quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

foto Paula Barros
Silêncio....
Ás vezes surge quando muito ainda precisa ser dito
Ou quando mais nada adianta ser dito
Ele surge quando falamos e o outro não escuta
Quando falamos e o outro não compreende
Quando falamos e o outro quer ouvir outra coisa
O silêncio é muitas vezes a forma de dizer
Ou que não se tem mais nada para dizer
Ou que se tem muito para dizer e não se sabe como dizer
O silêncio às vezes é o receio de falar, de se expor
De magoar, ou magoar-se
Mas o silêncio, esse silêncio do não dito
Magoa, fere, inquieta
A quem não fala, a quem não escuta
Porque esse silêncio grita com quem não fala
Grita com quem quer escutar, e só escuta o silêncio
O silêncio
Que fala da indiferença, do desprezo, do chega para lá
Esse silêncio desperta vozes dentro da gente

37 comentários:

Franzé Oliveira disse...

O silêncio fala as coisas que querem calar, entende?

Bjos com ternura.

Raíza Rocha disse...

Escrevo-te toda inteira
Porque falamos pouco, tu e eu.
Teu silêncio, ás vezes, me arranha feito farpas.
Minha candidez foi por ti pisada.
Meus olhos desnudos, meu peito impaciente, meu corpo em brasa
esperam-te estremecidos.
Mas vou-me seguindo.
Ir me seguindo é o que faço quando te escrevo.
Às vezes ir me seguindo é tão difícil.
Às vezes termino desistindo.
Calo-me, então.

(raíza rocha)

Mai disse...

Mas Paula o silêncio é eloquente e pleno de palavra.


Vê a beleza que escreveste sobre um silêncio...
Assim ele vem.
Beijos, querida.

Marcella Castro disse...

O silêncio é agradável na maioria das vezes, mas como tu mesmo dissestes, o silêncio do não dito magoa, é angustiante.
Adorei o que escrevestes!
Beijo Paula!

Avassaladora disse...

Ah, Paula!
Silêncio...
Ele é horroroso...rs
Principalmente aquele das pessoas covardes...
O silencio covarde!
Aquele que arranca nossas entranhas!
E nada pior que conhecer um covarde!
Que se esconde atras do silêncio, para se proteger...como se com um silêncio cômodo, pudesse riscar, apagar, tudo...

Beijos, amiga!

PS: Desculpa o desabafo... Esse texto mexeu comigo...

Codinome Beija-Flor disse...

Paula,
Tão bom passar aqui.
Tantas vezes é no meu silêncio que encontro respostas.
Bjos

Mario disse...

O Silêncio se torna perfeito quando o falar se torna inútil, numa convivência sem harmonia. É louvável a boca fechada, nas horas que não se deve dizer nada.

Mario disse...

Olá, Paula! Voltei pra agradecer sua agradável visita ao meu blog.
Super Obrigado pelos comentários.

Grande Beijo.

Mario.

O Sibarita disse...

Ô é? O silêncio, é fia? Humm... kkkk Maio né? Aí chegou o dia de lá ele o silêncio! Tá bom... kkkkkkkk

Mas, o caso é que cheguei para tocar fogo na babilônia depois de dias viajando, como sempre, a trabalho, é mole é, vai me diga! kkkkk

Um belo poema como sempre escrevendo muito bem! kkkkkkk

Aproveito deixo aqui uma poesia também chamada Silêncio que nasceu em maio de 2008, opa! kkk Assim é conincidência de mais, ne não? kkkk Aliás, acabemos com essa conincidência: mudo a data da minha poesia ou muda a do seu poema? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk E agora? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Mudo a da minha poesia, pronto, estamos combinados assim? Em vez de maio que tal setembro de 2008? Combinou? Ah então beleza! Vou jogar as cajás!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

SILÊNCIO

Silêncio é o teu nome
mas não me assombre
por amores perdidos
e sonhos derretidos...

