segunda-feira, 1 de junho de 2009

Final de semana Pesqueira e Poção.
Cemitério na estrada - muro caido. Penso em fazer uma série de fotos de cemitérios.
A morte me faz pensar na vida.
Hoje estou triste com a morte de um colega de trabalho.
Mesmo assim convido vocês a passearem comigo pela estrada entre Pesqueira e Poção, agreste pernambucano. Um pouco do que vi nesse final de semana. A maioria das fotos foram batidas de dentro do carro.




A experiência de fotografar nessa viagem foi super interessante. Minha irmã decidiu fotografar, e terminei olhando o que se passava com outro olhar. Porque ela queria fotografar tudo, não perdia nada. Parava a todo instante, em todo lugar, causando um certo estresse, porque eu e minha mãe estávamos com medo de um acidente na estrada. Mas valeu e muito.
Olhar as pessoas



Esse rapaz atravessou a rua lendo, foi preciso diminuir a velocidade, parou na calçada e continuou lendo. Paramos o carro bem junto, tiramos várias fotos e ele nem notou.





As ruas já estão esperando o São João e o São Pedro. O prédio onde funcionava a estação ferroviária de Pesqueira
IGREJAS
Catedral de Santa Águeda (em reforma)
Réplica da Catedral de Santa Águeda. Feita por dois irmão, na época com 15 e 16 anos, com caixa de fósforos cheias de cimento. Um dos irmãos é falecido. O outro é arquiteto, deve ter 68 anos. Um dia fui a Pesqueira e conversei com ele, me imaginando o tal jornalista que gosto da forma dele escrever. Foi interessante, daria uma história.
Gravatá dos Gomes - municipio de Poção
Igreja do Colégio Santa Dorotéia
Catedral de Poção
Convento
Igreja no Alto da Serra. Dia com neblina, aproximando com o zoom.
Gosto de bater fotos de Igrejas.
CARROS


ANIMAIS



Passarinho comendo na bandeja na praça de alimentação de Caruaru.

22 comentários:

Nanda Assis disse...

"show de imagens"!!!!


bjosss...

Everson Russo disse...

Como sempre voce da show em suas fotos, a gente de fora acaba viajando na sua viagem, e olha o que e a cabeça de um doido como eu, me chamou a atenção a foto daquela arvore cortada, acima da verde e cheia, diga me se ela não parece uma mão pedindo ajuda, quando a pessoa ta caida e levanta a mao pedindo auxilio...que viagem....beijos na alma e uma linda terça feira...

D.Ramírez disse...

Uma das minhas vontades é sair por esse Brasil afora, ir nesses lugares, conhecer pessoas assim e claro fotografar cada parte disso tudo. Ir sem pressa, parando, ficando, e clicando. Seu trabalho aqui está lindo, me fez viajar, conhecwer e ter vontade de percorrer esse cantinho. Quem sabe um dia;)
Besos

O Sibarita disse...

Pô Paula que legal, fotos simples, interessantes e estímulantes, sim estímulantes, sabe que dá uma vontade retada de imitar vocês e sair por ai fotografando também?

Tá mil, PARABÉNS, faça fé!

Ah porreta também está o novo visual do blog, muito bom mesmo!

bjs
O Sibarita

Diego Gonçalves Amaral disse...

lidar com a perda ou a negação é muito difícil...

bj

Princesa disse...

Saber viver, é compreender
que ninguém vive sozinho.
Nossa vida se torna mais alegre
quando temos um círculo de amizade,
quando temos pessoas que nos ajudam
a preencher espaços em nossas vidas.
É por isso que estou aqui
muito feliz em te ter na minha vida e
poder desejar para ti um
BOM DIA!!!...
Beijos

Déia Arakaki disse...

Bom Dia Paulinha!!
Sabe eu costumo ouvir dizer que quando nos deparamos com uma mensagem parecida em seu teor , este muitas vezes é um sinal de Deus para algo que ele quer que enxerguemos.
Afinal não acredito só e coincidências.
Quanto a morte de seu colega de serviço..
Meus sinceros pesamês..

Apesar dos pesarês.. passo para lhe desejar um lindo e abençoado dia!!!

bjs

Mai disse...

De Pesqueira eu conhecia apenas os doces porque um vizinho, trazia e sempre me dava mas nunca estive na cidade que agora conheço em algumas imagens que trouxeste.
Uma delas me fez parar, esquecer o tempo, ficar em silêncio, deter-me ali.

