terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Portugal, portugueses, o português.....


Estas tão perto
Escuto a tua música
Um pedido atendido
Escuto o sotaque
E pensava ser fácil feito a tua escrita
 E me confundo
Vejo tuas ilhas, faróis, flores
 E sonho
Encontro belezas
 Variadas, encantadoras
Quantas visitas já ti fiz
Sobrevoando com a mente
Te pegando com os olhos
Portugal mãe, irmã
A tua influência tão forte
 Na nossa culinária
Nos costumes
Na linguagem Portugal de portugueses
 Que me conquistam
Que desbravam meu coração
Que são mais que amigos virtuais
 São sonhos, são desejos
Serão um dia amigos reais
Tua música
Me embala e me faz sonhar
 Agora
Aqui tão quente, aí o frio
E a lua? Dormes?
Sem caravela chegastes
 És um descobridor de mim
Me tocas com o teu charme
Com o teu carinho e atenção
Com mensagens em pergaminho moderno
Com a tua voz que não entendi e me fez sorri
Português dessa linda Portugal, tão lindo!
Estou aqui nesse Brasil tão longe
Que tornaste tão perto
 Pensando em ti
 

45 comentários:

Gilbamar disse...

Uma linda declaração de amor nascido em continentes tão diferentes, prova de que o verdadeiro amor não tem fronteiras.

Fraternal abraço do amigo Gilbamar.

Daniel disse...

Oras pois! Que linda homenagem, parabéns! Bjus.

http://so-pensando.blogspot.com

FRAN "O Samurai" disse...

Oi amiga!

Adorei o poema e digo mais! Agora o Brasil e Portugal são mais irmãos que nunca! Mudança do nosso querido português.

Unificação ortográfica da língua...

Nosso português já é difícil e com essas mudanças, sempre embanana tudo. Hehehe!

Letra K,W e Y voltam ao nosso alfabeto que passa a ter 26 letras oficialmente.

Some o hífen. Palavras como infra-estrutura, passa a ser infraestrutura, tudo junto.

Abolição do trema.

Acento circunflexo não será mais usado. Assim como o acento agudo em alguns casos.

Não vou dar uma de professor Pasquale. Mas aproveitei para imendar com essa postagem e o tema tem tudo a ver. Hehehe!

beijos.

Nanda Assis disse...

ai que delicia! uma voz nova um novo sotaque, uma luz acesa no escuro um coração em chmas.
sei bem o que é.

bjosss...

Léo Mandoki, Jr. disse...

....uma vez um cineasta portugues fez um filme chamado Corte de Cabelo...o filme ganhou premios no Brasil e foi passado em SP....e nas salas de cinema o filme precisou de legenda!!!! ehehehehehh
...........
editoras portuguesas qnd editam alguns autores em Portugal modificam o vocabulário...
eu tenho quase meia vida de Brasil e meia vida de Portugal
acredita em mim...
Brasil e portugal até podem ser paises irmãos...mas são aqueles irmãos que viveram algum tempo na infancia e q dps se separaram....são irmãos com diferenças abissais....
....
uma curiosidade...
aqui em leiria existe o famoso pinhal de leiria, mandado plantar pelo rei D. Dinis. Foi com a madeira dos pinhais de leiria q se construiram as caravelas dos descobrimentos
......
seria otimo vc e o tossan estreitarem os laços desses dois irmãos..
beijos

tossan disse...

Quem é o portugês não sou eu, é o Mandoki.. Construiram as naus com a madeira de Leria e levaram o nosso pau, Pau Brasil e gostaram tanto que acabou.
Mas o que importa é o belo escrito da Paula. Bj

Vivian disse...

...que post maravilhoso, linda!

faço minhas as suas palavras,
por sentir os portugueses,
tão próximos de nós por aqui...

ainda vou homenageá-los algum dia
desses...

...olha que lindo..

enquanto eu comentava teu post, estavas em tempo real comentando
o meu...

que gostoso isso!
que mágica esta blogsfera
que nos aproxima tanto.

muahhhhhhh

Garota Misteriosa disse...

