terça-feira, 25 de novembro de 2008










“Penso, logo existo” – Descartes


Meu amigo Descartes também pensava. E numa conversinha sem grandes delongas, deitado numa banheira de espuma, coberto até o pescoço de espumas e dúvidas, quase afogando-se nas dúvidas, tentava encontrar uma forma de justificar o pensamento incessante, pedante, abusado, pois não agüentava mais pensar, pensar, pensar..... E com o olhar vago, tentando quase se convencer que o pensamento servia para alguma coisa, disse-me: Ah! Hora bolas, penso, logo existo. Agora vou tentar viver. Levantou-se e não me disse para onde ia. Eu já sabia que ele existia, se tivesse me perguntado teria dito. Não sei se ele aprendeu a viver e se foi feliz. Se Descartes, tão bobinho, só porque pensava muito, chegou à conclusão que existia, então eu também existo. Só não descobri ainda porque uns pensam mais que outros, e nem para que serve tanto pensamento. Pois é, tem gente que não pensa e está vivendo. "Tenho dúvidas, penso, logo existo." Descobri que foram as dúvidas que levaram Descartes a tal conclusão. Só não sei se estou vivendo melhor com tanto pensamento, mas estou aprendendo a descartar o que não me serve.

29 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Penso demais e não chego a lugar algum.

Obrigada pela visita.

bjs.

tossan disse...

Ha ha ha ha... Belo texto! Mas nesta eu não meto a colher. Polêmica faz parte. Vc já imaginou se o mundo todo vistir amarelo? Fica muito chato. É por isso que gosto de fotografias. bj

Vivian disse...

...uma vez que pensamos, é claro
que é porque existimos!

o grande 'barato' é saber
por quê existimos?

e esta resposta ninguém
nos dá.

conjecturas existem aos
milhões, mas nem uma
delas trouxe até hoje
o verdadeiro sentido
da vida.

pense...rssss

um bj, minha linda!

Mariana disse...

Olá Paula,
Uma coisa eu penso nesse momento: Descartes era feinho que só...risos
Eu penso demais! E acho que grande parte da vezes perco tempo com isso.

Beijos e cuide-se!

Jardineiro de Plantão disse...

Você me fez rir logo pela manhã, daria pano para mangas este seu texto.
Existimos para aproveitar as coisas boas da vida, os pensamentos são conjecturas por vezes complicadas e só construídas na nossa imaginação.

Este seu pensamento é a prova da sua existência.

"Só não sei se estou vivendo melhor com tanto pensamento, mas estou aprendendo a descartar o que não me serve."

Léo Mandoki, Jr. disse...

aahahhahah....ler algo sobre Descartes logo pela manhã é começar bem o dia...
Por isso vou começar por citar um livro de um neurocientista (um dos melhores do mundo)...Antonio Damasio, e o seu livro chamado O Erro de Descartes....
o que prova a nossa existência não é o pensamento...é o sentimento e as emoções...
1º sentimos..2º o sentimento cria emoção e tomamos a consciência disso (passamos a existir)...e só depois é que o pensamento acontece. Ou seja, a consciência do existir acontece antes do pensamento! Isso tudo pra dizer o que?
Que o pensamento é um luxo da existencia humana. Pensar de mais ou de menos não nos faz nem mais nem menos SERES HUMANOS. O que nos faz HUMANOS são as emoções e os sentimentos!
beijos minha menina linda!!!

Marrí disse...

...'descartar' o que não me serve... a idéia certeira, o trocadilho perfeito!

Luz para este dia!

Quase Trinta disse...

A minha frase já seria: Penso logo enlouqueço..rs

Camila disse...

As vezes prefiro num pensar?!

E por falar em pensar... pensou em meu convite?

Beijos

Theresinha Coelho disse...

