domingo, 16 de novembro de 2008

Até quando o mal vencerá o bem?

Por todos os blogs fechados. Por todos os que fecharam os braços diante das maldades alheias. Podaram as asas da criatividade, da imaginação, da sabedoria, do direito de expressão. Não se intimidem diante do mal. Por mais cruel que ele possa parecer. Por mais que lhe faça sofrer.
Até quando o mal vencerá o bem? Já tentei escrever esse texto várias vezes e não consigo colocar minha idéia e meu sentimento claramente. Tristeza. Indignação. Repúdio. Até mesmo raiva. Nojo. Não sei qual o sentimento que me toma nesse momento. Talvez todos. Pensam que vou falar de assassinatos, estupros, balas perdidas, assaltos, roubos, crianças morrendo, brigas de guangues nos morros e outros? Sim, vou falar de tudo isso no mundo virtual. Hoje e durante esse mês, tive a tristeza de ler blogueiros se despedindo por causa das diversas violências sofridas através dos comentários. Tem de tudo. São pessoas roubadas nos seus direitos de escreverem o que pensam. Furtadas da sua imaginação. Estupradas, violentadas na sua liberdade de expressão. Brigas de egos, de ideologias, de vaidades. São balas, vindas de pessoas perdidas, sem noção do respeito com o outro. Que invadem espaços, não para construir, mas para destruir. Errar faz parte do ser humano. Também erro, no dia-a-dia, da vida real, e na virtual. Mas estamos aqui para fazer uma corrente do bem, elos de crescimento emocional, espiritual, para aprender, nos divertir, assim penso. Não para ir no blog do outro para insultar, dizer desaforos, ou agredir. Penso que podemos e até devemos expressar também nossas idéias. De forma a trocar, a construir. Acredito que sempre se pode esclarecer. Através de perguntas e respostas sinceras. Alguns ferem sem nem perceber, outros por maldade. Mas faz-se necessário esclarecer. Até quando o mal vai prevalecer sobre o bem? Até no virtual a história se repete. Por uma pessoa, muitos deixam de ler aquele blogueiro. Ficam usurpados no direito de ter prazer, de aprender, de trocar informações, de se divertir, E o blogueiro de ter seu direito de se expressar. Sei que cada caso é um caso. Sei também que fechar o blog ou não depende do momento do blogueiro, de como está emocionalmente, ou dos problemas que está enfrentando. Desejo aos colegas que se sentiram lesados de alguma forma que se fortaleçam. O virtual é apenas um reflexo de nós mesmos, e/ou do mundo que vivemos. O seu blog, é seu, um espaço para expressar o que pensa e sente, é como sua casa. E só deve entrar quem você permitir. Se não gosta, diga, ignore, ou procure entender quem comentou, se for o caso. Você nunca iria destruir seu lar por causa de uma visita indesejada. Dessa forma repense o fechar o blog. Pense na maioria que gosta de lhe ler, que aprecia seus escritos, seus pensamentos, que tem carinho por você. Todos juntos venceremos. O bem deve vencer o mal. E assim vamos transformar o mundo virtual, e a sociedade doente que está lá fora. Sociedade formada por nós.
Que cada despedida seja um até breve. Fico no aguardo.

32 comentários:

Cleo disse...

Paula. que chato mesmo quando isso acontece. vamos torcer para que todos leiam esse teu texto e repensem bem.
Beijos e uma maravilhosa semana!.
Cleo

Vivian disse...

