sexta-feira, 24 de outubro de 2008

 Que mundo é esse.... Um faroeste das emoções. Bang-bang de desejos jogados ao vento. Desenfreados. Cada um sacando as armas que tem para seduzir. A roleta russa do salve-se quem puder. Do assédio encantador de um mundo não palpável. Balas perdidas, tentando acerta os alvos da carência alheia. Derramam-se belas palavras num oásis de ilusões. Pessoas fantasiadas conforme as necessidades do folião. O baile continua... A entrada é a curiosidade. Tiram-se e colocam-se máscaras. Usam-se fantasias conforme o desejo exuberante. Aos passos da música que toca na imaginação. Alguns dançam. Outros voam. Lança perfume fragrância desejo. O baile continua..... Razão não combina nesse mundo onde reina a emoção. Salve-se quem puder.


28 comentários:

anderson eduardo disse...

Uma terra de ninguem... faroeste.... abração e bom texto...

sandra disse...

vixi menina,que blog é esse.....
daqui de longe sinto o cheiro desse marzão da foto e o frescor das suas palavras se misturam numa dança sugestiva e brasileira .
como é que pode pessoa dessa qualidade caber tanta criatividade...de onde vem tudo isso ...será genético??ou inspiração divina....acho que tudo isso junto se revela e desperta em vc Paula a vontade de viver e escrever
Eu tenho tb a necessidade e a curiosidade de conhecer tudo que me rodeia.....
Tive o prazer de te conhecer através da Renata-"AMORES DE LILITH"alias pessoa de tamanha grandeza......
fica aqui o meu desejo de um excelente dia pra vc.....

SANDRA

Cadinho RoCo disse...

Esta lei do salve-se quem puder é assustadora.
Cadinho RoCo

Betho Sides disse...

Este baile é a vida de todos nós, mas concordo com o Cadinho...Assustador. Beijos linda Paulinha.

Poeta Mauro Rocha disse...

FAROESTE CABLOCO!! Que país é esse!!!

Um ótimo fim de semana!!

Paulo Palavra disse...

emoção x razão
ninguém nunca vai encontrar um final pra essa história, né?

Recanto de Sonhos disse...

Acho que deve ser 'perca-se quem quem puder'...
Obrigado Paula pelas suas visitas e suas doces palavras no recanto.
Que bom que seu amigo está bem!
Beijos.

Luiz Caio disse...

Oi Paula! Bom Dia!
A meu ver, você não transformou meu comentário em um post... E sim, se inspirou nas palavras, e criou este excelente texto que nasceu em você, e é completamente seu... A mim cabe a alegria de ter dito algo aproveitável!rsrs

FICOU MUITO LEGAL O TEXTO... PARABENS!

BEIJOS.

Luiz Caio disse...

Paula, o texto está ótimo realmente... Mas agòra me bateu uma dúvida... Éra este o texto ao qual você se referia, ao ter me dito que transformou um cometário em um post?... Fiquei confuso!

BEIJOS

Ricardo Rayol disse...

o baile continua, no ultimo dia de pompéia

Vanessa Lima disse...

Palavras sabias...

E q mundo é esse em???

Q vivemos baseados na tal lei do "Salve-se quem puder..."

Bjos, linda e um belo dia!

*tossan disse...

Essa Tua nova inspiração te faz bem! Muito boa narrativa. Parabéns. Bj

João da Silva disse...

Quanta verdade e quanto prazer aqui, de ler você, querida.
Beijinhos carinhosos do João

TODO NOSSO disse...

a razao e a emoção,só combinam na canção, pois se formos analisar a razao pq exisitmos,a emoção q sofremos,q vivemos,nao ha uma explicação concreta, apenas emoção,por isso primo sempre em viver,viver,com direito a tristezas
revoltas, dúvidas, perguntas,mas viver sem procurar razao , pq nao há outro jeito,o mundo é lindo,os caboclos é q fazem muita coisa errada ...gde abço Paula, o Sergio ta preguiçoso, qer escrever nao,tao cedo,
ta curtindo o filhao dele,pensando na vida, resolvendo umas pendencias profissionais, descansando,mas fikeio uma fera com ele,pq acabu com o blog assim,de uma vez, mas imagino o pq, respeito, fazer o q, né, mas com certeza, ele voltará, qqer hora ele deixa um post no todo nosso!!
bj e tenha um fds lindo!!como vc!!

elane

Everson e Izi disse...

