terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Estrada do Rio Grande do Sul

Pela sua viagem

Enquanto você viaja e deixa interrogações pelo caminho, vou te seguindo, fiz a minha viagem. Muitas paisagens, visões de mim, lembranças. Suas interrogações são anzóis que se prendem na boca do meu estômago e me reviram pelo avesso. Ah....como gosto. Masoquismo? Ou um meio fácil de me revirar? De ficar rodopiando na estrada de pensamentos aleatórios, que formam uma equação com incógnitas, eu mais eu, quem sabe um dia eu. Não sei as músicas que você escuta. Se já escutei, nem sei o nome. Ainda não sei quem sou eu, ou a música que me embala. No momento apenas danço com suas palavras, não preciso de música a tocar, pois a emoção de te ler me toca. Me leva....por dentro de mim. Gosto quando a emoção do outro me instiga. Me faz pensar e repensar a mim. Faz o escrever sair de mim caindo junto com as gotas de orvalho sentimental que caem dos olhos. Inundado de sentimentos a me afogar e só assim sei respirar, o viver , a vida. Só quando lavo os pés nas águas cristalinas dos olhos, sei caminhar desanuviada. Um dia chegarás ao destino, talvez sinta falta da tua viagem, mas seguirei a minha......Você chegou......continuo.....

34 comentários:

Zek disse...

Eu acho que nesta vida somos todos viajantes, mas não é bom viajar só por muito tempo, nada como alguem ao nosso lado para caminhar, ajudar e compartilhar... e não é o mesmo que esperar, pois esta terrra nunca para de girar!!!!


PS: Você não sabe como fico feliz qdo me chama de " menino zek"... pelo menos quando escrevo eu me torno mais jovem rsrsrsrsr

Grande abraço !!!!

Léo Mandoki, Jr. disse...

..vc é a aquela leitora que todo escritor gostaria de ter: a leitora de entrega total...vc se permite interrogar diversas vezes...isso pode ser bem doloroso...mas continua sem parar...eis o mistérios da palavra escrita
beijos

Tatiana disse...

Gosto de ler o que vc escreve... vc sempre vai além das expectativas...
E confesso que as vezes é muito bom acontecer algo que nos revira ao avesso!
Beijos e obrigada por sua presença sempre carinhoso e atenciosa!

Pedro Ivo disse...

Meu amor, que viagem mais gostosa eu fiz agora. Mesmo depois de ter um anzol dentro de mim, me revirando pelo avesso. Você faz isso comigo, você é maravilhosa!

Beijos

p.s meu msn é: pedronascimento2424@hotmail.com

Carla disse...

todos somos viajantes...a única diferença é que uns calcorreiam as estradas sozinhos outros acompanhados
gostei de te ler
beijos e um bom ano

Fabrício disse...

Se gosta de tirar emoções no que outros escrevem, gosta da poesia. Gosta de sentir essa elasticidade no tempo enquanto lê alguns simples versos que não podem mudar o mundo...

Viajar é bom, principalmente quando viajamos para sentir saudade e colocar a prova esse desejo de estar junto.


Forte abraço

Luciene de Morais disse...

Bom dia Paula. Há dias não entro na blogosfera. Venho aqui e me deparo com essa e a sua anterior postagem, a das portas. Fizeram-me lembrar de uma passagem de Kafka.
Um homem queria entrar por uma porta, mas disseram a ele na entrada, que não podia, deveria esperar autorização... e ele aguarda... a vida passa, ele envelhece... quando está a morrer, o guardião na porta a tranca. O homem pergunta o porquê, ao que recebe a resposta de que aquela porta era destinada exclusivamente a ele... e que sempre esteve aberta!
Dá o que pensar... como você.

J. ROBERTO BALESTRA disse...

Paula! Sempre Paula mesmo, hem! maravilhosamente Paula, culta, jeitosa com as palavras, mesmo diante de algum nó no coração... Lindíssima essa sua fuga caminhosa.

Blogamiga Paula, que 2009 lhe seja de brilhantes e sólidos paralelepípedos, para que siga sua eterna caminhada livre das areias que às vezes nos atrasam os passos... bjs

Fábio Mayer disse...

Conheço essa estrada, é na região da Serra, lá por perto de Bento Gonçalves, Feliz, Garibaldi, etc...

Everson Russo disse...

Nas estradas da vida corações vem e vão, deixam marcas, levam pedaços, fazem historias, nos ensinam e aprendem, tudo é uma troca, nos reviram tambem, as vezes deixam marcas doloridas, cicatrizes profundas, tambem imagens bonitas, poesias, amor pelo amor, é tão bom sentir tudo isso...beijos e uma linda tarde pra ti...fique com Deus..

Avassaladora disse...

Na minha estrada tinha um buraco... cai nele...
Belo texto, Paula!
Vc escreve muito bem!
Quando crescer quero ser igual a vc...rs
Obrigada pelo carinho.
Percebo que vc está me acompanhando nesse derrocada em que me meti...rs
No final, espero sair com vida...rs

Beijos e carinhos para vc!

Bruna disse...

Viajar só...as vezes é preciso...mas doi tanto!!!
Belo texto!Belo blog!

Vivian disse...

...há muitos anos 'viajo' só.
ou melhor, desde que nasci.
assim me abraço à solitude,
que me faz estar com toda
a humanidade, e nela é claro,
amores tbm.
quer viagem melhor?

Anônimo disse...

voce sempre deixa rastros,poeta!
bj

Nanda Assis disse...

isso é tão lindo... é daqueles textos que devemos ler imaginando, sentindo, e foi isso que eu fiz, e me entreguei tão fortemente nesta leitura e nesta viagem. acada dia vc me surpreende mais.
Uma escritira daquelas que n devemos ler por ler. vc n é daquelas que so muda as palavras de lugar a cada dia, vc faz sentimentos fluirem, adoro muito qndo esta assim inspirada e qndo n esta escreve muito bem tbm.


bjosss...

bjosss...