Se o silêncio é o meu fel
me manda uma porção do teu mel
e adoça o amargou do meu céu!

Se o silêncio é o caminho
o que fazer das tuas flores
que me mandaste sem espinhos?
E da tua voz, e do meu lirismo
seriam paixões ou abismos?

Retenhas o silêncio, me fala...
Fala-me dos sonhos, de ti, de mim...
Quando o amor é forte, não se cala!

A face do teu silêncio
são dias de meditações
em tempestades de mutações
ou seria o rifar dos corações?

O silêncio:
É dor contida
É flor perdida
É amor florescido
É rumor nascido
É horror de quem silenciou...

VALHA-ME SENHOR DO BONFIM! kkkkkk
O Sibarita

Mario disse...

P.S: - Parte 2...rsrs...

Esqueci de comentar sobre a foto deste post seu...

Perfeita!! Ela está no clima totalmente adequado, pra se falar da angústia que o silêncio causa.

Demais!!!!!!


Abração.

Gilbamar disse...

Por vezes o silêncio tem muito a nos dizer. Resta somente escutá-lo atentamente.

Fraterno abraço do amigo Gilbamar.

Vivian disse...

...o silêncio,
sempre o bendito silêncio
incomodando almas.

mas ele ainda é o melhor amigo,
tenha certeza disso.

bjus, amore

rodrigo franzao disse...

O silêncio é a observação do "eu" sem limites....

bjos amore....bom de semana p ti

tossan disse...

Belíssimo poema. Gosto muito quando vc usa lá cima esta tua linda foto! Beijo

O silêncio é uma lâmina
afiadíssima
que vai cortando lascas
pacientemente
do coração da gente.

E apesar de tudo
de ser silêncio
ele é um grito sufocante
aterrorizante
na alma da gente.

Sempre o desejamos
ardentemente
sem esperar, no entanto
displicente
que ele atenda a gente.

O silêncio é na verdade
misterioso
contém muitas histórias
doloridas
sobre a vida da gente.

Estou nesse momento
nos braços do silêncio
agarro-me a ele
com medo de cair
de repente...

Porque apesar de triste
é companheiro
e se temos que ficar assim
esquecidos
que seja no silêncio.
Ele faz parte da gente...

Terê Penhabe

Paulo Roberto disse...

O silêncio as vezes irrita
Mas as vezes é o melhor remedio
Para se dizer algo.

Gostaria que você olhasse um texto que postei...
Foi inspiração total de um momento que to passando.

Abraço!

Pedro disse...

O mais incrível é que, sem querer dizer, o silêncio fala. Para bem e para o mal.

Juliana disse...

O silêncio preenche qualquer vazio, e nos preenche tambem!

linda a foto, é a sua filha?

Camila disse...

"Ás vezes surge quando muito ainda precisa ser dito
Ou quando mais nada adianta ser dito."
Concordo demais e isso por vezes me irrita, ainda mais quando o silêncio é meu e não do outro.

Beijos

Everson Russo disse...

O silencio muitas vezes é um grito forte da nossa alma, é aquela reflexão que temos com nós mesmos, com o nosso interior, muitas vezes o silencio não é só das palavras, mas sim dos atos, dos olhares, dos toques, e quanto isso não diz pela vida? sentar nessa pedra, olhar pro mar, que em horas se revolta mas tambem se acalma e transmite paz, tudo que precisamos na vida é silencio de vez em quando....Obrigado pelo comentario de hoje, concordo contigo, a Marcia é linda mesmo, eu me encantei com aquela foto e ela me presenteou..rs..rs...virou poema....obrigado pela sua sensibilidade diaria, por ter paciencia comigo em ler minhas loucuras, em me trazer carinho....beijos em sua alma, tenha um lindo final de semana de amor e paz....

Daniel Savio disse...

O silêncio pode ser bom, ou ruim, mas com certeza aquele que acaba marcando, aquele provocado pela distância entre os corações...

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

Mario disse...