O amor embala qualquer momento, qualquer hora...Só o amor faz um dia nublado ser o dia mais lindo que vimos, que sentimos, que sonhamos...Só o amor acalenta o coração e coloca esta energia boa e gostosa que é querer viver para poder amar.

Abraços

Garota Misteriosa disse...

Paula mto, mas mto obrigada pelas suas delicadas palavras ao meu respeito, fiquei mto feliz, mto feliz mesmo.
Obrigada e tenha uma ótima quarta e que esta semana seja muito proveitosa pra vc;)

Abraços Fraternos

Garota Misteriosa disse...

Paula mto, mas mto obrigada pelas suas delicadas palavras ao meu respeito, fiquei mto feliz, mto feliz mesmo.
Obrigada e tenha uma ótima quarta e que esta semana seja muito proveitosa pra vc;)

Abraços Fraternos

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia amiga.

beijooo.

Maria Dias disse...

Oi Paula...

Portugueses e brasileiros(e só o imenso oceano a nos separar)mas o espírito voa e chega pertinho...
E depois da net a distância não existe mais...Aliás, com ela podemos chegar mais perto do q se morássemos lado a lado...
Não sei nada do meu vizinho mas sei algo de vc q mora aqui mesmo no Brasil mas bem distante de mim...Tão distante e tão perto,perto o bastante para que eu perceba q és sensível,franca e inteligente.Gosto de vc.

Beijo!

Maria Dias disse...

Paula e Tossan...

Os dois simplesmente arrasaram!Moldura e imagem q se enquadraram perfeitamente.Amei o poema e a foto q é uma poesia do sr. Tossan(sem nem palavras viu?!).O blog tb é muito bom e com mensagens boas vou adicionar no Avesso tudo bem?

P.s.Posso colocar por um tempinho a imagem no cantinho do meu Avesso?

Mai disse...

Oi, Paula.

És muito especial, querida.
Tens gestos únicos. Toques sutís.
Eu te amo, amiga querida porque gestos simples se ampliam no amor.

O que escreverei hoje, tem um pouco de cada um de vocês.
Tu e Tossan, cada um ao seu modo, contruiram Naus e Pontes simbólicas.

Naus, conduzem nos mares das navegações - Rede - WEB.
Tudo se transforma.
E o infinito se relativiza num toque, um click.
A guerra e a paz, também podem ser assim.
Um gesto, pode fazer ambas - Guerra e Paz.

Eu quero a Paz, e a farei. Hoje.
Tu e Tossan, são resonsáveis.
Há pontes de madeira, também.
Há pontes que são os amigos que fazem
Mas a verdadeira integração, o entrelaço amigo, o amor, promove.
E eu amo, amiga acredita.
Amo que chega dói.
Estive 'guerreando', é verdade.
Porque somos humanos e o amor é sempiterno. Em serendipidade com o ódio.
A paz é sempiterna em serendipidade com a Guerra.
O feminino e o masculino.
O yin e o yang.
O caos e a ordem.
A razão e a emoção.

Tudo é gesto. E o gesto, posso fazer. Porque a ponte e a integração disto, já foi feita.

Verás daqui há pouquinho, o que a compreensão de tudo isto, isnpirou, com o lastro do amor.
E há ambas as faces, Paula.
Estás certa, amiga.
Léo também está certo. Portugal é diferente.
Isto são as serendipidades - diferentes que se completam, se encaixam. Epifânias.

Do 'Nada ao Tudo', compreendi o meu papel em tudo isto, que não foi teatro, foi dor vivida.

Beijos minha querida.

Fantástico teu post e obrigada pela mensagem secreta que, por tuas mãos e as do Tossan, ele trouxe prá mim.

Luiz Caio disse...

Oi Paula! Como vai?
Que linda homenagem à Portugal, e ao seu amigo português! Tornar real uma amizade virtual, apesar da distância, não é tão dificil... Quando se quer realmente!

TENHA UM LINDO DIA!
BEIJOS.

Humana disse...