Olavo disse...

Oi Paula..não..o texto não é meu..mas postei pq concordo plenamente com ele..
encontrei na net mas de 3 escritores..estou pesquisando para dar os creditos certos..
Beijão

PreDatado disse...

Há palavras e frases que por si só contêm uma magia musical que se dança só ao seu som

Bandys disse...

Paula,
A viagem não pode parar..eu tambem estou em constante viagem.

Beijos

Peter Pan disse...

Fabulosa Amiga:
Escreveu um comovente texto lindo. Um hino à existência pautado pelo seu caminho precioso. Exacto. Perfeito.
Como pode conceber tanta beleza...
Deixe-me dizer-lhe umas coisas:
Justifico uma vida que é a minha, com o amor que deposito em tudo o que faço.
Na abertura de sonhar, na abertura ao eterno pensar, na sinceridade pura e terna com que abraço tudo e todos. Na minha sinceridade que me afaga e sinto visível e presente em mim.
A Eterna Criança que Mora em mim. Que mora em todos nós. Acredito, convictamente nisto.
Quando me olho com olhos de ver, vejo uma criança. Sim! Sorridente. Feliz. De bem com todos.
Como amo o adulto - infantil que sou!
Como amo os Adultos- Crianças dos meus sonhos?

Excelente, como tudo o que faz.
Beijinhos amigos de encanto...

peter pan

OBRIGADO pela sua amizade e por existir.
Cordialmente...

peter pan

OBRIGADO pela sua amizade e por existir.

yehuda disse...

eu viajo sentado na poltrona
pelas ondas
dos meus neuronios
com as velas içadas nos meu olhos
voando no vacuo dos sonhos
surfando no mar escuro
no meu peito oco
e como o deus Mercurio
com meus péa alados
voo da sala pro quarto
pouso na cama e espero
"cheguei enfim no fim
da longa jornada"

Pedro disse...

E cada um faz a sua viagem, independente dos caminhos alheios...

Fénix disse...

Adoro viajar. ;) Nunca só. Preciso nem que seja de uma amiga. As viagens fazem-me crescer e conhecer o mundo. Viagens a dois já fiz, mas "perdi" o meu companheiro...

Que faças muitas viagens, não é preciso ir muito longe. A companhia certa é o mais importante.

Diego! disse...

O importante é não ter medo de sai em viagem.
Por mais que as estradas não pareçam tão bonitas quanto a fotografia. No fim se soubermos aonde queremos ir, sempre terá a recompensa da chegada ao novo.

Gostei muito disso:
“Ainda não sei quem sou eu, ou a música que me embala.”

Abraço...E um 2009 cheio de coisas boas!

Delfim Peixoto disse...

Interessante imagem " sinto falta da tua vuagem mas segurei a minha..." Decidida"
Bjnhs

Gilbamar disse...

É muito bom retornar ao convívio dos amigos e encontrar um texto assim tão emocionante e interessante.

Fraternos abraços amigos, Paulinha.

Vanna disse...

Querida, amei o texto. Lindo.

Quanto a minha mãe, ela está bem fisicamente mas a mente ainda está confusa. A Drª acredita q é do avc e q existe a possibilidade d ir melhorando aos poucos. Obrigada pela atenção.
Bjs, abençoada semana p/ vc.

tossan disse...

Paula cada vez melhor nos textos,. Vou te dar uma outra folha, quer? Beijão

Rodolfo de Sá Cavalcanti disse...

Olá Paula,
Estive ausente, longe do computador por uns dias...Você heim, sempre muito inspirada e reveladora do seu momento. Belo Texto!!!

Vilminha disse...

OIee, Um pouco atrasada, mas em tempo e de coração desejo um Ano repleto de realizações e bençãos especiais pra você, pra Lari, pro Caio e para os pais dele. Minha amiga nossa que saudades de ti, li muito que nem dá pra comentar, mas você tá inspirada heim. A porta do outro post, que saudades, quem diria que eu iria ver a porta da "CASA DO BOSQUE POLONÊS DO PAPA PAULO I" e suspirar, mas que dia feliz aquele 02 de maio chuvoso, como ele deveria ter sido mais cumprido. Mas tudo bem um dia eu mato as saudades de te abraçar mais, por enquanto vou ler mais, me deleitar mais com seus escritos. Beijos mil.

Fernanda Alves disse...

Quando venho até teu blog,sempre tenho certeza que vou encontrar um texto lindo,e desta vez não foi diferente,que vontade que me deu agora depois de olhar a foto de colocar uma mochila nas costas e sair por ai...

O Sibarita disse...

É, e assim segue a vida nas interrogações! kkkkkk

Belo texto, como sempre...


bjs
O Sibarita

Sol da meia noite disse...

Vamos viajando, ao sabor dos ventos e dos sentires...
O destino, logo se verá. Importa ir...

Jinhos * *

Pacheco disse...

Esse trecho conheço...
Perto de Nova Petropolis!
Belas fotos!
http://pinturacomluz.blogspot.com

Jardineiro de Plantão disse...

Viajantes do Mundo... Viajantes no pensamento... Viajantes na ilusão...

Todos somos viajantes no tempo... todos dançam a valsa e o tango nos salões do tempo... Todos ouvem o sussurrar da ilusão... Todos cantam as mesmas canções na alegria que os períodos da vida marcam... Todos sentem o calor do rio que por vezes lhes lava a cara... Todos sentem o tempo passar.

"Como bola colorida nas mãos de uma criança"

Que bom seria discutir consigo filosofia... não os filósofos, mas os pensamentos.

Abraço amigo.