhares, pensamentos, emoções. O silêncio da magia. O encanto que os olhos vêem. Os pés e o mar....caminham no seu tempo.

33 comentários:

anderson eduardo disse...

Lindo querida... muito boa imagem e texto... nesse mar eu caminharia sem tempo e sem direção... bom final de semana

Alisson da Hora disse...

lembrei-me das músicas do Caymmi...sentir a salsugem no vento, a espuma nos dedos...e a imensidão à nossa frente...

beijo

Paulo R Diesel disse...

Marcas, muitas marcas.
Apagará, o mar, as marcas, os rastros deixados na areia?
Só o tempo, só o tempo...

JAZZ-MIM disse...

queria morar perto para colocar os pés no mar...

Luciana Andrade disse...

Em todo silêncio há um pouco de magia e em toda magia um pouco de silêncio...

Cadinho RoCo disse...

Vontade de louca de, com o cão Jota, caminhar à beira do mar.
Cadinho RoCo

Vivian disse...

...os pés e o mar.

sintonia perfeita entre sentir e tocar...

as ondas que tocam os pés
que sentem as ondas tocar.

bjs

tossan disse...

Um momento lindo como este só teu...Vc está escrevendo muito bem!
A foto é muito linda! Segue as paralela. Bj

edson marques disse...

Paula,

a alternância entre os pés torna-os mais interessantes.


Teu comentário de hoje no blog Mude está misterioso!



Flores e estrelas..

Layla Lauar disse...

e que nesse caminhar de pés na companhia do mar..surjam mais escritos belos como este seu de hoje.

Não respondi seu email porque quero enviar algo procê ver... que ainda não está pronto, ou do jeito que eu quero que fique... mas estou e vou ficar bem... pode acreditar!

beijos e obrigada

Anônimo disse...

Paula querida, passei para ler suas lindas poesias, como sempre maravilhosas, e seus textos reflexivos...este do mar então,está maravilhoso!continuo admirando demais a forma como escreve e se expressa,provando uma vez mais que sua presença na blogosfera é poética e nescessária, trazendo-nos um pouco de paz, reflexão,meditação...parabéns!Saudades muitas de todos,hoje estou fazendo visitas aos amigos e desejo á voce um lindo e maravilhosos final de semana!
walk on forever,monicavox

Juliana Lira disse...

Oi Paula

Caminhar pelo mar,deixar as marcas na areia refletir ouvir tudo o que o silêncio tem a dizer...perfeito!


Beijos ju

Camila disse...

Amo o mar... e sinto por morar tão longe dele!
Amei a fotoooo!
Beijo

Thiago disse...

Gosto de apreciar o mar de longe quando posso :)

TODO NOSSO disse...

Q lindo,vc fez um paralelo maravilhoso, o mar,o sentir,o amor,desconhecido, mistérios...Divino Paula, como sempre,eita menina arretada!!!
bjss e uma sexta maravilhosa a vc!!!
*Lane

Homero, O Tosco disse...

Dessa vez você se superou, muito bom mesmo.

Abraços.

Bandys disse...

Paula,
Lindo,
Tenho uma ligação com mar fortissima...

Beijos

Sol da meia noite disse...

Quanta beleza e profundidade neste texto!
Pés que à beira mar rasgam o desconhecido...

Beijinho *
:-)

Maria Dias disse...

...Palavras voam com o vento.Prefiro mil vezes atitude(os atos)as palavras soltas...

Adoro o mar e os desenhos que os pés fazem na areia...Bonito isso...

Beijinho Paula...

Everson Russo disse...

Pés que caminham furtivamente pela areia da praia e vão registrando na memoria um caminho de paz, onde são acolhidos pela emoção do mar, olha ele ai de novo, pés que nos guiam em nossa caminhada a lugares infinitos distantes, jornadas de sonhos, pés que nos levam ao nosso amor, que nos ajudam a caminhar juntos...e que façamos a cada dia em nossas historias o melhor caminho, e que nesse melhor caminho tenhamos dois pares de pegadas...
Eu sinceramente não sei, ando meio perdido, ontem depois de um corre corre danado, sentei me ao computador e decidi,vou escrever algo novo pro post de amanhã (hoje), digita daqui e dali, e nada util, parece que o solo antes fertil do jardim da poesia secou, então fui no cd chamado "bau do livro" rs...e buscando daqui e dali, deparei com o que eu chamo de "aquilo", não queria estar me sentindo assim, mas é novo e real, e escrevi em 2002, ou seja, nada mudou, só o numero do ano..rs...estranho, a gente busca pela felicidade e ela corre da gente, pe apego muito na Biblia e a felicidade é Jesus, essa eu tenho sempre, e não era pra faltar nada mais, mas vez em quando aparece um vazio enorme e estranho...desculpe estar aqui falando do meu post, é que achei muito interessante seu comentario,e concordo, me parece as vezes que a felicidade que procuramos é uma utopia...beijos pra ti minha doce poetisa, um otimo final de semana cheio de amor, mar, e poesia...e voce viu o comentario da Monica? acho que ela ta perto de voltar....