Ola, vim travez de um blog amigo teu, o Sombra da Lua, estava tentando descobrir porque ela não posta a tanto tempo, mas acabei lendo um recado teu e fiquei curiosa(ainda bem) Li algumas partes e adorei suas postagens, vlotarei mais vezes para ler mais, por enquanto aceite minha amizade e meu Award. A simplicidade e a Simpatia são os grandes segredos que encantam teu site. Adorei...
Sou brasileira mas vivo em Portugal há algum tempo..Pode conhecer mais de mim visitando meu Cantinho do Céu.
Bjs com carinho Theresinha Coelho

Recanto de Sonhos disse...

Escrevi como legenda a um desenho que fiz outro dia:'Penso,logo desisto'.Lógico que era uma brincadeira.Acredito que o não pensar é que tem levado muitos a um não existir.
Muito bom o seu texto,Paula.Com seriedade e humor.
Uma ótima quarta para você.
Beijos.
Amarísio.

PS:Andei sumido,mas já coloquei em dia minha leitura por aqui.

Raíza Rocha disse...

"Existo, logo sinto!"...

fred disse...

Paula,

Seu ótimo texto me fez lembrar de um velho poema meu:

Quero, com imagens,
construir um mundo
onde exista perceptível
um sentimento puro;
sem que isso se entenda
me lhes afigurarei imundo.

As imagens dão ao intelecto
um subsídio suspeito:
a condição humana é a substância.
Não há o azul no firmamento,
ou o há por circunstância.

Todas as imagens são possíveis.
Os sentimentos que se vive ou cria,
são indiscerníveis e equivalentes:
Pessoa disse que o poeta finge
a dor que deveras sente.

A consciência são objetos
com que represento o mundo.
Imaginação e entendimento
não são absolutamente distintos.
"Penso, logo existo",
aprendi com Descartes.

Ser racional tem sido o meu desastre

Beijos.

Everson Russo disse...

E o ato de pensar é uma inquietação sem fim, por mais que tentemos relaxar, ficar zen...rs...palavrinha boba essa, zen, nunca paramos de pensar, então logo existimos, em nossas loucuras, nossas poesias, nossos dramas, indefiniçoes, existimos no amor que transmitimos...beijos na alma e uma linda tarde pra ti...

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Paulinha!

Não consigo viver sem pensar. Acho até que ninguém consegue.

Pensando cometemos muitos erros; sem pensar, eles podem ser uma constante catastrófica.

Vou me valer da última postagem da Vivian para dizer o que penso entender sobre isso. É preciso depurar o pensamento para que nossas ações correspondam e não atinjam o semelhante de maneira pejorativa, arrogante e constrangedora. Isso intencionado, nem sempre é alcançado, posto que não penssamos o suficiente; pelo menos no outro, não.

Mas há sempre uma possibilidade de mal entendido, também.

Um abraço!!!

Gilbamar disse...

Oi Paula, o pensar talvez seja uma maneira metafísica de sonhar oui uma formiguinha incansável a corroer nosso cérebro enquanto vida temos. Todavia, como pensar não faz mal a ninguém, pelo contrário, dos pensamentos já surgiram tantas idéias maravilhosas, continuemos pensando a toda corda.

Deixo meu fraterno abraço amigo.

Inside Me disse...

e isso já é um bom começo, ora pois! bjocas, girl

Zek disse...

Que tal se pudessemos transformar..."Aprendo logo existo"... " Amo logo existo".

Melhor do que duvidar, do questionar e receber a resposta, as duvidas nos inspiram a caminhar, a mudar de rota, mas melhor que duvidar ou perguntar é responder!!!! quem sabe assim é viver!!

PS: Eñtão no meu post eu estava falando de pessoas, de sentimentos e tantas outras coisas que nos apossamos sem perceber e quando vemos, nos damos conta de qto isso não nos pertence.


Bjs

Maria Dias disse...

E por falar em pensamentos...Sempre tive medo q lessem os meus pensamentos...rs...Imagine só q confusão não seria? As vezes tento esvaziar meus pensamentos mas mesmo assim, tenho dificuldade de sair de mim pq estou sempre a pensar!

Muito boa reflexão...

Beijinho

Maria Dias

[ rod ] disse...

