sexta-feira, 22 de maio de 2009

Sai do trabalho, fazia pouco tempo que tinha lido o encantador da Andarilha. O trânsito fluía, o piloto automático conduzia o carro, vozes dentro de mim conversavam. Véio, viu como ele escreveu hoje? Bacana demais, meu. Foi um giro total. Nossa! Estou perplexa, pasma. O bicho escreve demais, tem cada ideia. Aquela lá, me deixou sorrindo, tá ligado? Ainda bem, de vez em quando você chora, meu. E as vozes lá na rodinha junto da boca do estômago, e olha que não era boca de fumo, para estarem todos doidos, não paravam de falar. E eu mesma tendo que pensar rápido – sinal amarelo, pare, pare....ufa! Respirei. Coloquei as mãos na cabeça, vindo os dedos de baixo para cima, levantando os cabelos, desgrenhando tudo, segurando a cabeça por um instante. Senti o coração em euforia. E o sinal abriu. As vozes continuavam conversando, me ignorando. Me dei conta que eram jovens, mais ou menos quinze anos, tudo muito manero, numa boa, sem encucação, só curtição, no maior barato. Mas as vozes não eram minhas quando tinha quinze anos, é um quinze anos atual, bem atual. Ele provoca até fantasmas que não sabia me habitarem. Desde quando minhas vozes internas falam gírias? O carro seguia até a minha casa quase sem parar, feito o pensamento. Pô, vou ficar ligada nessa nova fase. Promete a maior viagem.

17 comentários:

caurosa disse...

Pois é minha cara amiga Paula Barros, nossa vida sempre receada de surpresas... A gíria, às vezes nos torna mais divertidos, mais próximo da alegria, da simplicidade, de todo mundo...

Forte abraço

CAurosa

Pelos caminhos da vida. disse...

Fim de semana iluminado amiga.

beijooo.

Vivian disse...

...demorô!!!

rssss

bj, lindeza!

Daniel Savio disse...

Ué, será que não é efeito da convivivência com os amigos da tua filha (bem como a mesma)?

Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade.

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

Luiz Caio disse...

Oi Paula! Como vai?

Talvez Você, inconcientemente, e às vezes, regresse mesmo aos seus quinze anos... Talvez, para aceitar melhor aquilo que você provavelmete esteja sentindo. Os adolescentes podem tudo!
Mas sabe de uma coisa!? Os poetas, os amantes, e os loucos, também podem tudo!... Sejamos então tudo isso, para poder falar de amor em paz!

TENHA UM LINDO DIA, E UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA!

BEIJOS.

mundo azul disse...

__________________________________

...é engraçado, como as gírias tem o dom de tornar qualquer conversa, mais próxima, mais direta...

Por vezes, chamo a atenção do meu neto, principalmente pelo modo como escreve seus textos na internet, mas, por dentro acho graça e admiro a facilidade dessa forma de expressão... Ainda não uso, mas, entendo!

Gostei muito do seu texto, Paula...Dá-nos uma oportunidade de refletir sobre mudanças...


Beijos de luz e um dia muito feliz!!!

Zélia

_________________________________

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

ai truta, maió manero, gostei da nova fase!!!ta ligada???!!!kkk

Paula, eu falo giria e confesso,nao sei viver sem elas,kkk

bjs e ótimo fds,adorei saber q meu tezto humilde serviu de ex.para alguem.
até mais, o me lascando de tanto trabalho da facul, é artigo,é relatório,monografia,aff.tudo para segunda feira...

Uma aprendiz disse...

Adorei, Paula

Meus filhos não falam muita gíria, mas meu irmão caçula é o maió barato, meu.
Além de falar, só curte rap. Preciso de tradução simultânea quando falo com ele. kkkkkkkk

beijos

Mai disse...

A D O R E I!!!
Um texto hiper interessante, super bem escrito, sacado.
Vives falando de criatividade, olha só, deste um banho de invenção, inovação.
Quem de nós não ouve esses tais fantasmas e sobras urbanas, adolescentes ou nem tanto?!