Enquanto levarmos pra o lado da desonestidade viveremos em terra de ninguem, claro que uma hora, fantasias acabam e mascaras caem, o melhor mesmo seria sacarmos a artilharia do amor e gastarmos toda nossa munição pra atingir o coração e a alma das pessoas, atingir em paz, amor, poesia e encanto, viveriamos num mundo bem melhor, hoje, ainda utopico, mas quem sabe....beijos no coração, tenha um lindo final de semana cheio de amor e muita paz, quanto ao comentario que trafegou de um blog a outro, meus advogados entrarão em contato contigo, e juntos tomaremos as melhores medidas juridicas cabiveis ao assunto....rs...rs...rs...que baboseira, tem nem que perguntar, deixo meus comentarios aqui de coração, são seus, leve os pra onde e pra qual galaxia quiser....rs...rs...agora tenho que ir no seu outro blog pra saber o que foi que eu escrevi que mereceu ir pra lá tambem...rs...rs...

Camila disse...

Eis o mundo que vivemos!
Terra de ninguém.

Senti falta de uma fotografia sua... rsrs

Que bom que seu amigo está bem!
[torcendo por ele aqui tbm]

Beijos

Layla Lauar disse...

salve-se quem puder ou quem quiser... eu não quero me salvar...a ilusão faz parte e como bem disse a Clarice Lispector "eu quero uma verdade inventada"

adorei seu texto!

beijos

Homero, O Tosco disse...

É isso aí terra sem lei,
Os pistoleiros estão meio ruins de pontaria. E os alvos móveis de mais.
Ninguem acerta.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Paulinha, tudo em que tocas ou escreves, tornam-se infinitas!... Bom fim de semana...Beijinhos de carinho,
fernandinha

Bandys disse...

Paula,

Como diria Cazuza, Brasil mostra a tua cara...
beijos

Jeanne disse...

Eu penso que deve prevalecer a razão sempre, atá pq não exclui a emoção, apenas dá uma seguradinha para que a gente não se perca...
quanto ao restante do teu post, só posso concordar com tua análise, esta é a vida de cada um de nós.
Beijos :)

Márcia(clarinha) disse...

"Socorro, não estou sentindo nada
Nem medo, nem calor, nem fogo
Não vai dar mais pra chorar, nem pra rir
Socorro, alguma alma, mesmo que penada
Me entregue suas penas
Já não sinto amor, nem dor, já não sinto nada..."

Ele vai pra casa amanhã? Boa notícia!

lindos dias flor
beijos

edson marques disse...

Paula,

teu texto de hoje deixa claro que a vida é uma dança.


E que deve ser livre para que se mantenha.



Abraços, flores, estrelas!

Daniel disse...

Aquela música, "ninguém é de ninguém" é meio que o espírito de hoje em dia. Há um lado muito bom, que é a liberdade sexual, contudo, há também um mar de solitários sem fim, pois já não é via de regra apostar uma relação. Se temos sexo, queremos amor e vice-versa... Vai entender! rsrs. Bjus e bfs.

http://so-pensando.blogspot.com

Nanda Assis disse...

de todos que li talvez este seje o melhor texto seu na minha opinião.
cheio de verdades.

bjosss...

Sol da meia noite disse...

Um mundo de atropelos, minha amiga.
Uma correria sem rumo definido.

Tanto dou por mim a pensar no que aqui escreveste... que loucura!

Estou feliz pelo teu amigo.


Deixo-te um beijo *
Um sorriso :-)))

Poemar disse...

Ah! Companheira blogeira,

Ainda sou careta: atiro num alvo só!

Beijos!

Jardineiro de Plantão disse...

Um bailarico de emoções, a banda toca e os dançadores se vestem, despem e se mascaram na calada da noite.

Texto muito bem conseguido... quiçá germinativo para alguns.

Abraço