quarta-feira, 24 de junho de 2009


abril - do avião
Saboreio nuvens
 Pôr do sol pertinho do céu
Pinta as brancas nuvens
De tons laranjas, sabor mimo
Me movo parada
As nuvens passam
 Pôr do sol tranqüilo
 Raios em minha alma
 Tintas pintam céu, nuvens brancas, meus olhos
Pôr do sol em mim
Saboreio nuvens laranjas, vermelhas
Sabor algodão doce

39 comentários:

yehuda disse...

sabareio só a ti
se tu és tudo de tão belo
neste perfeito poema

Sam disse...

Hummm, bom sentir a liberdade de quem sente o perfume e o sabor das nuvens como ninguém! Beijos

Avassaladora disse...

Saborear nuvens..

Andar na nuves..

Isso, minha amiga, são coisas do amor...rs

Que possamos saborear, andar e coloriar as núvens, com as cores da alegria...


Beijos e carinhos!

Zek disse...

ahhhh essas nuves são convidativas a serem saboreadas...., tem gosto de sonhos, de vida, de historias !!

Que delicia


Bjs

Francisco disse...

Só podia ser coisa de menina-voadora!
Estava sentindo falta dos teus voos.
Beijos alados!

Tatiana disse...

Um soneto doce e belo!

Saudades daqui!

Um beijo repleto de meu carinho

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Paula, valeu pelo voto lá no maninho...
Ontem vendo uma reportagem sobre um filme lembrei de vc e do jornalista seu amigo. É que a estoria é sobre um jornalista que gosta de pedalar, e numa dessas suas pedaladas sofre um acidente e acaba conhecendo um morador de rua. Este morador de rua é um exímio instrumentista que sofre de esquizofrênia e acabou nas ruas como um mendigo. A estória se não me engano é baseada em fatos reais...deve ser interesante o filme...
Sobre o poema...cor de laranja, dá para fazer uma laranjada...Ter o por do sol na gente, é renascer...
Um abraço na alma...

Maria disse...

Amo voar acima das nuvens. Tem algumas que parecem castelos e aí eu invento estórias...

E voar em direcção ao pôr do sol?
Fica sempre uma ligeira risca azul/alaranjada no horizonte...

Beijos

Betho Sides disse...

Seus textos são saborosos no sentido da fome de ler mais, maisa, mais...e elevar-nos às alturas...Beijão

Dica disse...

Saborear nuvens.. e com sabor de algodão doce. =)
Foi tão leve e bonito pra mim ler isso.

;*

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

q lindo o saborear das nunves!
leve s suave como algodao doce!!
bj Paula,adorei!

Kelly Campos disse...

Estas imagens estão lindas!

Amarísio Araújo disse...

Paula,

Saborear nuvens,encantar-se com as nuvens,colorir nuvens...tudo tão poético,tão lírico,tão rejuvenescedor.Há um amor de criança nestes seus versos,menina!

Obrigado pelo seu carinho de sempre em meu recanto...leva-me às nuvens.
Beijos com carinho e admiração.

Sol da meia noite disse...

Viajar por cores e sabores, em perfeita comunhão com o acontecer dos momentos...

Belo e profundo o que aqui escreveste.


Um beijinho *

Dois Rios disse...

Linda imagem, Paula!

Não como avistar o céu do céu.

Beijo,
Inês

Valdemir Reis disse...

Olá amiga Paula, bom te ver! Belissimo trabalho, encantado, maravilhoso, parabéns. Apresento o texto abaixo:
“Antes de falar, escute.
Antes de julgar, espere.
Antes de rezar, perdoe.
Antes de escrever, pense.
Antes de desistir, tente.
Na busca por mim, descobri a verdade.
Na busca pela verdade, descobri o amor.
Na busca pelo amor, descobri Deus.
E em Deus, tenho encontrado tudo.
Enquanto navegar pela vida
Não evite tempestades e águas bravias.
Apenas deixe-as passar.
Apenas navegue e continue.
Sempre se lembre:
mares calmos não fazem bons marinheiros.
O mais importante em qualquer jogo não é vencer,
mas participar.
Da mesma forma, o mais importante na vida não é o triunfo, mas o empenho.
O essencial não é ter vencido, mas ter lutado bem.” A. d.
Agradeço fortemente de coração a sua atenção e a sua gentileza. Deixo votos de uma semana repleta de muitas conquistas, muitas bênçãos e que reine a paz, saúde e proteção, brilhe sempre! Fique com Deus. Encontraremos-nos sempre por aqui. Felicidades.
Valdemir Reis

Caurosa disse...

Olá minha querida amiga Paula Barros, adorei o seu "saboreio nuvens", minhas visitas são sempre muito saborosas quando passo por aqui.
Parabéns.

Muita paz, harmonia e mais inspiração,

Forte abraço

Caurosa

tossan disse...

