domingo, 21 de junho de 2009

Poção-PE - Paula Barros





A visita



Você chegou, puxou o tamborete da cozinha, e começou a conversar. Muitos meses se passaram desde o dia que deixei as portas abertas para você entrar. O café no fogão a lenha, cheirava. O pão torrado com manteiga, a simplicidade, postos à mesa. Uma conversa boa. O melhor era a felicidade de ter você conversando comigo. O prazer indescritível. Você trazia uma bagagem enorme das suas viagens. Viagens pelas estradas do interior. Onde as curvas da mente guardam o passado. O passado que está ali no próximo cruzamento. Muitas vezes tendo que nos fazer parar. Você viaja e eu vou junto, tento. Nas suas viagens você vê suas paisagens, eu vejo as minhas. Muitas e muitas vezes paisagens ressecadas pelo passado, mas vivas dentro de mim. Algumas viagens são mais leves, sem turbulências, quando preciso voar. Sem buracos na estrada, quando preciso seguir a pé. Outras viagens são complicadas, turbulências, nuvens carregadas, chuvas nos olhos. Outras, buracos enormes, inacessíveis ainda. O melhor de tudo, a melhor viagem é me ver, me pegar, me resgatar, me guiar....e sorrir para a vida. As vezes é preciso olharmos pelo retrovisor da vida para fazermos uma viagem mais tranquila. Nunca deixe de viajar. Apareça sempre.
Estou indo junto....

38 comentários:

Codinome Beija-Flor disse...

Paula,
Ler seu post é como pudesse me sentar no banco do carona, vou olhando a próxima curva, vou olhando a paisagem, às vezes campos floridos, outras vezes um enorme deserto, há montanhas, cachoeiras...
Enfim, a vida é mesmo feita de paisagens, uma grande viagem.
Bjos

Garota Misteriosa disse...

Muito ineressante este seu texto, gostei, é verdade não podemos deixar de viajar, mas sempre é necessário olhar a bagagem e verificar se está tudo ali mesmo, bom geralmente é bom estar com a bagagem leve, quando a mesma está pesada é sinal que temos que rever nossos conceitos e atitudes perante a nós mesmos e ao nosso próximo.

Gostei da mudança do layout do seu blog.

Bjinhos

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDA PAULA, GOSTEI DO TEXTO... DESEJO-TE UMA BOA SEMANA... ABRAÇOS DE AMIZADE E CARINHO,
FERNANDINHA

Bandys disse...

Paula, quanto tempo!!


Hoje, olhei pelo retrovisor da vida...

beijos

T@CITO/XANADU disse...

Oi Paula!
Obrigado por comentar em xanadu/poesias.
Pois é...
Para ser jornalista em qualquer parte do mundo civilizado é preciso ter no mínimo, vocação e prática. Dispensa-se o bom senso, como se dispensa o estilo e a impertinente gramática. e agora por fim, dispensa-se também o diploma de formação específica...
Isso é Brasil.
P A Z !
Tácito.
PS - Gostei mto do seu Blogg
Voltarei sempre.

Mai disse...

Não conheço Poção, Paula. Mas conheço os 'tamboretes' e o fogão à lenha que chamusca de preto a parede inteira das cozinhas de rebocoe o cheiro da comida eu pude sentir por aqui.
Hoje já deve estar 'rolando' o cheiro de comida de milho no ar. E eu me acabo em saliva só de pensar, lembrar, desejar comer.
Oh! Djaxo de nostalgia ´gastronômica que me lasca.
Festa junina é muito bom, não?

Beijos, querida.
Bom feriado pra ti.

Nanda Assis disse...

que gostoso, fiquei imaginando. adoro momentos assim.

bjosss...

Codinome Beija-Flor disse...

Depois que você passava eu ainda estava terminando a postagem, eu escrevi o motivo do poema, se tiver tempo volta pra ver.
Bjos

entremares disse...

Era uma vez um viajante...