Não foram as imagens dos cemitérios nem pensar acerca da morte. Foi aquela fotografia onde um homem sob uma árvore me levou a refletir sobre o tempo real, o tempo da simplicidade, o tempo hipoativo, o vagar, o desacelerar, a tranquilidade, a mansuetude, a paciência, o tempo do tempo que há tempos eu não via parado.

Aquela tua fotografia pausa o tempo, Paula. Imortaliza o tempo em que a pressa sentava sob a árvore.

Muito carinho e admiração.
Adorei rever as paisagens do interior do meu interior - o nordeste menino.

Beijos, querida.
Muito, muito grata, por este presente.

Mai

Maria Dias disse...

As fotos são muitas e falam das coisas que mais aprecio:Gente,vida,caminhos...
Bem, entre todas,vou te confessar uma coisa,podem pensar q sou louca mas eu adorava quando ia a cemitérios e ficava olhando aquelas pessoas do passado em suas fotografias em preto e branco...As obras de arte muitas vezes debruçadas sobre os túmulos(No sao João Batista no Rio existem inumeras estatuas de bronze e marmore maravilhosas).O silêncio do local...Até hoje gosto quando vejo nos filmes aqueles cemitérios gramados com extensos jardins...Tudo aqui está perfeito e este passarino está muito fofo...rs...

Beijinho

Maria

JC disse...

Bonitas fotos com que sempre nos prenteias.
Dá-nos uma ideia dos locais, das gentes, do património.
Consegues trazer-nos a realidade.
Beijinhos

Landinho disse...

A fotografia é uma coisa mágica de marcar aquele momento. Muitas nem precisa de palavras para descrever, elas falam por si só. Um grande abraço.

Sol da meia noite disse...

Gostei deste passeio :-)

Um abracinho

Pena disse...

Linda Amiga:
Fotos deslumbrantes e perfeitas do quotidiano de um povo. Um povo adorável, tal e qual, o extraordinário e lindo Brasil.
De fascínio. Puro encantamento e beleza ímpares de gente campestre que se eterniza pelo suar das terras de trabalho árduo e do fulgor que deixa lá.
Linda.
Beijinhos para esse país de sonho de Portugal que o trás no coração.
Com respeito e enorme estima...
Sempre a admirar a pessoa notável e genial que é.

pena

Bem-Haja pela sua amizade, nutrindo por ela, imensa admiração e consideração significativas.

mundo azul disse...

_________________________________


Fiz um passeio com você, através das fotos!


Belas fotos!


Beijos de luz e o meu carinho, Paula...


_______________________________

Cαmilα ♥ disse...

Paulinha, me senti dentro do carro com vocês...
Sabe, gosto de fotos de igrejas e de pessoas! Assim no dia a dia como voce fotografou tão bem.

Mas nao gosto muito de cemiterios, me trazem lembranças dolorosas.

BeijOs e boa semana, minha querida!

PreDatado disse...

Mais uma vez um excelente conjunto de fotos.

Pedro disse...

Belíssimas fotos, sobretudo a de pessoas. Adoro esses "flagrantes" de vida.

Avassaladora disse...

Paula, fotos assim...
Cotidianos de uma vida...
A realida como ela é!

A simplicidade do existir... Adoro!

Claro que uma bela fotografia tem um encanto diferente...

Essas não... essas nos passa a alma das pessoas e a essência dos lugares fotografado!

Parabéns a sua irmã e a vc!

Beijos e carinhos mil!

Blue disse...

Bom Andarilha, depois deste tour, vou ao meu mapa e ver onde tudo fica. Adoro viajar, mas com o mapa na mão!

Beijos. Ops claro, belas fotos, como sempre. Me sinto transportado nestas viagens.

tossan disse...

Espetacular (a segunda parte)! Mas cemitério não, depois vou cansar de ver, digo sentir este ambiente na minha eternidade! Beijo

CarlaSofia disse...

Paula, muito obrigada pela tua visita aos universosquestionáveis.
Gostei imenso desta sequência de fotos, bastante espontâneas.
Sempre que te apetece retorna aos universos ou até mesmo ao Bosque.
beijinhos e até breve
~universosquestionáveis~

graciete disse...

Lindo muito lindo por alguns momentos me senti levitar e viajar por esse mundão a fora obrigado pelas lindas maravilhas que nos mostra, que pode não dizer nada para alguns mas que apesar de não ser dai desse lindo País me fazem tão bem à minha alma de vagabunda.
Beijos em seu coração