sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

É tão ruim...
Ver você assim
Tão, tão....
Sem definição
Sem tempo certo

É tão ruim....
 Ler você assim
E não poder estender minha mão
 Dizer uma palavra de conforto
Oferecer meu colo

É tão ruim...
Sentir você assim
E não poder conversar
Lhe ouvir
Ou enxugar a lágrima caso ela teime em escorrer

É tão ruim...
Me sentir assim
De mãos atadas
Coração apertado
A alma inquieta
Por sentir você assim

É tão ruim...
Não saber o que está acontecendo
 Não poder desnublar o tempo
Colocar música nas suas palavras
 Ou te levar pela mão
Para um lugar sossegado
Onde o silêncio
Acalmasse seu coração
Aquietasse a sua alma
 E fizesse sorrir arco íris

34 comentários:

Helena Paixão disse...

Adorei ler este poema em que soubeste descrever magnificamente a impotência que muitas vezes sentimos perante a tristeza de quem nos é querido. Genial!

Beijos e feliz fds

Dona Sra. Urtigão disse...

Oh, Paula,
ao ler isso logo se pensa neste ou aquele amigo que sabemos estar sofrendo. Tão bonitas suas palavras, tão amigas.Já
sabia, e isso só comprova, sua bondade.
Abraço!

Café da Madrugada® Lipp & Van. disse...

Lindo poema!
e linda foto!
... mesmo com o tempo feio,
é possível se ver coisas lindas!
... essas simples coisas, que nos dão força.

Gilbamar disse...

Entender o que se passa no comportamento da pessoa amada, no seu jeito diferente de ser, nas mudanças repentinas e tantos outros motivos faz com que nos abramos para o diálogo e a paz.

Bela poesia, amiga Paula!

Fraterno abraço do amigo Gilbamar.

Cotovia disse...

...às vezes é preciso deixar cair a lágrima do outro e esperar no nosso lugar que o tempo cure a ferida.

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Aquietar a alma...
Lindo!
tenha um bom final de semana, cheio de paz e alegria.
beijos

Saara Senna disse...

Olá!

Adorei o poema, muito bem colocado poema e foto.

As vezes a vida fica assim... cheia de indefinições, como um tempo nublado!!

Beijo grande :)

Nanda Assis disse...

qndo amamos queremos proteger.

bjosss...

Luciene de Morais disse...

Quando nos sentimos assim, bom mesmo é cuidar da gente. Sei que é isso, mas sinto como você. Beijo, amiga.

Mai disse...

Paula,

este eu passo, sinto, penso, calo e choro.

Beijos,
Mai

Philip Rangel disse...

Primeiramente venho agradecer a você meu amigo leitor que está aocmpanhando constantemente o Entrando Numa Fria em sua Materia Maquina do Tempo..é de grande valia saber sua opiniao.muito obrigado.

Sobre seu Post:

Mais um texto apaixonante ne Paulinha....vc soube da valor tmb a gravura....

bjos

Camila disse...

Lembrou a mim...
=/

beijos

Quase Trinta disse...

Acho ruim e pior angustiante esse sentimento de impotencia.
De não poder fazer, de n!ao poder estar....
Se pudessemos simplesmente roubar a pessoa e fazer de tudo um lugar melhor...
suspiros por aqui..

bjs e ótimo final de semana

Angela disse...

Este sentimento me ronda sempre,a impotência perante alguém querido,alguém que se quer ajudar.
perfeito seu texto.
Beijo.

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Eu vi um arco-íris hoje! *-* e comecei a rir sozinha no meio da rua... algumas pessoas olharam pra mim como se eu fosse louca, outras retribuiram o sorriso e uma criança, só uma criança, soube o motivo do meu sorriso. E ela sorriu de volta, na mesma intensidade, nas mesmas cores!
Beijos e borboleteios

Maria Dias disse...

Sabe de uma coisa? Fazemos amizades por aqui e nos afeiçoamos sem nem sentir e quando o outro lado não dá mais notícias nos sentimos estranhamente impotentes(ou um zero a esquerda)... Não sei, mas acho q é assim q vc se sente agora.Impotente diante da cortina de fumaça q não te deixa ver o q está acontecendo do outro lado.Estou certa?

P.S.Torço pra q teu amigo esteja bem e dê notícias!

Beijos de boa noite.

Avassaladora disse...

