segunda-feira, 22 de junho de 2009

Li um texto lindo falando de cafuné . Logo lembrei de você. Meus dedos sentiram vontade de acariciar sua cabeça, fazer cafuné. Imaginei você deitado no meu colo, conversando sobre qualquer coisa, trabalho, a vida, viagem, família... E o meu colo sentiu o peso da sua cabeça. O calor do seu corpo. O seu cheiro. Sei que você gostaria de um colo, de carinho, de uma companhia. Pode não ser a minha. Mas a minha vontade é que no meu colo estivesse a sua cabeça. Que nos meus dedos eu pudesse sentir os seus cabelos. Que nos meus braços estivesse seu corpo. Queria poder encaixar meu corpo no seu. Sentir o corpo todo latejando. Sentir cheiros. Ouvir sons. Olhar nos olhos. Sentir os toques. Ouvir as fantasias. Sentir os desejos. E os beijos. Quero você!

31 comentários:

Simples Assim... disse...

"Imaginei você deitado no meu colo, conversando sobre qualquer coisa, trabalho, a vida, viagem, família... E o meu colo sentiu o peso da sua cabeça."

O colo sentiu o peso da cabeça. Daí fiquei pensando que "peso" nesse caso é só força de expressão porque imagino que conseguir sentir em seu colo o contato da cabeça que vc queria afagar é conseguir estar com alguém mesmo estando longe. E essa ligação deve dar justamente uma sensação de leveza tão grande que a pessoa descobre que sabe voar. Já a ausência, a solidão, o colo vazio. Isso sim deve pesar um mundo inteiro.

Esse texto seu me lembrou uma música da qual gosto muito, chama Samba de um Minuto, da Roberta Sá. Não exatamente pela letra, mas pelo tom da sua escrita, pela delicadeza.

Sabe de uma coisa? Vir aqui me acalma. Bjs.

Avassaladora disse...

Paula, tem dias, ou noites, que o destino conspira contra...rs

Amiga, já é o terceiro blog, todos de amigas queridas, que fala desse desejo, desse sentir, dessa vontade de sentir o outro...

E a gente lê, relê, se vê, e não tem o que fazer!

É muio querer junto...


Boa semana para vc...


Beijos e carinhos!

Vivian disse...

...neste friozinho gostoso,
é tão bom quando podemos
desfrutar de um enroscar
de corpos, e entre peles
e pelos sentir o calor
da paixão...

hummmmmm

rss

bjbj, lindeza!

tossan disse...

Sabe, as vezes fico pensando: A sensibilidade da Paula é marcante e quando ela está inspirada, nem colo, nem cabeça seguram a emoção da sua poesia ela canta em cada letra. Comentei a Sam e agora te comento, embora o tema seja igual o texto tem a sua própria personalidade. Beijo

http://eduardopoisl.blogspot.com/
Veja lá o que o meu amigo fez...
Ainda bem que o coração está bom...

Leo Mandoki, Jr. disse...

eu sou meio perigoso qnd me deito no colo de uma mulher. Por isso, prefiro que seja ela a deitar-se no meu ( e msm assim não deixa de ser perigoso na mesma)
beijos

Kelly Campos disse...

Muito profundo! dá vontade de ter alguém no colo! rsrsrrsr

Beijos

Everson Russo disse...

Lindo demais, dá aquela sensação de aconchego, de carinho, de paz, afago no cabelo, onde voce se entrega, se arrepia, sonha, ir falando ate as palavras sumirem, um carinho cercado de infinito,,,muito lindo, muito gostoso...beijos e um otimo dia...

Marcos Campos disse...

Oi Paula!!
Acho que tem gente que tá apaixonada...rsrsrs!!
Beijo!!

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

isso é bom mesmo,nem falo nada!!kkk
todos tem esse desejo!
bj Paula e ótima semana!!

Mai disse...

Dar colo, dar seu colo e fazer um cafuné. Fazer um carinho qualquer ou simplesmente dizer estou aqui.
Acolher, carinhar, conter, dar-se ao outro, dar alguma coisa de si, por simples querer.
E tu sempre dás e muito porque eis ai uma marca que é muito tua, a intensidade.
Abraços, Paula.
Fica bem.

LOURO disse...

Querida amiga Paula:

Como é bom ter um colo, ter amor e ter carinho e ter alguêm que nos dê um cafuné...

Beijinhos de carinho e amizade,

Lourenço

Francisco disse...

Terminei de ler o post, todo despenteado...mas feliz!
Um beijãozão!

Iana disse...

Amiga

Também achei lindo...
Sabe, quando estava lendo estava
pensando... como é bom sentir tudo isso, como é bom viver tudo isso...
e começar apenas por um cafuné!

Beijos minha linda amiga
sua rosa amiga passou por aqui
deixando o perfume das flores
Iana!!!

Sam disse...

Ahhh querida. Obrigada pela parte que me toca (falando de cafuné rsrs) Bom saberq ue minhas palavras ditas de coração, na intensidade das sensações e que são "jogadas" aos versos nunca são em vão.

E vou te confessar, é só falar em cafuné que eu lembro dele, quero ele, sinto ele... cheiro,gosto, presença, calor... tudo, tudo, tudo.

E eu, queria que meus braços fossem enormes e tivessem quilômetros de distãncia para alcançá-lo aonde ele estivesse agora.

Sinto tanta falta do meu amor, do menino que plantou sorrisos pueris no meu coração e que agora, muito mais que encaixar o corpo dele no meu.... era encaixar a minha alma na dele. assim, na ponta dos dedos, num carinho na face, num sorrir de olhos, num beijo abraçado, abraço beijado. Numa sinestesia de nós.