Que lindo poema Paula, tão cheio de sentimento!
Ientifiquei-me com a forma que te descreves e ao propósito do teu blog.Ali no meu "cantinho", também estou eu por inteiro.
Voltando ao poema, sei bem o que é sentir esta atracção imensa por quem está do outro lado do oceano Atlântico e é maravilhoso!
Um beijo grande de Portugal.

O Profeta disse...

A portugalidade expressa em sublime poesia...

Doce beijo

Sol da meia noite disse...

Uma linda poesia...
Braços que se estendem por sobre o oceano...

Beijinho, com muita amizade *

Pena disse...

Olhe, Fantástica Amiga, considero este poema a mais bela homenagem de amizade do Brasil lindo com o meu Portugal, língua de Camões que nos une pelo sentimento...É linda...
Deliciosa, atitude.
É um Ser Humano inigualável, entende?

Beijinhos
Com fascínio e maravilhado...
Cordialmente...

pena

Amarísio Araújo disse...

Linda declaração de amor,Paula.Pelo
jeito,mais uma conquista portuguesa em terras brasileiras...
ou seria uma conquista brasileira em terras portuguesas?
Um grande abraço.

Verônica disse...

Ótimo texto!!!
Ora pois...
Tenho muita vontade de conhecer Portugal, acho lindo...
Beijosss

Everson Russo disse...

Minha adoravel poetisa, como todo poema sempre nos deixa uma duvidazinha, uma deixada pra pensar, achei superlindo o seu, coisas do tipo, vejo tuas ilhas, flores, sonhos, encontro belezas, esta tao perto, escuto sua musica, ao menos a primeira vista é amor, mas pode não ser, pode ser amizade, sempre existirá uma duvida nas linhas da poesia, ou entrelinhas, muitas vezes o poeta ve a cor ao seu modo, ve ilhas bailando no ceu, girassois no mar, nuvens no coração, eu fico aqui a pensar, o dia que encontrarmos explicação pro sentimento verdadeiro de uma poesia, perderá toda a graça da descoberta....nem sei se me expliquei, acho que mais me perdi entre suas linhas...rs...rs...rs...mas lindo demais, quanto a suas visitas...rs...rs...eu realmente sinto sua falta, tanto que voce sumiu por dois posts e um deles, não sei se voce percebeu, foi exatamente uma coisa que voce sempre me falou e me pediu, aliar um post a um comentario, estava eu totalmente entorpecido pela sua poesia, comentei, e do comentario que aqui fiz, montei meu post, dai me lembrei que voce tinha razão..rs...rs...rs..ao menos nessa deu certo....quanto as imagens, seu chefe tem problemas...rs..rs..eu procuro sempre uma foto que tenha uma historia, jamais colocarei a nudez pela nudez, vejo sensualidade e nada mais...rs...rs...sei lá, se eu estiver errado pode me dizer....grande beijo em sua alma, linda tarde de carinho e por aqui, um calor danado....

Luiz Caio disse...

Já pensou se o atendente fosse eu, hem Paula!... E você dissesse algo que me fizesse lembrar de você. E a gente se descobrisse por lá... Que surpresa tão agradável sería, suponho, aos dois! Mas moramos tão distante um do outro, que uma coincidência dessa sería quase impossível... Sem contar o fato de que eu nem trabalho em uma loja, de qualquer natureza!

MAS DE QUALQUER MANEIRA, FICA NO AR SEMPRE O TALVEZ, DO CAMPO DAS POSSIBILIDADES!

E FOI MUITO BOM SABER QUE VOCÊ, AO MENOS POR ALGUNS INSTANTES, PENSOU EM MIM, ESTANDO FORA DESSE NOSSO MÁGICO MUNDO VIRTUAL...

BEIJOS.

Cadinho RoCo disse...

Eta que tem paixão solta no ar.
Cadinho RoCo

Bewtho Sides disse...

Esta ilha é linda Paulinha, e a Fernanda nasceu bem...Anjo voltei de férias, estava precisando. Beijão e vc continua linda, na pessoa e em tudo que faz.

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, O TEXTO ESTÁ MARAVILHOSO E A FOTO AJUDOU A EMBELEZAR O CONJUNTO... ADOREI AMIGA... BEIJINHOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

L.M Tavares disse...