...Paulinha minha lindeza,
faço minhas tuas palavras
sobre esta tristeza que
ocorre tbm aqui no mundo
virtual, onde somos cerceados
em nossos direitos de expressão.

dói pensar que existem pessoas
imbuídas de levar desavenças,
criando conflitos emocionais
em quem está apenas exercendo
seu direito de divertir-se
de uma maneira saudável entre
amigos afins.

por um simples capricho, entram
em nossas 'casas', e fazem dela
uma lata de lixo despejando
toda a sujeira que campeia
naquela pobre alma doentia.

já disse várias vezes não gostar
de comentar em blogs que precisamos
ser avaliados na entrada.

mas vejo que em alguns casos
se faz necessário o uso deste
recurso para assim não sofrer
dissabores,
chegando ao ponto de movidos
pela tristeza e decepção,
retirarem a página do ar.

o que não é justo,
porque o meu direito
termina onde começa
o do outro,
e isso não está sendo
usado por aqui.

enfim,
estamos todos numa escola
de vida,
onde alguns já se diplomaram
como seres íntegros e civilizados,
e outros tantos ainda caminham
pela estrada cinzenta da maldade
por puro prazer.

quanto a sua flor amarela,
obrigada pela lembrança
de associar-me a tão belo
exemplar.

linda é você!

smackssssssssss

Olavo disse...

Concordo..já passei por isso e ja fechei meu blog a tempos atrás..voltei na intenção de ficar..pq para mim é um prazer interagir com pessoas que me fazem bem..
estava sem estrutura para ficar brigando com alguem que nem ao menos colocava a cara a tapa para uma discussão..e sai..
espero poder levar adiante as amizades que fiz por aqui e não ter que me furtar delas por pessoas pequenas...

otima semana para vc

beijos

Léo Mandoki, Jr. disse...

o seu texto é uma otima exortação!!

só não vejo a coisa como algo entre o bem e mal. Ser blogueiro tbm exige mto da pessoa...uma certa dedicação ao blog e aos amigos que frequentam o nosso blog. Eu jamais fecharia meu blog pra evitar confusões com pessoas que entram em conflito cmg no blog ou por aquilo que escrevo.
Mas acho que vc fez um excelente apelo e deve convencer seus amigos a nao fecharem os seus blogs
beijossss

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Querida Paula
Se fosse um abaixo-assinado, assinaria!
Concordo em gênero, número e grau.
Nestes últimos tempos me senti roubada, por pessoas sem escrúpulos, afastarem de mim pessoas que amo.
Valeu o desabafo que não consegui fazer.
beijo e boa semana

Luiz Caio disse...

Oi Paula Querida! Bom dia!
Você foi uma das primeiras pessoas em quem pensei quando estava decidindo o que fazer... Você apareceu lá no blog tão naturalmente, e imediatamente senti o impácto da responsabilidade do que eu escrevo... Pois à você diz tanto, e você se identifica tanto com meus versos. Sua chegada ao Dentro da minha cabeça me encheu de inspiração, e vontade de escrever mais,e mais! Minha presença, e participação neste mundo virtual, é totalmente emocional... Quero dizer que aqui é um espaço que escolhi para melhor administrar meus pensamentos, sentimentos, e momentos pessoais. É complicado seguir ignorando as coisas ruins que já venho vendo há algum tempo, se passando em blogs de amigos... Alguns amigos fecharam de vez seus blogs! Mas eu, na verdadade, não estou pretendendo fechar o blog não. Apenas estou chateado, e assim não terei condição de escrever falando sobre coisas boas... Sei que escrever poesias amargas não faria nenhum bem às pessoas que como você, vão ao meu/nosso blog para sentirem aquela energia positiva, e o amor espalhados por toda parte, trazendo assim um bem estar à quem já vem, talves, de algum estresse, causado pela nossa vida cotidiana... Não! Eu não pretendo fechar o blog. O que eu preciso é esfriar a cabeça. Botar as idéias no lugar, botar pilha nova... E voltar a falar apenas sobre coisas boas, para não entristecer ainda mais pessoas boas de coração, como você, que ainda creditam em bons sentimentos, e principalmente... No amor!

Mas olha Paula! Vou apenas antecipar uma pausa que já estava prevista para o mês de dezembro... Claro que a parada sería bem diferente! Mas não estou parando apenas por causa disto, e votarei a postar meus poemas, talves até mesmo antes de voltar definitivamente... De repente minha inspiração pode aparecer bem antes da minha disposição de retornar ao convivio com os amigos da net... Se for assim os meus poemas voltarão antes de mim! Gostaria que se isto acontecesse, você estivesse lá para recebe-los... Com certeza eles precisarão muito de você!... Bom minha amiga! Vou ficando por aqui! Deixo-te um beijo de amigo, e a promessa de ir aparecendo por aqui sempre que me encontrar com paciência para a net. Obrigado por todo o carinho que você sempre me dedicou! Saiba que não demoro a fazer um post e outro, apesar de estar por algum tempo ausente!