Saudades, mtas saudades!

Beijos querida

Diego Gonçalves Amaral disse...

tem vezes que precisamos do cafuné e outras que queremos dar o cafuné, essa necessidade de trocas é mágica - muito bacana e envolvente o texto da Sam... gostei!

bj pra ti!

Allyne Alves disse...

Texto maravilho Paula, eu também estou com essa sensação e essas vontades esses dias, mas estou empacada por algumas coisas que eu sei que logo se resolverão...

Beijao querida!

Princesa disse...

Um sorriso nada custa,
Mas vale muito e enriquece...

Dura apenas um instante,
Mas pode, na lembrança,
Durar a eternidade....


Estou esperando um sorriso seu!
um beijo

Dina =) disse...

Nossa!
Que lindo!
Viajei aqui nos meus pensamentos...
Beijos
^^

Blue disse...

Que dizer e falar sobre um carinho, uma carícia apenas? Deitar no colo, conversar, deixar o tempo passar.
Haverá algo de melhor a fazer neste mundo? Como queria também!
Não tenho, apenas soidão, tristeza. Apenas ler e escrever. E sonhar.
Acho que isso é triste. Que devo fazer? Visitar blogs amigos e pedir carona neste colo?

Frio....... inverno chegou. Chuva... uidade.
Lágrimas...

Beijos. Perdão! To no fundo do poço. E olha que devo aguentar nosso amigo de BH na quinta..... coisas de futebol!

Sam disse...

Ahhh qurida, u que gradeço sempre pelo carinho lá em casa pela oportunidade em desfrutar desse compartilhar de tão belas sensações e sentimentos que fervilham aqui.

Querida, por acaso tem MSN, Orkut?
Gostaria mto de tê-la par conversar, trocar un versos, histórias.

Fica bem. Beijo meu.

Luz disse...

Paula

Tou chegando...
Senti uma energia boa.
Acho que vc vai conseguir fazer esse cafuné.
Amar é tuuuuudo!
Beijinhos

Everson Russo disse...

Minha querida,acabei de ler seu comentario...rs..rs...a imagem é só um complemento, um desenho da fantasia e do amor a ser buscado,encotrado, ontem por exemplo, estava eu com o post totalmente pronto, que é o que vai daqui a pouco, e buscando a imagem, de repente vi aquela imagem, e fiz o texto pra ela, mudei o post em cima da hora...rs...rs....acho que to sempre assim, perdido no mundo e em minhas fantasias loucas de um dia ver o amor de perto...mas enfim...sei la...não, dia 24 nnão é feriado aqui, o que comemoram ai? beijos e uma linda noite...e voce tem razão, eu e o Blue nos damos bem com tais imagens,,,ele dá show...rs..rs...

Everson Russo disse...

Voltei pelo outro comentario...rs...rs...achei legal voce em crise com a lua...rs....rs...eu vivo assim, meio lunatico, ando correndo atras dela pra ela me dizer o que fazer, coisas de madrugadas de solidaõ, frio, sons, e ela me diz tanto, mas tanto, nao sei se ela é o meu reflexo de solidao lá de cima, daqui eu escrevo olhando pra ela, um dia vou escrever dela olhando pra minha janela...beijos...agora vou publicar o post...

Avassaladora disse...

Querida, as madrugadas são ótimas companheiras...rsrsrs

Vc aí em Recife, eu aqui nas Gerais... e a vida nos levando...rs

Obrigada por estar sempre por perto...

Adoro vc, amiga!


Beijos!

Everson Russo disse...

Uai,cade minha poesia de hoje? ou refelxão,ou algo falando de amor? to esperando, já que é feriado ai...rs..rs...mas heim, dessa vez voce exagerou...rs..rs...entrando de joelhos e esperando o templo do amor abrir..rs..rs...um dia eu chego la, to correndo em busca disso, mas enfim, obrigado pelo carinho e pelos elogios, me deixam com o ego daquele tamanho, e quanto aos versos, acontece mesmo, tem horas que o estoque zera, mas como diz uma musica do Roupa Nova, "se o amor valeu, eu empresto um verso meu pra voce dizer..." bom né? Adorei seus comentarios de ontem e hoje, estavamos em tempo real, obrigado pelo carinho e pelos elogios que me dão forças pra continuar o Livro, e continuar acreditando num futuro legal, e claro, obrigado pelas traduções, sempre muito importante sentir a sua visão...beijos na alma e um dia de paz e carinho, e bom feriado, aqui ralando....cansado, e doido pelo sabado...rs..rs...beijos

Olavo disse...

È lindo mesmo Paula..
tem hora que a gente só quer isso..
colo.
Beijão

Cris Vieira disse...

Paula

Que texto lindo, como é bom um colo, um carinho e um cafuné.......
bjs

ANIMAÇÕES disse...

Vim agradecer sua tentavia de votar em meu clipe...
Espero que vc goste quando assistir..
Muito lindo o texto deste post...
Mais uma vez obrigado..
Beijim...

Paulo R. Diesel disse...

Um carinho leva a outro que leva a outro que leva a outro. Um bom texto (como o da Sam) leva a outro bom texto como o teu.
Parabéns, Paula

Daniel Savio disse...

Aff, deu saudades do meu amor...

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

O Sibarita disse...

Ô beleza esse encaixe perfeito, né não? kkkkkkkkkkk

Texto instigante... Que da vontade, da sim, valha-me Jesus! kkkkkk

Da zorrraaaaaaa... kkkkkkkkk

bjs
ZéCorró