Descritas à parte.. nosso pensamento.. segundo Descartes, é tão efêmero quanto o existo. E ele, como a vida, morre e renasce várias vezes.

O que penso hoje pode ser o chão que piso amanhã..

O dito toma ares de nunca mais vê-lo.

Abçs e belo blog... parabéns!!!



Novo Dogma:
roMance...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

PreDatado disse...

Cogito ergo sum

Só que não sei dizer isto em latim ao contrário ou aliás da minha maneira ou seja:

Existo mas nem sempre penso. Às vezes é tão bom ser infantil.

Camila disse...

Oh Paulinha, a imagem, o formato e o assunto do texto deixo por conta do meu convidado. Quanto a ser inédito, você escolhe. A maior parte escreveu, mas houve pessoas que já tinham pronto.
Deixo você a vontade para escolher!
Beijoo

yehuda disse...

você existe porque pensa
essa é a logica da nossa espécie
e por isso você pensa
que não pensa
e se pensa é porque existe
se não pensasse
este seu texto não existiria
e se escreveu o que escreveu
é porque pensou
e se pensou escreveu
e se escreveu pensou
e se pensou escreveu
e se escreveu pensou
e agora pense mais um pouco
o que veio primeiro
o ovo ou a galinha?

edson marques disse...

Paula,

O "Penso logo existo" (Cogito Ergo Sum) não é a máxima máxima de Descartes. Seu "Discurso do Método" mudou minha vida. Meu professor era o Franklin Leopoldo e Silva. O primeira capítulo começa assim: "Inexiste no mundo coisa mais bem distribuída que o bom senso, visto que cada indivíduo acredita ser tão bem provido dele que mesmo os mais difíceis de satisfazer em qualquer outro aspecto não costumam desejar possuí-lo mais do que já possuem."

Viva Descartes!

Ah... como você foi "maldosa" no teu comentário deixado no meu blog!

Eis o que você disse:
"rsrs pensei cá comigo, mas direi, será que uma muda, surda, cega...seria a mulher perfeita para você?"

Não, Paula, não!

Mulher perfeita para mim é aquela que é livre.

Livre de preconceitos, inclusive.

Você talvez possa pensar mulheres assim são difíceis de encontrar?!

São não!

Tem muitas...


Abraços, flores, estrelas.

Experimente amar sem modelos pré-determinados: é uma delícia!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Paulinha, belo texto que dá que pensar... pensar é necessário na minha opinião... Mas, diz o velho ditado; "Quanto mais se pensa mais se erra"... Só não pensa quem não tem massa encefálica... Sem querer criar polémica, desejo-te uma boa noite de descanso ... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Sol da meia noite disse...

Temos mesmo que ir arrumando tudo o que pensamos, para nos irmos entendendo.
Escolher o que nos leva ao entendimento de nós e do que nos rodeia.

Gostei do texto.
Uma boa reflexão.


Um beijinho *

Vilminha disse...

ih paulinha, prefiro "O Erro de Descartes" é mais emocionante, e prefiro filosofar indo por socrates "Só sei que nada sei", de todos os filosofos este o Descartes eu realmente "descartei" na época da Faculdade, ele demorou... Mas gostei da sua conclusão melhor que a dele, fo mais rápida e muito boa, jogar o que não serve é sempre bom. bjs e uma ótima semana

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Ih Paulinha
Acho que Descartes pensava era de menos... queria ver ele tendo que batalhar para sobreviver nos tempos atuais se ele ia ter tempo de ficar pensando... ia fazer que nem a maioria... só existindo!
Agora, já aminoria que fervilha em pensamentos, existir é a parte mais complicada.
Mas vamos em frente, ora existindo, sempre pensando...
beijinho

Pavón disse...

Acho que vc desvendou tal enigma, os pensamentos nos proporcionam descartar aquilo que nao queremos para seguirmos vivendo.... ou alguma coisa do tipo. ah, sei lá... nao quero pensar, quero viver...

Beijos