Agora, Ó:
Pô, meu 'irada', mana, essa 'parada' de fantasma adolescente, saca?
'Demorou' meu...(risos...muitos...)

Olha, Paulinha, não vejo a hora de poder te abraçar, cara.
Nós temos muuuuuuuitas conversas atrasadas,
muuuuuuuiiitas risadas guardadas, eu juro.
Tu irás constatar que jamais conheceste alguém, tão maluca e lúcida, quanto eu. E eu, ora direi que, após ler este texto, poderia arriscar que fosses minha paciente, serias o caso mais difícil, sobre o qual eu pensaria, enlouquecer ou me endoidar...(risos)

Beijos, andarilha maluquinha.
Fica bem.
Muito carinho.
Mai

Iana disse...

Querida...

Pode ter certeza que agradeço a Deus, pelos amigos/as que são a minha maior alegria e força positiva...

Como diz a canção: "Mesmo que que a vida tenha sido tão difícil... Você aquece meu coração e te tenho ao meu lado em todos os momentos... "

Mesmo "Virtual" mas tenho! E isso é muito importante para mim... acredite que seu carinho me ajuda a ultrapassar barreiras...

Os amigos formam na minha vida um belo Jardim em Flôr... Sendo sempre regado com amor e amizade, carinho e lealdade...

Pois você é leal com meu Jardim mesmo na minha na minha ausência rega com o calor do seu afeto e respeita meu silêncio e minha dor, sempre a me visitar..
Alegra a "Rosa Amiga"!

Tenho te seguido em silêncio...
Um forte abraço e muitos beijinhos
da rosa amiga
Iana!!! :)

Um FDS especial... jocassss

Blue disse...

Nem mesmo em pensamentos, a Andarilha consegue ficar sem viajar...
Legal. Mas essa de gíria, cada um na sua, meu tempo passou!
Beijos

Amarísio Araújo disse...

Paula,

Nem me imagino com fantasmas assim.
Mesmo que prometessem a maior viagem.

Que o seu final de semana seja maravilhoso,minha doce amiga.
Abraços.

Francisco disse...

A reciclagem é urgente, e as gírias se espalham, pois a adolescência, em alguns casos, dura até os 30 anos!
Aliás, gíria demais não será falta de leitura e conhecimentos gerais?
O bom da gíria, é que ela não está nem aí para o novo acordo ortográfico!
Um bom "findi", e um beijão!

Everson Russo disse...

Interessante texto, me leva a uma epoca da minha vida, talvez a dos garotos, eu tambem não tinha girias no vocabulario, sei lá, nunca me acostumei com elas..rs..rs..não que eu seja um Aurelio,,,rs,,rs,,tadim deu...rs..rs...mas eu sempre fugi dos "menas", questã e girias...rs..rs..rs...mas enfim, mas de vez em quando não, acho que todo mundo chora sempre...rs..rs...rs...avisa pros garotos....mas mudando o rumo da prosa, acho que o Livro agora sim ta chegando em suas ultimas paginas, nao ta dando nada certo, imagina que ja criei dois links pra testar, um ta sendo usado o www.olivrodosdias2.blogspot.com ----e já deu trava, criei outro pra fazer testes ho html, e chega uma hora trava, não entendo, o Barco ta travando, algumas pessoas me mandam email dizendo que nao conseguem entrar, outras dizem que o problema ta resolvido, eu já penso o seguinte, depois de quatro anos, devo um respeito e o minimo de condiçoes as pessoas que gentimente me visitam, voce está entre as especiais, e assim pra mim não dá, to achando que o problema é no blogspot, nso seu ainda nao, mas no Blue, fui visita lo ontem e hoej e deu o mesmo treco...muitos beijos pra ti, fique com Deus num lindo domingo...

Wilson Rezende disse...

Vou voltar sempre, beijos.

O Sibarita disse...

Que massa! O encantador da andarilha é um barato, só é! kkkkkkk

Qualé? Vozes internas, ô tia tá pirilutando? kkkkkkkkkkkkkkkkk

Paula muito bacana seu texto, aconchegante... kkkkkkk

bjs
O Sibarita