Não atualizei aquele, pois me trazem lembranças tristes, mas seus comentários me motivaram a criar um outro. E está no link aqui, ok?

Muitíssimo Obrigado por seus comentários, Paula!!!!!!

Me motivaram a contunuar a escrever.

Forte Abraço,

Mario.

Amarísio Araújo disse...

Paula,

Cada visita sua vale um milhão.
Portanto você nunca deve visitas,está sempre com crédito.
Sobre o silêncio você disse muito bem,como sempre faz.É certo que há o silêncio que fere,mas também há aquele silêncio como o único e verdadeiro lugar das palavras.

Um ótimo final de semana pra você.
Abraços.

Por detrás da malha fina disse...

Olá Paula.
vi seu comentário agora ha pouco. Estou de saida e não pude ler nada seu ainda - mas ja vi que voce é super visitada!

voce faz oficina que dia?

abraço,
ate mais.

Mario disse...

Olá, Paula!!! Nossa!!! Estou sem palavras pelo seus comentários no meu blog, viu? Está sendo um prazer indescritível ter sua opinião sobre meus versos!!!
Vc tem um brilho especial, algo espiritual intenso e cristalino.
Parabéns por ser assim, e que os Anjos Celestes te manhenham sempre assim. Ta bom?

Grande Beijo,

Mario.

Fernanda disse...

ás vezes o silêncio diz muuuito.
mais até do que mil palavras=)

Opuntia disse...

Precisamos aprender a ler o silêncio, ele diz muita coisa!

Bjos

De vez em qdo venho aqui!! disse...

Verdade Paula, as vezes o silencio nos diz mais q muitas palavras, pode ser bom ou ruim...
obrigada pelo comentario,adorei!!
bjao e ótimo fim de semana!!
Lane

Daniel disse...

As vezes, o silêncio consegue se expressar mais, que qualquer palavra proferida. Bjus e bom final de semana.

http://so-pensando.blogspot.com

Cecília disse...

Às vezes o silêncio nos diz muito.
Às vezes é preciso silenciar...

Tenha um ótimo final de semana!!!
Beijosss

Cecília disse...

Ah, esqueci:

Linda foto e ficou perfeita com o texto!

Luciene de Morais disse...

Pode até ser que o silêncio seja apenas para não se expor, Paula.
Mas quando vejo alguém agir assim, negando tanto ao outro, e o que há de mais simples, que é a palavra... tenho muita pena deste ser humano - notavelmente infeliz - para ter uma necessidade dessas!, e da sua escolha pela vilania, pela crueldade, pela impiedade. Porque sabe, sim, e muito bem!, que quem precisa falar e espera resposta, sofre muito.
A mim parece que precisa distribuir ao mundo a sua dor...

Beijoooooo

lua prateada disse...

Passei correndo
Com xuva,vento e frio
Passei voando
Arrastada por um fio.

Não passei por nada
Apenas ,porque de mim emana
Grande amor por meus amigos
Passei desejando bm fim d semana.

Beijinho prateado com carinho

SOL

caurosa disse...

Olá minha querida Paula Barros,
O silêncio é fundamental para que possamos ouvir a nossa voz interior, o caminho para alcançarmos a paz e a harmonia. Muito lindo.

Forte abraço

caurosa

Nanda Assis disse...

ainda prefiro o silencio a dizer palavras injustas.
mas nem sempre conseguimos este silencio.
adorei o poema.

bjosss...

Marisol disse...

Paula , eu gostaria de ser sua seguidora , mas não encontro esta ferramenta em seu blog , não sei porque .
Que faço?!!!
O silêncio fala mais alto que possamos imaginar ...

Sol da meia noite disse...

De todos os silêncios que possam existir, aqui falas do mais angustiante... daquele que ergue muros onde as palavras batem e caiem cansadas.
É um silêncio que grita, dentro de nós.

Amiga, um bom domingo e um beijinho *

Dona Sra. Urtigão disse...

Gostei do não-silencio daqui e de lá!