segunda-feira, 18 de maio de 2009

Gosto, mas não gosto. Se tem um coisa que gosto demais, mas não gosto, é escrever embalada na emoção do outro. É bom demais, as palavras vão saindo, de mãos dadas, parecem dançar por mim, em mim. É ruim. Começo a me apegar a quem escreve. Fico escrava da emoção do outro, que liberta a minha emoção. Adoro, demais. Fico salivando, sei que não parece muito poético esse termo, mas é assim que me percebo, me sinto. Penso que fico por uns momentos em parada cardiorespiratória. Algo me toma. Esquenta o corpo, a cabeça rodopia igual à válvula da panela de pressão. Ah, tenho medo. Já fui pega de surpresa e confundi com paixão. Reticente, vou caminhando lentamente de costas. Recuando, recuando, e caindo no abismo das minhas linhas tortuosas. O coração, bate um bum aqui, outro acolá, todo desconexo. Ah, fica quieto coração. Volto, ponta de pé, toda serelepe para roubar mais emoções. Alguém deve ter dito que ladrão de emoção tem cem anos de perdão. Também inverto tudo, músicas atropelo a letra, ditados, digo da melhor forma que me convém. Me dei a liberdade de roubar emoções para criar emoções. Gosto do friozinho por dentro, do calor por fora, ou sei lá, vai ver que inverti de novo. Não sou dona de mim mesma, nessas horas da paixão pelas palavras que despertam emoções.

43 comentários:

Cadinho RoCo disse...

Melhor não racionalizar.
Cadinho RoCo

Francisco disse...

As palavras têm esse poder. Fazem com que possamos trocar emoções, e de uma forma saudável, ficarmos aprisionados aos outros, que por sua vez, também ficarão assim conosco.
Um beijo!!

Everson Risso disse...

Bom,vamos por etapas,,,rs,,rs,,obrigado por me avisar do post, mas enfim, o sentimento é uma coisa unica,é como um segundo, na mesma hora que está, não está mais,por isso que eu digo que a poesia é o instante e o momento primeiro do amor, muitas vezes nos pegamos viajando nas linhas dos outros, sou assim tambem, mas explicar o sentimento é mais complexo, nao consigo nem o meu, mas me envolvo tambem com o que as pessoas escrevem, me vejo ali dentro, outras vezes já passei por aquilo, e no final das contas, acho que o amor, ou os perifericos dels, essa foi terrivel, saõ todos iguais em todos os lados da vida, emoções e emoções, então sempre digo tambem, se voce se encontra numa poesia, ou numa musica, ela passa a ser sua, porque não? Foi nessa onda que no ano de 84 me idenfifiquei com Renato e Legiao, o que ele escrevia era o que eu vivia, muito louco, aqueles lances de solidao, de nao entender o que o amor significava, nao acreditar, parecia que era pra mim, ou seja, eu me via naquilo tudo, sem contar que ele sempre escreveu na primeira pessoa, então, era eu mesmo..rs..rs..entende? e quando me dei conta, comecei a escrever tambem na mesma linha, claro que to longe de ser poeta, e mais longe ainda de Renato Russo, quem sou eu?mas enfim, o sentimento é tudo igual, a gente sofre, sorri, se alegra e se entristece da mesma maneira,,,acho que ja to me perdendo...rs..rs...mas é isso...beijos querida, tenha uma linda noite e uma otima terça, e nao se importe em se envolver com as linhas dos outros, os sentimentos sao iguais...

Everson Russo disse...