Bem que poderia ser o título do seu post, creio. E tem toda a razão, tudo " isto " não passa de uma deliciosa viagem, alternando sol e chuva, vento e tempestade. Eu próprio grito e protesto de cada vez que tenho um furo... mas esqueço-me de sorrir quando o sol rompe por entre as nuvens, e surge um arco-iris no céu.

Coisas da vida, não é ?

Bom fim de semana.

Everson Russo disse...

O mais interessante pra mim, um ser totalmente urbano...rs..rs...nasci no interior do Texas, mas vivi minha vida toda em Nova York, é que voce me fez sentir aquele cheiro de interior, de mato, de café, que nem gosto muito, rs..rs..rs...aquela conversa ao fim da tarde, a viola, aquele aconchego do interior, coisa que nunca vivi, mas quando a gente deixa as portas abertas, sempre aparece alguem com uma historia pra contar, um carinho a dividir, um sorriso e um olhar, muito lindo, reflexivo e emocionante seu post...beijos na alma e uma linda semana de amor e paz...

P.S. Texas = Manhuaçu
Nova York = Belo Horizonte.

Maria disse...

Viajo frequentemente feita vagabunda por aí. Umas vezes só, outras (tantas) acompanhada. Mesmo quando viajo só estou sempre com as minhas memórias, portanto, acompanhada...
Ah, e quando viajas eu também vou, sempre, contigo...

Beijo, Paula

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem selinho la pra vc amiga.

beijooo.

Uma aprendiz disse...

Eu viajo por aqui, Paula.
Sempre tem novidades que me fazem pensar em mim.
Na verdade, acho que me tornei uma andarilha que viaja contigo.

Um lindo domingo pra ti

beijos

Sam disse...

Ahhh, estou aqui a pensar com meus botões: Dificil encontrar alguma viagem dentro da gente que não nos traga chuva nos olhos. Se não é de alegria, de saudade, é de tristeza, de dor.

Eu sei, às vezes é preciso mergulhar e pisar fundo nessas nossas estradas, por que seja mais difícil voltar.

Bonita história. Simples e emocionante. E eu, amo a simplicidade das coisas deste e de qualquer outro mundo. Adoro a simplicidade rica que é guardada em sua alma, mas se transparece em cada curva dessas suas esquinas escritas.

Beijos Meus.

Gabi Magnani disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabi Magnani disse...

Paulinha! Tava meio sumida mas já voltei, sacomé, provas. Sobre seu texto, parece que todas as pessoas que comentaram ficaram imaginando a cena. Você escreve muito bem, as palavras acrescentam uma imagem. Lindo.

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

viajei com vc!!
lindo demais!!bela paisagem!!
ótima semana Paula!!
bj

Vivian disse...

...a melhor que viagem
que faço constantemente
é viajar pra dentro de
mim mesmo,
e é claro yambém passear
pelos blogs 5* como este aqui...

você é linda com as palavras!

adoro

bj

Menina do Rio disse...

A magia do encontro depois de longa ausência, o cheiro do café, o pão quentinho, as histórias pra contar a mesa. Essa é a melhor parte da viagem...

Boa semana Paula.
beijos

Vênus disse...

Oi,Paulinha

Que texto lindo!!!!Nossa...adorei!Adoro este tipo de dissertação.Parabéns!!
"O passado que está ali no próximo cruzamento. " foi demais..
Não vou te perder mais!

Beijos

Prof. Israel Lima disse...

Minha amiga
Paula Barros

É uma hora sempre tê-la em meu espaço.
Obrigado por sua visita e comentário!
Volte sempre!

É muito bom está aqui neste seu espaço maravilhoso e rico em informações.
Parabéns!

Tenha uma magnífica semana.

Um grande abraço.

Luiz Caio disse...

Oi Paula! Boa noite!

Você e esta sua sensibilidade, que eu particulamente, adoro!

TENHA UMA LINDA NOITE DE DOMINGO, E UMA ÓTIMA SEMANA!