TENHA UMA ÓTIMA SEMANA!
BEIJOS.

tossan disse...

Bravo! Bravo! Alguém tinha que dizer, parabéns pelo ótimo texto e o desabafo. Obrigado por lembrar do meu aniversário. Bjs

yehuda disse...

sua revolta entendo
mas entendo menos a derrota
se esconder fugir nada resolve
me leu não gostou que se dane
me insultou o troco vem dobrado
chorar num cante e se lamentar
é dar a outra face
é frescura é infantilidade
enfrenta a fera
seja São Jorge mate o dragão
da maldade

Homero, O Truculento disse...

É fácil xingar e ofender na internet, é fácil até discordar, dificilmente as pessoas que são agressivas nos comentários, seriam também num debate cara a cara. È facil ser valente e bruto estando longe. Na verdade essas pessoas são covardes se escondendo no anonimato da internet.
Discordancias são naturais e até desejáveis. Quando se escrevo não espero ouvir apenas elogios ou as opiniões das pessoas que concordam comigo, porém é possivel discordar sem ser grosseiro ou agressivo.

Ninguém deve fechar blogs somente por esses motivos, existem ferramentas como a moderação de comentários, que podem ajudar.

Se a pessoa espera apenas ouvir elogios, e acha que toda crítica é uma ofensa, então deve realmente fechar o blog, ou abri-lo somente aos amigos bajuladores.

Enfim, o motivo pelo qual e decidi parar de escrever no blog, é simplesmente porque está faltando tempo para me dedicar á isso, e à ler outros blogs.
Continuo escrevendo algumas coisas, mas gurdo para mim, um dia talvez eu coloque de novo na internet. Mas só as coisas que considerear bem feitas. Escrever de qualquer maneira, só para atualizar o blog não dá mais. Não tenho essa facilidade e esse tempo para escrever todo dia. Talvez se tivesse o seu talento eu conseguiria, mas não é o caso.

Continuarei lendo seu blog, e comentando sempre que possível.

Abraços.

Everson e Izi disse...

Me coloco de pé pra apaludir sua iniciativa, concordo em genero, numero e grau em todas as suas palavras e assino em qualquer lugar, to contigo nessa. Acrescento uma coisa, mais ou menos 3 anos e meio atras criei por motivos de pura curiosidade O Livro dos Dias, e claro, publicar e até gurardar virtualmente meus textos, fiquei um bom tempo sem visitas, por não saber como funcionava o sistema, não tinha mesmo a menor ideia, achava até engraçado, postava uma vez por semana, sabado ou domingo, e sempre via meu contador de visitas parado...rs...rs...mas sinceramente não sabia por onde começar, e nem como divulgar, até que um belo dia pra minha surpresa ao entrar tinham dois comentarios, fui e retribui, desde então criei varios amigos, e como sempre digo, meu unico objetivo é amor, amizade, paz, carinho, e o que vejo hoje são concursos, pontos, votos, votem em mim não nele, sinto uma tristeza imensa quando uma pessoa que nunca vi, nunca me visitou entrar pela primeira vez,me pedir votos e nunca mais, alguns nem voltam pra agradecer tal voto, vejo ofensas, desrespeito, agressões gratuitas, eu penso assim, nem todo mundo que vai ler o Livro, logicamenta tem obrigação de gostar do que escrevo, e vice versa, mas tem obrigação de respeitar, é o que faço com todos que me visitam e que visito, e graças a Deus nesse meu tempo, nunca tive problemas, mas tenho visto tambem, pessoas boas nos deixando por estarem tristes com acontecimentos, agressoes, e pode se ver que em quase todos os casos os problemas estão relacionados aos malditos concursos e murais de votação, tenho por principio não entrar nesses concursos, entrei num porque fizeram minha inscrição, mas é tirste ver grandes amigos nos deixando, e hoje já dá pra fazer uma relação bem extensa. Não consigo de forma nenhuma compreender uma pessoa entrar num blog pra ofender a outra, qual seria esse motivo? provavelmente algum tipo de inveja, frustração com a vida ou outra coisa obscura...espero assim com voce que a cada perda, seja um até breve e não uma despedida,,,,beijos na alma, e uma otima semana pra ti, otima iniciativa...