Paula....Sabe açucar é uma coisa mito ruim, prefiro mel! Açucares me dão damp e me enjoam, mas a tua poesia eu gosto muito! Beijo

Pelos caminhos da vida. disse...

Lindas imagens Paula.

beijooo.

Philip Rangel disse...

Eu saboreio a vida...o saudade de ficar vendo o por do sol e esqeucer dos bremas....


lindooo
bjos

Tata disse...

Oi Paula,

Adorei teu post e vou dizer pq....
1º pq adoooro o pôr-do-sol, 2º pq tbm sempre achei que as nuvens pareciam algodão doce!!!

Lido seu texto! E FOTOS!

bjinhos

Mai disse...

O sol deita e põe o sabor das laranjas na boca e os tons de laranja no céu. E as nuvens, agora laranja, dão leveza aos voos nos tons de laranja a quem voa, sentada em poltronas dos boeings, voando de frente ao ecran dos PC's ou ainda plantadas no solo com a cabeça nas nuvens, nas asas da imaginação...
E ainda bem que há tantas formas de voar...Eis ai a verdadeira liberdade!
E eu gosto de voar contigo e dar asas a minha imaginação.
Com febre ou sem febre eu voo.

Abraços, amiga.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Paula,

Olhando essas imagens me deu até um frio na espinha... como eu tenho medo de voar, mas não tem jeito, sempre dou o meu jeito.

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

Nanda Assis disse...

algodão doce sabor de por do sol, doce é vc!!!!!!!!!
lindas imagens e palavras.
senti daqui o calor.

bjossss...

Érica disse...

Que sensível.
Muito lindo.
Adorei, beijos!

Everson Russo disse...

Nossa, achei perfeito o saboreio nuvens, tenho tentado isso, tenho sentido um vazio enorme nos ultimos dias, quero um dia estar na leveza da sua poesia, saboreando e pairando entre nuvens, pintando o laranja e o vermelho do ceu, sentir o sabor de algodão das nuvens, poder tocar o por do sol, sei lá, to me sentindo estranho e essa poesia me deu uma calma, uma serenidade, me fez dar um salto no infinito, to precisando dos raios na minha alma...beijos querida, tenha um lindo dia....

Hermilaine disse...

Oiieeee,bom dia.Tô visitando teu blog e gostei muito.Posso seguir?Abração pra você.

O Profeta disse...

Nasceu!
Nascem a todo o instante
Os sentires vindos da alma
Tatuados a cada semblante

Um beijo na tua procura
Um abraço fica suspenso
Um sorriso desponta da tristeza
Um olhar prende o momento


Boa semana


Doce beijo

O Profeta disse...

Nasceu!
Nascem a todo o instante
Os sentires vindos da alma
Tatuados a cada semblante

Um beijo na tua procura
Um abraço fica suspenso
Um sorriso desponta da tristeza
Um olhar prende o momento


Boa semana


Doce beijo

LOURO disse...

Querida amiga Paula:

lindas fotos... e um belo poema...
Parabéns!!! Gostei!!!

Beijinhos de carinho e amizade,

Lourenço

Metamorfose disse...

Lindas fotos, quem não gosta de núvens... eu gosyo mais de observá-las com os pés bem acentes no chão.
Beijo

Vênus disse...

Oi,Paulinha

Quanta sensibilidade neste poema!Passa para quem lê um por de sol,com cor e sabor.Dá até água na boca..Parabéns!

bjus

As Chamas do Fénix disse...

Paula
e é tão bom voar ...


Uma grande chama para ti...beijos

Pena disse...

Olá, "Paulinha" rsrs (desculpe!) Amiga Fantástica:
Um poema soberbo de um ser sensível, harmonioso. Um sentir nas "nuvens" delicioso.
Admirável. Lindo. Terno.
Nota: DESLUMBRANTE de pureza e beleza poéticas.
Beijinhos amigos de respeito pela sensibilidade adorável que vive dos seus sonhos deliciosos, fantásticos e maravilhosos.

Brilhante!
Com cordialidade e encanto.
Respeitosamente....

pena

Fabuloso. Notável. Sensível. Um versejar "alucinante" de beleza e pureza do ser. Do amor.
OBRIGADO pela sua amizade.

MR disse...

Amei.

Adoro tirar essas fotos.

Voo demais.

Algo tem que compensar os aeroportos.

Blue disse...

Saborear nuvens é que nem comer um algodão doce? Se for.... é bom!

Beijos

Denise disse...

Moça que viaja em imagens e palavras.

Saudades!
Sempre é uma delicia voltar aqui

beijos

Denise

Daniel Savio disse...

Até parece um texto da andarilha, mas pelo jeito, é um texto da Paula mesmo...

Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade.

Mas é um bom texto.

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

O Sibarita disse...

Que belezinha fia! Cada dia mais lhe adoro, seus poemas são tão delicadinhos, bem que Sibarita me falou, virei fã! Humm...



bjs
ZéCorró