BEIJOS.

Blue disse...

Linda postagem Paula Andarilha! Viajar é preciso, alguém um dia disso e eu faço disso uma espécie de lei para mim.

Na verdade, a vida é uma viagem.

Muitas vezes saimos sem saber qual o destino e é nestas viagens que mais emoções encontramos. Noutras viagens, preparamos tudo, roteiro, dias, até mesmo locias e horas são marcados. E aí sai tudo errado. Voltamos mais estressados do que quando saimos.

Adoro viajar. Adoro olhar pelo retrovisor. Aliás, postei assim um dia, com uma foto bastante parecida com esta tua de hoje:

"...Palavras perdidas
Pronunciadas ao vento
Que saem voando
Janela afora do auto em movimento...."

Beijos e boa semana. E aqui o inverno bateu e deixamos-o entrar....

Amarísio disse...

Paula,

Cheguei a sentir o cheiro do café feito no fogão à lenha e me veio à boca um gosto doce da minha infância interiorana.Obrigado pela porta sempre aberta por aqui.

Obrigado pela atenção e o carinho de sempre;ontem em especial.O meu coração vai bem e a conexão já está quase boa.

Uma linda noite de domingo e uma semana maravilhosa pra você.
Beijos.

Patrícia Kobayashi disse...

Belo texto!
Viajar sempre é bom, mesmo que seja somente nos pensamentos...

passe no Palavras Cruzadas quando puder!
abraço
boa semana!

tossan disse...

Paula este é um daqueles textos memoráveis...Legal mesmo! Beijo

Déia disse...

Que delícia, me leva !
Adoro olhar o retrovisor... e pensar se valeu a pena ...
Olhar por onde ja passei, olhar e refletir meu passado e acelerar em busca do meu futuro!
Quero ir...sem destino...

Ruberto Palazo disse...

Suponho que na vida todos sejamos Andarilhos de nossas proprias vidas, e nem sempre nossa vida tem uma cronologia quando voltamos ao passado em nossos pensamentos, nao é?

Beijos

Gilbamar disse...

E vamos nós juntos viajando nessa inteligente estrada da inspiração, saboreando aqui e ali aquele pit stop necessário para tomar um cafezinho amadeirado como um bom vinho envelhecido.

Poético abraço.

Leo Mandoki, Jr. disse...

..é viajar é bom né..ja tem algum tempo q nao viajo...e ai me sinto enclausurado aqui em leiria...
um beijo

LOURO disse...

Querida amiga Paula:

Lindo texto...Viajando na estrada da inspiração!!!Gostei!!!

Quanto ás minhas fotos,é o pico do Areeiro, o ponto mais alto da Madeira, e o que vez são nuvens...

Beijinhos de carinho e amizade,

Lourenço

Everson Russo disse...

Uma semana muito linda e de amor intenso pra ti minha querida,,,,beijos na alma...e atualizando...call me....

Francisco disse...

E quem não gostaria de conversar com você, sentado num tamborete, tomando aquele café, e desfrutando da sua inteligência.
Nem precisa pedir para ir junto!
Um beijão!

Blue disse...

Olhar pelo retrovisor...
Sei que não verei a Sibéria...
Quem sabe vizualizarei o Nordeste...
Se o carro estiver indo ao Sul..
Mas não esqueça,
Posso estar viajando com o carro,
engatado na marcha a ré!!!!

Beijossss

Denise disse...

e cada viagem um novo roteiro...

adorei tudo aqui...vou voltar sempre!!

beijos azuis

Nazare Varella disse...

lINDOSSSS

Daniel Savio disse...

Texto bonito, mas será que o personagens são tão ficticios assim?

Pois acho que cada um de nós podemos relembrar um fato que nos leve para esta conversa.

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

O Sibarita disse...

E eu também a tira colo, e ai? kkkk

Essa andarilha não é mole não, é coisa boa sim! Venha! kkkkkkkkkkk

Porreta!

bjs
ZéCorró