Pavón disse...

Ficar ausente dos blogs por motivos pessoais eu entendo, eu mesmo já precisei ficar algumas vezes...
Mas sinceramente, ausentar do blog por motivos de roubos de propriedade intelectual ou conflitos com visitantes indesejáveis é desculpa esfarrapada. Luther King disse certa vez que a unica coisa que o preocupava é o silencio dos bons, e é exatamente o que esses que utilizam essa desculpa fazem... no primeiro obstáculo calam-se, fogem, se refugiam..
Se queremos realmente fazer uma corrente do bem, se queremos realmente que o mundo tenha jeito... NÃO PODEMOS CALAR NOSSAS VOZES.

Esse FDS vi um filme chamado "Escritores da Liberdade", e sinceramente é isso que os blogs proporcionam... um arquivo vivo de nossas vidas, nossos pensamentos, nossa história. E não seremos os unicos a le-la, outros blogueiros vão ler... um arquivo permante daquilo que somos e pensamos.

Sinceramente, é triste e vergonhoso ver vozes fugindo e se escondendo, ver os bons se silenciando. É no minimo covarde usar essa desculpa para se ausentar desse mundo, mentir para si mesmo...

Seu texto é um chamado, um grito de esperança para que os bons nao fujam de maneira covarde...

Talvez minhas palavras sejam duras demais e não agradam muitas pessoas, mas não poderia ficar calado diante de tamanha vergonha.

"Da luta não me retiro"
Talvez esse seja o hino que todos os bons devem proclamar...

Beijos

Recanto de Sonhos disse...

Paula,parabéns pelo seu texto de hoje.Você conseguiu expressar muito
bem os seus sentimentos e chamar a
atenção para um problema do qual eu,um novato neste 'universo',não
tinha a dimensão.
Pois é,aproveito para lhe agradecer
pelo seu comentário sobre o meu último texto lá no recanto,quando
você demonstrou perceber aquilo que
outros não perceberam lá,ou,se perceberam,não comentaram.Acho que,
talvez,eu não tenha sido competente
na escrita,mas ali eu estava aproveitando uma circunstância ruim,o 'barulho infernal'que andava
me incomodando naqueles dias,para
falar,com a 'fantasia do sonho',do
'inferno dos vivos',que é este onde
vivemos todos os dias,com tudo de ruim que acontece por aqui,guerras,
fome,pobreza,assassinatos,
corrupção e por aí afora.Nem quis dizer dos nossos infernos interiores,mas poderia dizer também.E aqui está você a relatar em seu texto mais um cenário desse inferno dos vivos.
Pois é,obrigado pela sua percepção.
Sensibilizei-me com todos que se preocuparam com meu sono,mas me alegrei com os que entenderam meu sonho.
Uma ótima tarde de segunda para você.
Beijos.
Amarísio

edson marques disse...

Dar valor secundário às coisas secundárias.


E seguir vivendo a vida.

Abraços, flores, estrelas..


Muito bom o teu manifesto!

TODO NOSSO disse...

Paula, concordo com vc,a sociedade hipócrita nao tem q ter mis vez,vamso nos fortalecer,eu sei o q é ser pisada, massacrada, mal falada, julgada, por ser eu, por fazer o q meu coração pede, mas isso incomoda os covardes, q nao tem outra maneira melhor de reagir a nao ser flar o q nao deve,acusar e humilhar, mas um dia o vem vence,sempre!!!
bjao,ótimo post!!

essa semana acho q Sergio aparece

visitando vcs!!