Criança...

Tem algo pra ti lá no blog...

Espero que goste !!!

Abraços...

Paz e bem !

Bandys disse...

Hoje com o seu
ja é o quarto blog que visito que fala dos nossos irmãos portugueses.
Adorei,
beijos

Anônimo disse...

De um Ponto, vem um Conto!

quem vai entender?

bj

TODO NOSSO disse...

sou bisneta de portugueses dos dois lados,adoro essa cultura,sem palavras,mas se entendi bem,tem um irano portugues na parada né,kkk
fui em morretes, com o profe,passamos a graciosa de carro, estava tempo fechado, mas um dia combinaremos voltar a turma lá , qdo tiver sol, cheguei segunda, esqueci de levar a maquina digital,kkkkk
sou maluca mesmo!!estava vendo as imagens de alagoas,deu maior saudade de minha terra, o mar de lá e maravilhoso!!bjs meus e do Sérgio,tem post dele la no todo nosso!!!
ele está se mudando, mas assim q se instalar, fará visitas,poucas,mas fará!!
bjs Paulinha!!!
ótima semana!!
Elane e Sérgio

TODO NOSSO disse...

corrigindo quis dizer, irmao e escrevi irano,oxi q to louca!!kkk
bjss
lane

Grace Olsson disse...

Paulinha, prometo que quando vc for a Portugal, voarei 3 horas e meia para te ver ou vc virá aqui.Ès bem vinda, princesa..beijos e dias felizes

Lay disse...

Países tão próximos por seu passado e ao mesmo tempo tão distantes geograficamente que agora se unificam numa só escrita.
Sabe que meu sonho é um dia morar lá?

PS: Podemos marcar agora em fevereiro pra nos conhecermos =D.

Beijos Paula.

Maria disse...

Bonito poema a Portugal com foto da Fernanda!
Uns querem viver cá outros querendo ir pra lá... vá lá a gente entender...

beijo

(sim, Paula, as fotos são todas de minha autoria. Quando saco da net, digo...)

Simples Assim... disse...

Gosto muito da sua ousadia ao escrever. Não porque fala de sexo ou de temas complexos, mas porque fala de sentimentos genuínos. Isso sim é expor-se, mesmo que o que vc escreve não seja o que vive, ainda sim há muito de vc ali. Gosto disso.

Simples Assim... disse...

Não resisti e voltei porque vc comentou sobre um assunto que me interessa muito. A relação de quem escreve com suas escritas e a relação da escrita com o leitor. Pra mim, é isso. Por mais que as pessoas tentem encontrar inteiramente o escritor em seus textos, isso não é possível. O máximo que podem encontrar é uma parcela dele. Acho mesmo que depois de escrito, o texto ganha vida, é como um filho. Nele se vê muito, muito mesmo de quem o gerou, mas não tudo, e nem sempre de uma forma tão clara. Então, quando lemos estamos nos relacionando com o texto, e não com quem escreveu.

Isso faz com que, pra mim, não importe muito se o que leio por aqui aconteceu ou não, importa mesmo que está ali, é algo vivo, verdadeiro nesse contexto.

Mas, mesmo pensando assim, entendo que muita gente confunda tudo, por tentar ler tudo ao "pé-da-letra". Especialmente quando o escritor é adepto de tantas metáforas vivas, como vc. Tudo culpa sua... rs.

Bjin !!!

Pedro Ivo disse...

Olá meu amor, é tão bom ler suas peixões e desejos. Eu nunca tive vontade de ir a Portugal, minha mãe já esteve lá e gostou. Eu, eu não tenho essa vontade, pelo menos ainda. Mais adorari encontrar um português lindo!

Beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
que bela companhia,
fernandinha e o tossan,
são adoráveis,
*
VOLTEI . . .
,
alentado me sinto
com a tua visita,
,
navego,
no mar do contentamento,
espumando sophia,
entre o sal de pessoa
e a fenda de redol . . .
,
vagas de gratidão, deixo-te,
,
*

F. Reoli disse...

Paulinha, ainda tô com a cabeça meio preguiçosa por conta das férias, mas logo volto a escrever... por enquanto vou colhendo uns cliques interessantes e postanto pra compartilhar com vocês... grande beijo!