Shazam...tive que voltar,li seu email, mas nao tinha lido seu comentario, rs..rs..hoje vai me ter em bis..rs..rs...Tá vendo o que são as palavras? a força que elas tem na nossa cabeça? Quando me vem todas aquelas loucras que escrevo, tipo, quero pegar a lua, saltar em nuven,xiii,saltar ficou meio gay, andar..rs.rs..rs...divagar em cometas, falar de natureza pouco palpavel, já logo se vem a explicação de que o amor não existe nesse nivel de dimensao que vivemos, ele tem que transcender de outra galaxia, sabe como é né? não que nao existam pessoas legais, tem sim, mas o que nao existe são pessoas querendo viver o mesmo amor inifinto, hoje, uma noite, sexo e bye bye, eu, como um velho romantico quero um pouco mais, quero uma manha em que ainda vemos o ultimo suspiro da lua, o primeiro raio do sol, sei la, aquelas coisas fora de moda, vou te contar um segredo, esse vai te deixar com medo de mim, é louco..rs..rs..rs...eu acredito em tudo que escrevo, com todas aquelas linhas, só nao acredito no amor, porque nao acho que tenha alguem que possa entender tudo daquele jeito, com toda aquela utopia, aquele lirismo, porque o amor gostoso é aquele sem fronteiras, sem dimensão, sem bandeira, hoje aqui, amanha ali, mas sempre amor, e nao por uma noite ou uma canção...rs...acho que é isso...beijos de novo e mais uma vez, uma linda noite pra ti...

Cleo disse...

Vai invertendo assim as emoções, lindo texto.
Beijos com carinho e uma feliz semana.
Cleo

Everson Russo disse...

Its me again...rs..rs...mas é bem por ai, querer todo mundo quer, mas ninguem quer se doar, quer sempre receber, e receber mais do que dar, dai o amor fica meio zonzo, fora do ar, recolhido, porque aquele amor romantico, de carregar flores, de olhar estrelas e tudo mais, ta fora de moda, demode, tal como essa palavra...rs..rs..rs...e o negocio de bater o sinho, arrepiar, transpirar as maos, friozinho na barriga, isso a gente ta correndo risco sempre, a cada esquina, por isso minha amiga, ando no meio da rua entre os carros..rs..rs....o perigo é bem menor do que cruzar com algum olhar...rs..rs..sei la, talvez eu escreva com mais facilidade do que possa amar..rs..rs..beijos....

Mai disse...

Eita! Danousse, Paulinha...
Eu achei bárbara esse teu autoretrato em que língua, salivas. E quem te disse que língua salivando não é poético? Qualquer dia te escrevo e irás te convencer que, não há nada mais poético do que uma sede saciada por línguas que salivam o desejo de degustar, seja o que for ou a quem for...

Já te disse que venho degustando teus textos e, estás bem 'panela de pressão' hein?
Hoje sou eu quem te digo:
Cuida-te, mulher e, olha só, deixa salivar, vai...(risos)

Carinho,

Mai

Vieira Calado disse...

Bem...

O que é preciso é despertar emoções...
sobretudo emoções estéticas.


Bjs

Eurico disse...

Quanta estesia! Essa apreensão emocionada da palavra alheia, também sinto. E senti aqui, ao te ler agora. Isso é muito bom. Nos aquece.

Abraçamigo.

Leo Mandoki, Jr. disse...

..é uma relação quase vampiresca qnd gostamos de alguns autores...textos...eu, por exemplo, gosto de me reencontrar em quem gosto de ler...e muitas vzs a paixão da leitura é isso: necessidade de reencontro.

Jéh disse...

Primeira vez que visito.
E com certeza visitarei mais vezes.
Seu blog é super aconchegante.
Parabéns!

BeijoOs!
Linda semana. =)

Daniel Savio disse...

Profundo, mas quem te provocou para isto?

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

q lindo,roubar emoçoes pra criar emoções...lindo
Paulinha,hj precisava escrever,mas prefiro sumir uns tempos do q envenenar os blogs,pdoe deixar,vc é maravilhosa,bj querida Paula,sei q sou aprendiz da vida,mas no engulo hipocrisia, me da vontade de vomitar!!!
por isso sofro tanto;
bj

lane

Codinome Beija-Flor disse...

Paula!
É quase brincar de "bem me quer", "mal me quer" ? Não é ?!
A gente adora arrancar cada pétala, mas com um medo danado que que a última seja :"mal me quer".
Coisa de gente maluca meu comentário, mas sei que você me entende.
Bjos

Nanda Assis disse...

vc é linda paula. alguem que le sentindo o que o autor sentiu ao escrever, e que ama fazer isso e escreve tão lindo feito vc, é alguém muito especial.

bjosss...