Lane

LOURO disse...

Olá querida Paula, tens toda a razão na postagem que fizete... Infelismente assim vai o Mundo! Precisamos de mais vozes como a tua... Sou solidário...
Beijinhos de carinho,
Lourenço

Glayce disse...

Concordo com você em cada vírgula, acento, palavra, Paula! Você disse tudo! Eu falei mais ou menos sobre isso numa postagem anterior...É verdade, é péssimo não poder se expressar, não poder tirar suas conclusões sobre assuntos X! Sim, cada blog é um pedacinho do dono, alí estão seus pensamentos, o que deseja, acredita...Quem decide partilhar daquele mundo, DEVE respeitar, ser gentil, educado e ponto! E quem não se identifica com a casa do vizinho, simplesmente não adentra, não difama, não ridiculariza... Lamentável saber que existem pessoas assim até aqui, nesse mundo aparentemente mais seguro!

Beijos, querida!
Sábias palavras!

Círculo Literário disse...

Estamos aplaudindo de pé sua iniciativa!!!,
Precisamos nos unir para lutarmos pela indiferença, pelo descaso que cerca a nossa sociedade!!!Precisamos ir além e sermos realmente HUMANOS de corpo e Alma...
Parabens!!!

Jardineiro de Plantão disse...

Belíssimo texto, expressando um sentimento bem real, do que se passa em alguns Blogs... eu acho que afinal não passa de falta de educação, já vi comentários e respostas aos mesmos, como autenticas discussões do preço do peixe (peixeira-das).
Já sofri tentativas de aviltamento aos meus post... uma anedota, tem sempre o seu quê de pensar, ela foi criada, como caricatura da vida real... por vezes, mentes abjectas não a entendem ou só conseguem ver o superficial e executam os maiores disparates... dá vontade de retaliar... mas não vale a pena... por vezes é muito triste, ver alguns absurdos comentários... limito-me a elimina-los... nem deixo que me estraguem o dia.

Beijoca

caurosa disse...

Olá Paula Barros, muito bom, veio na hora certa o seu protesto. Estou de mãos dadas com você,precisamos valorizar e enobrecer todos os espaços que venham melhorar e contribuir para a comunicação e a expressão de todos. Parabéns. Muita luz, inspiração, paz e harmonia para você.

Forte abraço.

caurosa.wordpress.com

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Paulinha, estou totalmente contigo no texto que escreves-te, se permites faço minhas as tuas palavras... Haja coragem, para enfrentar essa escória da sociedade que agora se estende aos blogues... Sou solidária, com todas que tem sofrido ou venham a sofrer, não baixem a cabeça, por favor... passamos por cima!!!
Beijinhos desta tua Amiga do coração,
Fernandinha

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Paulinha,

Lindo texto, oportuno e que me faz repensar algumas idéias; retomá-las e deixar a vida seguir seu curso natural, sem exageros de qualquer natureza. Apenas seguir.

Há valorosos mestres que ensinam a conduta aceitável do ponto de vista coletivo; outros não menos valorosos mostram como construir um caminho, senão seguro, pelo menos confiável. Todos têm razão.

Parabéns, você foi muito feliz ao escrever esse texto.

Um abraço!!!

Vilminha disse...

querida amigo, bjs mil com mil margaridas pra toda a semana.Nem poderia escrever, mas como calar? Vc e este texto me instiga a gritar ou pelo menos assinar em baixo como se fosse um abaixo assinado e me juntar a vários outros comentários, aqui bem explanados. Amiga to economizando o braço, já usei demais no serviço, mas não deu, é provocador demais, vc disse bem se a visita é indesejada resta mostrar como dizia meu avô "QUE A PORTA DA CASA É A SERVENTIA DA CASA", viu o caso teresamar no meu blog, deixei lá com direito a resposta e ficou lá e daí a Elisabete que é minha amiga continua sendo minha amiga e pronto, tenho por habito não excluir comentários, quem quiser que fale o que lhe aprouver e sofra as suas consequências, pela educação que não tem e deveria ter, pois "licença, por favor, desculpa, errei, me enganei"e mais algumas, são palavras que nunca sairão do dicionário nem da boa educação. Bjs amiga.