Carolina Diniz disse...

Tem um presente pra vc lá no meu blog...

Beijos

Simples Assim... disse...

Quando estava na escola e tinha que fazer as provas de interpretação de texto, sempre me sentia meio tola. Achava aquilo tão desnecessário, absurdo até. Mas um dia entendi que aquilo não era pra medir se eu conseguia captar as reais intenções do escritor e sim a percepção do homem comum. O que uma pessoa normal poderia entender daquilo que foi escrito. Na verdade, acho que aquilo era pra testar até que ponto as criança estão prontas pra estabelecerem uma comunicação social, ou seja, nos limites do adequado, do socialmente esperado.

Mas, agora chega de conversa fiada e vamos ao que entendi do teu post... rs.

Vc inicia o poema com uma conversa com Portugal, o berço de imagens, sons e gostos que tanto te agradam, mais do que isso, que tanto te são próximos, familiares até. Logo depois fala das pessoas construindo a ponte que te levará até seu fim (finalidade e final do poema). O português. O português que te toca, te descobre, te desvenda, que faz distância parecer um conceito muito, muito, muito discutível.

Fica no ar se esse português é um ou vários... um povo. Mas isso não é o x da questão. O realmente relevante aqui não é quem desperta, mas o que foi despertado em vc.

Bom, dessa vez não me senti tola como quando fazia as provas de português. Sabe por quê? Nesse caso específico, vejo algum sentido em interpretar um texto. Aprender, apreender, não um monte de palavras estruturadas num contexto, mas uma pessoa, que sente, que pensa, que vive.

vanessa lopes disse...

Adorei o visual...
uma lótusss lindaaa!!!
ótimos ares por aqui...
e vc entra no meme ou não???

O Sibarita disse...

Rpaaz! kkkkkk O que será? Me parece que brasileiro não tem valor só pode ser! kkkkkkkkkkk

Nada contra os irmãos portuguêses, mas, pergunto: quem viu por ai uma portuguêsa da net se engraçando com algum brasileiro? Se houver é caso rarissímo! kkkkkk

Agora já as brasileiras em relação aos portugueses, nunca vi chover tanto na horta dos portugueses, será que os brasileiros estão me baixa? Só pode ser... kkkkkkkkk

Tem blogueira por ai que já esqueceu até como se escreve em português do Brasil, agora, escreve em português de Portugal, é cada uma! kkkkkkkkk

E você fia ja começou a escrever em português de Portugal?

Valha-me Deus! kkkkkkkkkkkkkk

bjs
O Sibarita

Ruberto Palazo disse...

Mundos diferentes unidos por uma lingua, assim vejo a uniao desses dois países.... mas alem da lingua, a cultura, culinaria e tantas outras coisas que temos inspiraçao e influencia deles.....

Eu como descendente nao poderia deixar de comentar esse texto lindo...

Beijos

Jardineiro de Plantão disse...

É muito raro eu ler outros comentários neste seu Blog ou em outros, comento se me aprouver e pronto... Mas este tópico... eu tinha de ler de fio a pavio os comentaristas do seu Blog... Cheguei a sorrir com as ideias expostas por alguns... quer sorrir... do meu querido amigo e comentarista Tossan... com aquela do pau... me lembrei, que dos primeiros Portugueses a ficarem no Brasil foram uns travestis desterrados pelo reino e ali deixados por Cabral... é ler a carta de Caminha... Sorriu...
Outro sorriso surgiu quando um seu comentarista afirma... que não entende o que se passa com as Brasileiras... pois chove mais no quintal blogueiro dos Portugueses... será que os mesmos deixados por Cabral chegaram a criar descendência... sorriu.

Se sorriu já valeu a pena os trocadilhos...

Pela parte que me toca... agradeço o encanto pelo meu Portugal e seu povo... mas eu retribuo me sinto verdadeiramente encantado com tudo o que é Brasileiro.

Abraço desta vez com um grande sorriso.