É tão ruim esse sentimento de impotência diante de tudo...
Se sentir assim, mãos atadas, voz calada, um nada!!!
Ah, esses amores!
Isso não é fácil!

Beijos e carinhos

Cadinho RoCo disse...

É tão ruim não estar bem!
Cadinho RoCo

Everson Russo disse...

Mas tenha certeza que só de escrever e dedicar esse poema, já é uma mão estendida, um coração aberto, um caminho em busca de paz, de tranquilidade, tanto quanto passa esse arco iris no céu. mas nem te conto, to conversando com alguem exatamente nesse instante,,,minha amiga e poetisa Paula Barros...conhece? um anjo e um amor de pessoa....beijos e um lindo final de semana...

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA TOCAS-TE O MEU CORAÇÃO AMIGA!!!
UMGRANDE BEIJO DE TERNURA,
FERNANDINHA

Sedokao Morutaru disse...

é tão triste "/

Bandys disse...

Nossa cada vez que venho aqui ta diferente!!Rsrs, gosto de mudanças, mas nem tanto..
Vou mudar o meu qualquer hora nada de especial talvez minha foto, quem sabe?)(*&¨%$)

Seu poema é belo

Onde o silêncio
Acalmasse seu coração
Aquietasse a sua alma
E fizesse sorrir arco íris
:

Humm

beijos

mangapinto disse...

Amiga, que belo poema, triste, no entanto é reconfortante saber que o nosso coração sempre se abre para o nosso semelhante. Parabéns.

abraços - Mangarosa

*Carol Carolina* disse...

aiiii, eu to tão "assim"....

parece que foi feito pra mim esse poema....

beijinhos

Monday disse...

realmente, esse poder nada fazer incomoda bastante ...

mas se não for grave, será questão de tempo ... um dia desses, o vento bate, leva o nublado embora e faz o sol aquecer os lábios, até eles se mexerem e criarem um sorriso ...

Joyce disse...

é tão ruim se sentir impotente e ate mesmo as vezes, inutil. sem bem isso ...

bjos!

De vez em qdo venho aqui!! disse...

q lindo post!!entao Paula,cortei os cabelos ano passado,agora estao crescendo!!foi maravilhoso a visita na casa da vilminha,apesar de eu estar cansada demais,esqueci tudo e ri muito com eles,q sao maravilhosos!!
vc viu o professor??menina,falei pro bicho emagrecer mesmo,ele qdo tinha 25 anos, era magrinho,a coisa mais linda,eu achava ele lindo,vou por a foto pra vc ver,era o tempo q estavamos tristes e nos perdemos.
mas apesar da correria,foi ótimo o passeio e encontrar essa turma,falamos de vc e Everson,se Deus quiser,combinaremos algo pra logo!!
bjsss
q tenhamos muitos arco iris pela frente!!

Anônimo disse...

Olá!
Vim lhe convidar para que conheça o meu trabalho de pintura em camisetas!
Até
http://ramasppfp.sites.uol.com.br/pinturaemcamisetas.htm

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Paula...está tudo ok sim, é que tem dias que é PHoda com PH maiúsculo...rs...desculpa o palavrão, sei lá, junta tudo de uma vez e aí complica, mas é assim mesmo, tristeza e alegria estão sempre trocando de lugar dentro da alma da gente...não tempos muita escolha, a vida é assim...lindo poema onde as palavras confortam, onde o silêncio se faz companheiro...
Um abraço na alma...valeuuuu...

tossan disse...

Não se preocupe a a vida é assim. Mesclas e mais.... Soa a mutação que só a gente não per5cebe. Nuca duvide. Beijos

Fatima Borges disse...

linda poesia.
belo blog
abraços

Amarísio Araújo disse...

Mas é tão bom querer tudo isso e fazer o que for possível...
Beijos

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, nota que tem um arco iris bem no fundo da foto, mas sempre é assim, pois a felicidade está na nossa porta e a gente acaba não vendo devido a nossa mania de orgalhar para o outro lado...

Sobre um certo e-mai que recebi, não importa a idade, ou aparência que os outros dizem que temos e sim como nós sentimos em relação a nós mesmo...

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

Deusa Odoyá disse...

Olá Paula.
um belo poema, porém real e triste.
Mas sempre procuramos ajudar quem precisa de uma mão estendida.
E isso pelo que ví, sabes o bem fazer.
Parabéns por essa sua alma bondosa e pura.
Beijinhos doces, minha amiga.
Fique na paz.
Regina coeli.