Eärwen Tulcakelumë disse...

Querida Paula

Parabéns pelo teu texto que contém a pura verdade!
Digo que uma saída é passar a moderar os comentários para evitar esses indesejáveis maldosos.
Agradeço tua estada no meu mundo, onde és bem vinda.

Pérolas incandescentes de força e luz entrego em tuas mãos.

Eärwen

Bandys disse...

Parabéns Paula,

Assino em baixo

beijos

Daniel disse...

Isso tá acontecendo comigo num blog que eu leio. Um cara, amigo da dona, increspou com um comentário que eu fiz, aí ele faz todo tipo de gracinha e é lógico que não deixo barato. É foda vê que há pessoas que não sabem respeitar o pensamento alheio, e ficam forçando situações difícieis. Tem texto meu no O Arroto e atualizei o Meias Palavras e a Casa do Poeta. Bjus e boa semana.

http://so-pensando.blogspot.com
http://o-arrotoooo.blogspot.com
http://poetasreunidos.blogspot.com
www.meiaspalavras.myblog.com.br

Sol da meia noite disse...

Paula, tão bem entendo a profunda dimensão de teu texto.
Aqui deixo a minha solidariedade, bem sentida.

Um abraço

Maria Dias disse...

Sim Paula...

Até aqui existe a inveja, a competição a guerra de egos sim! infelizmente. As vezes nos refugiamos do nosso mundo por aqui, pensando q aqui não veremos injustiças, mas nos surpreendemos sim quando isso acontece.E só acontece porque existe o ser humano por trás da máquina fria...E o ser humano muitas vezes é falho.Talvez por aqui, mostramos exatamente o q somos,por aqui nos soltamos porque não precisamos olhar nos olhos e muitas pessoas se aproveitam disso para aprontar...Porque o simples ato de olhar no olhos mostra no ato a que viemos...O q sentimos...Como sentimos.

Muito bom alerta...

Beijinhos

Maria Dias

Maria Dias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Landinho disse...

Sabe Paula, destruir é mais fácil que construir. Nem sempre o que escrevo possa ser verdade, pode haver divergência, e respeito as opinões contrárias. Mas há aqueles que só querem impor a sua opinião. E por causa destes que muitos blogs acabam encerrando suas atividades.

Nanda Assis disse...

REALMENTE VC FALOU TUDO QUERIDA! ACHO QUE SE AS PESSOAS N GOSTAM DO QUE LEEM N PRECISAM COMENTAR, DAI FAZEREM ISSO, SINTO PELA LAYLA, E OUTROS MAIS. ADOREI O QUE VC DISSE E DISSE MUITO BEM ESPERO QUE TOQUE NO CORAÇÃO DOS INVEJOSOS E MALVADOS.
PAULA, A FRASE, "SÃO BALAS VINDAS DE PESSOAS PERDIDAS", É DIVINAMENTE INTELIGENTE, É VC MESMO.

BJOSSSS...

O Sibarita disse...

Tá muito bom seu texto, concordo em parte... kkk

Olha o mal nunca venceu o bem, o problema é que damos importância demais ao que não presta, né não?

bjs
O Sibarita

Anderson Emídio disse...

Olá Paula.
Bela Postagem!!!
Gostei muito do seu blog e volterei mais vezes.
Eu já passei por isto que mencionou nesta postagem,mas ao invés de me destruir e fazer paralisar só me motivou a prosseguir e escrever mais.
Há uma diferença entre feedback e críticas,um feedback vem acompanhado de extratégias e soluções,as críticas são movidas apenas por inveja e tem a intenção de nos neutralizar.
Não me importo com quem não gosta doque escrevo,me preocupo e dedico àqueles que apreciam e valorizam aquilo que compartilho,estes são importantes pra mim e dedico o melhor que tenho.
Parabéns pelo blog!!!


Beijos