Luiz Caio disse...

Oi Paula!

Não tenha medo!
Esta emoção, por si só, já é uma coisa boa, e ainda mais se o coração está querendo lhe dizer algo... Eu sei que ouvir o coração as vezes é bem complicado, mas, quando ele quer falar mesmo não dá sossego, fica batendo descopassado até conseguir fazer-se entender... Ás vezes não adianta pedi-lo para calar-se! Melhor mesmo é deixá-lo dizer! O que vier depois, viría de qualquer maneira!

PAULA, EU TAMBÉM TE ADMIRO MUITO E SINTO MUITO CARINHO POR VOCÊ...

TENHA UM ÓTIMO DIA!

BEIJOS.

meus instantes e momentos disse...

Essa é a Paula.....
Beijos e saudade de vc.

Dauri Batisti disse...

Se é bom ou não, não sei, mas o que tu descreves fez com que surgisse para nós um belo texto. E se o fruto é bom.........

Um beijo.

Everson Russo disse...

Bom,adorei o debate ontem,rs,rs,aumentaram nossas visitas um ao outro isso e bom, a genta acaba se decifrando mais, desejo a voce um lindo dia, muito produtivo e de muita paz...beijos na alma...

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola!! Palavras que despertam emoção, tem cheiro e forma de poema,srrsrsrsr.Um texto gostoso de se ler.Tudo bem com você?? Tenha uma semana iluminada.

BJS

Poeta Mauro Rocha disse...

Caros amigos convido todos a participar e votar no meu blog,srsrrsrsrrsrrs

O Top Blog Prêmio é um sistema interativo de incentivo cultural criado no ano de 2008 pela MIX Mídia Digital (Doravante denominada TOPBLOG), destinado a reconhecer e premiar, mediante a votação popular e acadêmica (Júri acadêmico TOPBLOG), os Blogs Brasileiros mais populares, que possuam a maior parte de seu conteúdo focado para o público brasileiro, com melhor apresentação técnica específica a cada grupo e categoria descritos neste regulamento.
O objetivo do Top Blog Prêmio é promover, divulgar e patrocinar a iniciativa dos proprietários de blogs que interagem socialmente pela rede internet com finalidade de compartilhar seus conhecimentos, idéias, experiências e perspectivas, contribuindo solidariamente com o desenvolvimento social e cultural do País.
As inscrições para candidatar-se ao TOPBLOG são gratuitas e somente podem ser realizadas por meio do site http://www.topblog.com.br.

Um grande abraço!!!

Maria Dias disse...

Vc diz escrever a quatro mãos?Comigo nao rola!Já tentei mas eu travo acredita?Mas me dê assim um tema q aí eu embarco(gosto de desafios!).

P.S.Voltei para o Avesso...Nao sei me dividir mas nao consigo largar meu avesso e agora?rs...Bem ao menos minhas cores voltaram pq me sinto bem novamente!rs...

Beijos!

Simples Assim... disse...

Entendo perfeitamente o que vc escreveu. Às vezes leio algo e imediatamente me vem uma série de ideias, de emoções, como se fossem mesmo desdobramentos do que acabei de ler. Nesses momentos, sinto claramente que nada daquilo viria à tona se não fossem as palavras/emoções alheias. Mas se isso for um crime vejo de cara duas atenuantes. A primeira é que tudo aquilo já estava guardado em vc, em algum lugar, não dá pra tirar leite de pedra, entende? A outra é que se vc "rouba", por outro lado, vc cria emoções. É querida, dos seus escritos também nascem "paixões". Sou meio suspeita (inclusive da prática do possível crime), mas acho mesmo que vc merece 100 anos de perdão... rs. Bjs de admiração.

Eduardo Miguel disse...

De vêz em quando é mesmo bom se deixar levar pela emoção e escrever uma positiva válvula de escape, salivemos pois então mesmo que nem seja tão poético assim...
Abraço grande!

Avassaladora disse...

Paula Barros!

E desde quando somos donas das emoçoes, quando estamos amando?

Não somos donas de nada... Somos tomadas, invadidas, e nada nos resta a não ser amar!


Beijos e carinhos pra ti!