Zek disse...

Caminhando na praia sem pensar no percurso percorrido ou na distancia do objetivo... apenas caminhando, deixando o " ar me respirar" e " mirando a mente em algo producente".. , deixando ser olhando por este céu... deixando meus pés me levarem!!

PS: no meu post eu so coloquei a demanda, mas nao me precocupei em arrumar desculpas rsrsrs afinal..
a tardinha tem post novo.

Beijo

e eu adorei a sua caminhada na areia.

Quase Trinta disse...

Lindo texto, me deu uma vontade de caminhar na areia agora, na beira do mar........

Paula obrigada por suas palavras sempre tão carinhosas e incentivadoras lá no meu blog..

beijos e bom final de semana

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Olá Paula,

Obrigado pela visita e por ter postado os comentários.

Gostei do jeito que você escreve, parece que as idéias vêm em turbilhões e que os dedos se esforçam para acompanhar e grafar.rs

Que namoro legal esse do mar e dos pés, hein! Tudo muito sutil, mas objetivo. E que bom esse lance das marcas não poderem ser apagadas, afinal são troféus da vida real.

Quanto às fotos, são minhas, sim. Estou tentando esse negócio de escrever e fotografar. Mas quando vejo o que vocês escrevem e fotografam, uau, fico um pouco constrangido; mas feliz por acessá-los.

Apareça sempre!
Um beijo!!!

Peter Pan disse...

Genial e Maravilhosa Amiga:
Um texto em prosa/poética surpreendente. Que encanta e maravilha.
Revela uma sensibilidade criativa fantástica. Admirável.
"...Observando o mar e sendo observados. Deixando algumas marcas que as ondas não conseguem apagar. Seguem, caminhadas paralelas, alguns interesses comuns, vidas distantes, cada um com suas belezas, seus mistérios, mas que um dia se sentiram na alma tocados..."

Icrivelmente lindo. De maravilhar e enternecer.
Como é uma pessoa tão doce e magnífica de bem.
Admiro-a, sabe?
Beijinhos Grandes de respeito, estima e muita consideração.
O que escreve "preenche".
Fascinado e encantado por tanta maravilha que jorra de si e do seu sensacional Ser.

p.pan

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

A Layla é mesmo um anjo, não?
Queria poder dizer mais... mas só saiu aquilo... ainda bem que vc gostou.
Andei meio suymida, foi como escrevi, meu dia carece de horas, mas agora estou colocando minhas leituras e visitas em dia...
Aquele seu poema sobre o mar... eu mergulhei uma vez... e nunca mais emergi.
beijo e bom fim de semana

Betho Sides disse...

Ah Paulinha...Um dia braba, indignada, outro dia...pura, poetiza apaixonada! Excelente. Beijos e volte sim...

Késia Maximiano disse...

Quanta delicadez.. Lindo lindo!
Bjs

Colibri disse...

oi Paula,

Também não te conhecia... Vim agradecer sua visita e carinho deixado lá no meu cantinho...

Sem o mar não sei como viveria... Não concebo sequer viver longe do mar... Deixar de poder frequentemente sentir a sua brisa e o seu cheiro de sal, de algas, de iodo... hummm... delícia...

O mar oferece-me muita inspiração também... pesco muitas ideias nele...

Tenho um poema no meu blog que fala de estar perto do mar em plena felicidade... Se quiser ler, é só clicar em Castelos de Areia... É um dos poemas que mais me deu prazer escrever...

Beijinhos
Colibri
------
Meu último post… Sonhar em Kalandula...

Meus blogs...
Colibrir as Emoções
Traços de Angola

GUILHERME PIÃO disse...

Lendo este texto imaginei...
O mar minha mulher e eu os pés...tão diferentes mas juntos a muito tempo...
Abraços

Márcia(clarinha) disse...

esse contato é mágico, pé e areia, sensação maravilhosa de liberdade.

lindos dias,flor
beijos

Pedro disse...

Senti saudades do mar...

Gerlane disse...

Que lindo, Paula!
Despertou-me boas sensações este teu texto!

Beijos te deixo!

O Sibarita disse...

É né fia? kkk Oi as areias e o mar de Jauá que o digam dos meu pés, das minhas pisadas! kkkkkkk

É só os pés, é? kkkkkkkk

Muito porreta o texto, sempre...

bjs
O Sibarita