Allyne Alves disse...

Era mais ou menos isso que eu estava querendo dizer no meu post anterior...

Também concordo plenamente contigo querida!

Beijo

Vivian disse...

...êita momento de intensa
emoção acabo de viver aqui,
my Godzinhudusky!!! rss

vc não existe, menina!

vc não existe!

bj n'alma.

JC disse...

Por vezes quando lemos algo de alguem as emoções vêm à flor da pele. Parece que estão adormecidas e de repente saltam.
Mas é bom quando alguém faz om que fiquemos desse jeito.
Beijinhos

Everson Russo disse...

Um lindo dia pra voce menina, muita paz e muitos sorrisos pra aliviarem a alma...beijos carinhosos e atualizando ja sabe...call me....beijo

Amarísio Araújo disse...

Paula,

E não é que agora me deu um friozinho por dentro e um calor por fora?!

Devo estar com garantia de perdão por todas as vidas que viesse a viver,então.É só continuar vindo aqui.

Beijos.

Diego! disse...

As palavras...Tudo culpa delas!

Ainda bem que podemos colocar culpa, e mesmo assim fazer uso!

©tossan disse...

Paula, não tem nada não, leia outra vez Carlos Drummond de Andrade e vais salivar mais ainda!
Beijo

Sam disse...

Mas o que são as palavras se não uma entidade real. Coisas de nós humanos, elas precisam ser iguais para se fazerem sentir, digerir, salivar... poetizar.

Aproveite essa sensibilidade.

beijos

glória disse...

escrever tem corpo, tem um fluxo de seduçào que ora nos arrebata para um nào sei onde, ora deixa que falemos por nós mesmas. Inverter tudo é como trocar as pernas, é como baralhar os nomes; o que digo me pertence ou fui tomada pela palavra do outro? O que posso te dizer é que teus escritos te ultrapassam, fala de lugares que você nunca viu e viu e como boa encantadora de palavras, cada linha tua me conduz e me enche de afeto. bjs moça.

Blue disse...

Palavras despertam emoções,
quando escritas com a alma e coração.
Aqui sempre encontrei,
estas duas combinações!

Beijos

Cαmilα ♥ disse...

Ai Paulinha... eu me perco e me acho. Fico louca e transcrevo racionalidades.
Amo... mas tenho medo!

Beijos querida!

Paulo disse...

Mas se não fosse assim não seria passional.

Paixão é isto Paula

Pedro Ivo disse...

Você e suas emoções são minha paixões que eu amo de mais!

Everson Russo disse...

Oieeeeeeeeeee,bom dia, tudo bem contigo? olha eu aqui pra desejar a voce uma quinta feira cheia de amor e muita paz no coração...beijos na alma....fique com Deus sempre....

O Sibarita disse...

Oi fia! kkkk Gosta e não gosta, é? Ah bom... kkkkkk

Todos somos movidos a emoções principalmente quando se lê coisas boas iguais as suas.

Mas moça, é isso, o bom é tudo aquilo que nos envolve, que nos sentimos dentro do contexto e nos trazem por vezes desejos... kkkkk

Escrever na emoção do outro, nada demais, mostra a afinidade, a admiração e até o amor existente, né não? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Tá rebocado, tô na emoção do seu texto e ai? kkkkkkkkkkk

bjs
O Sibarita

Sol da meia noite disse...

As emoções fazem que nos sintamos cativos.

Um abracinho
:-))))))

Moni disse...

É, mas as vezes parece inevitável não nos deixar levar....
já vi seus comentes em vários blogs amigos e resolvi vir te visitar .. gostei daki!!! beijosss

Ruberto Palazo disse...

Palavras despertar emoção, mas será a mesma emoção para diferentes leitores ou até mesmo para aquele que as escreveu? E o que será do Ladrão de emoçoes se ele as rouba e nao sabe o que fazer com elas, já que elas pertencem exclusivamente a quem as sentiu? POr isso que essa profissão de ladrão de emoçoes deve estar falida.. bom mesmo é ser vilão, e ao invés de roubar emoçoes, provoca-se emoçoes....rsss

Beijooo